Vale a pena largar tudo para viver uma aventura?

Avalie

O sentimento que a vida está passando e não se aproveita nada dela é comum para muitas pessoas e traz uma sensação diária muito forte de insatisfação.

Entretanto, existem algumas pessoas que se cansam de viver assim e resolvem deixar os familiares, emprego, casa para se aventurar e mudar de ares, ter novas experiências. Você teria coragem?

Você largaria tudo para trás?

Foto: Glow Images/Latinstock

Foi isso que a jovem Yanira fez. Uma moça inquieta, que se muda de uma ilha paradisíaca na Espanha para a cidade de Barcelona, onde consegue um emprego num cruzeiro de férias como garçonete.

No navio, ela conhece o porto-riquenho Dylan, que deixa a moça toda excitada, porém parece não dar muita bola pra ela, o que a deixa com ainda mais vontade de conquistá-lo.

Essa história é parte do livro “Adivinhe quem sou”, da europeia Megan Maxwell. Contada com tons de comédia romântica, a história dos dois promete conquistar as leitoras. Ela também é autora da trilogia “Peça-me o que quiser”, do mesmo estilo picante.

Livros com conteúdo erótico entraram em grande evidência nos últimos tempos depois do sucesso do livro “Cinquenta Tons de Cinza”, da escritora E.L. James. O filme inspirado na história já tem trailer e será lançado em fevereiro de 2015.

A Guia Astral entrevistou a autora para saber o que ela acha de atitudes como a de Yanira. Será que vale a pena largar tudo para trás para viver um sonho? Ela ainda revelou  quem gostaria de ver na pele de Yanira e Dylan! Confira:

Guia Astral: Livros com conteúdo quente e teor sexual têm feito cada vez mais sucesso, principalmente, com o público feminino. Você acha que isso é uma tendência?
Megan Maxwell: Creio que o que é tendência é que nós mulheres sabemos o que queremos ler e o que buscamos na vida. Por isso, o atual sucesso dos novos livros eróticos.

GA: Você acha que o interesse feminino com assuntos sexuais aumentou por causa da independência que elas, cada vez mais, vem conquistando?
MM: Claro que sim! Sem dúvida a independência da mulher é um fator principal, visto o interesse por esses romances.

GA: Muitas pessoas do Brasil que sonham com uma vida melhor viajam para outros países em busca de novas oportunidades e acabam trabalhando em cruzeiros, assim como a Yanira. Qual seu conselho para essas pessoas, que assim como ela, deixam uma vida para trás, a fim de realizar seus sonhos?
MM: Meu conselho é que, independente do que fizerem, sejam felizes e saibam sempre buscar e encontrar a parte positiva. Deixar para trás o que é familiar não é fácil, mas, sem dúvida, às vezes é necessário para realizar os sonhos.

Thinkstock/Getty Images

Foto: Thinkstock/Getty Images

GA: No livro, a Yanira vai trabalhar neste cruzeiro para acumular experiências e conhecer as pessoas do mundo. Quais as melhores experiências que você teve na sua vida e que você aconselha as mulheres brasileiras a terem também?
MM: Eu trabalhava como secretária de uma assessoria jurídica. Deixei de trabalhar ali pois meu filho ficou doente e tive que cuidar dele. Ao fazer isso, tive mais tempo para mim e para fazer isso que tanto gostava: escrever. Aconselho as mulheres brasileiras que nunca, nunca, nunca abandonem seus sonhos. Sou daquelas que pensa que sem sonhos não se pode viver, afinal a vida seria muito tediosa. Sendo assim, vamos sonhar!

GA: Assim como a personagem, você já sonhou em largar tudo e viver uma aventura?
MM: Quando escrevo um romance, tento fazer com que meus personagens comecem uma bonita e nova história, sem deixar para trás suas vidas, suas famílias e nem nada que eles precisem ou queiram. Eu também não deixei minha vida para trás para lançar-me como escritora. Minha vida segue seu rumo como seguem as vidas de milhares de pessoas.

GA: Qual a principal mensagem que você quer passar aos seus leitores?
MM: Quero transmiti-los felicidade. Quero fazê-los rir, além de fazer se apaixonarem. Desejo que quem leia meus romances creia no amor, creia na fantasia e sobretudo creia que com seu par podem cumprir esses desejos e fantasias sexuais que todos temos.

Fotos: Jamie McCarthy e Jason Merritt/Getty Imagens

Daniel Sunjata e Kate Hudson (Fotos: Jamie McCarthy e Jason Merritt/Getty Imagens)

GA: Você gostaria que esse novo livro virasse filme? Quais atores você acha que interpretariam da melhor forma seus personagens?
MM: Eu adoraria ver meu livro na telona! Qual escritor não gostaria? Quanto aos atores que eu adoraria para interpretar para “Advinhe Quem Sou” seriam Daniel Sunjata como Dylan e Kate Hudson para o papel de Yanira.

Reprodução/Editora Planeta

Reprodução/Editora Planeta

 

Serviço
Livro: Adivinhe quem sou
Autora: Megan Maxwell
Editora: Planeta
Preço sugerido: R$ 39,90 

 

 

 

 

 

 

 

 

Entrevista: Felipe Tellis/Colaborador

Mais lidas