Dúvidas sobre pílula anticoncepcional

Avalie

A pílula anticoncepcional é uma das alternativas para quem quer se prevenir de um gravidez. Com pequenas doses diárias de hormônios, elas fazem com que o corpo não permita a fecundação. O medicamento pode ser usado por todas as mulheres em idade reprodutiva desde que sejam respeitadas as contraindicações, conforme explica o ginecologista Antonio Khouri.

pílula anticoncepcional

Foto: Shutterstock Images

Qual pílula devo tomar?

O anticoncepcional deve ser recomendado pelo médico. Só ele vai conseguir avaliar qual tipo se adapta melhor a seu tipo físico, estilo de vida e possíveis limitações, por isso, nada de pegar o nome da pílula de uma amiga e começar a tomar. “Passado de tromboembolismo, diabetes (relativo), hipertensão arterial (relativo) e associação com medicamentos que diminuem sua eficácia” devem ser levados em conta, recomenda o médico.

Existem efeitos colaterais?

“Uma mulher pode sentir cefaleia, náusea e dores nas pernas, mas outra, com a mesma pílula, não sentir nada”, afirma o ginecologista. Por isso, é preciso conversar com o médico antes de começar a usá-la e, caso a mulher sinta algum desses sintomas por mais de um mês, voltar e pedir para trocar o medicamento.

Pílula anticoncepcional engorda?

“O que pode acontecer é que alguns biótipos retêm mais líquidos, e com isso, a pessoa fica mais inchada”, afirma o médico. Porém, ele reforça que atividade física e uma alimentação adequada logo dão conta desse inchaço. Além disso, sempre é possível conversar com o ginecologista para trocar o medicamento.

Devo fazer uma pausa depois periódica?

Não. Não é necessário fazer pausas do uso do anticoncepcional a não ser a recomendada para que haja a menstruação.

Quem usa pílula pode ter problemas para engravidar no futuro?

Também não. Afinal, a pílula não causa infertilidade, lembra o ginecologista.

Esqueci de tomar a pílula, e agora?

“Caso a mulher esqueça de tomar um comprimido, ela deve tomar no dia seguinte e continuar com o uso. Neste ciclo, porém, é recomendado o uso de um outro método complementar, como camisinhas”, recomenda Dr. Khouri.
Nos dias de pausa indicados pela cartela não é preciso se preocupar com um possível gravidez já que o medicamento conta com esses dias sem a reposição hormonal.

Posso usar a pílula para atrasar ou adiantar a menstruação?

“O ideal é sempre consultar o ginecologista para saber”, indica. Já que cada medicamento pode responder a chamada “emenda” de uma forma. Mas, caso seja recomendada a pausa mensal, é melhor respeitá-la.

O que fazer se a menstruação não vier ou vier demais nos dias de pausa?

“Caso a mulher não menstrue, ela não deverá reiniciar a nova cartela e precisa certificar de que não está grávida. Caso ela menstrue em excesso, deve continuar com o uso regular e, se repetir outros meses, deve procurar o ginecologista para avaliação”, recomenda o médico.

É comum que haja sangramentos fora do período menstrual?

No começo e em dias de esquecimento, sim. Porém, se o sangramento for recorrente é melhor procurar um ginecologista, afirma o médico.

Posso tomar a pílula do dia seguinte junto com o anticoncepcional regular?

Não. A chamada “pílula do dia seguinte” contém uma grande quantidade de hormônios que, na pílula regular, está dissolvida por todo o mês o que “pode aumentar o risco de tromboembolismo e descontrole do ciclo”, explica. O recomendado é procurar um médico imediatamente.

Dr. Antonio Khouri, ginecologista do Grupo Plena Saúde

Mais lidas