Da novela pra vida real: Ana é traída e agredida pelo marido

Avalie
violencia-contra-mulher-agressao-domestica-novela-ana-eta-mundo-bom3

Reprodução/Globo

Uma cena intensa chamou a atenção dos telespectadores ontem (16), em “Êta Mundo Bom”. A atriz Débora Olivieri, que interpreta Ana, falou sobre o sofrimento e a morte da personagem na novela.

Depois de sofrer muito nas mãos do marido, Severo (Tarcísio Filho), a atriz conta que recebeu diversas mensagens de pessoas que vivem até hoje histórias de violência doméstica como a que ela interpretou, que se passava nos anos 1940.

Na trama, Ana descobre que está sendo traída por Severo ao escutar uma conversa deste com o filho. “Ela é uma mulher velha e feia, quem ia querer uma mulher dessa?”, fala o patriarca. A personagem sofreu muitos maltratos, chingamentos e uma agressão do marido, bem em frente a filha pequena do casal.

violencia-contra-mulher-agressao-domestica-novela-ana-eta-mundo-bom

Veja mais: 11 sinais de que você está em um relacionamento abusivo

Veja mais: Lei Maria da Penha: aprenda como ela funciona e em que situações ela é aplicada

Com toda essa violência, Ana acaba sofrendo um infarto e falece. A cena, emocionante, provocou inúmeras mensagens de apoio de mulheres que já sofreram esse tipo de brutalidade. “Muitas pessoas que passaram por isso na infância, me escreveram. Recebi muito apoio de mulheres indignadas, que diziam que a Ana precisava superar tudo isso e dar um basta. Também recebi mensagens de mulheres dizendo que sofrem isso até hoje em dia”, contou a atriz.

Apesar da trama se passar nos anos 1940, ainda hoje muitas mulheres sofrem agressões. “Naquela época, muitas mulheres eram submissas ao marido e não havia a Lei Maria da Penha (que estabelece como crime todos os casos de violência doméstica). O que me espanta é receber relatos de mulheres que vivem esse tipo de violência atualmente. Acho que essas mensagens servem de alerta“, explica novamente a atriz.

violencia-contra-mulher-agressao-domestica-novela-ana-eta-mundo-bom2

Reprodução/Globo

Veja mais: 8 mulheres famosas para se inspirar no 8 de março

Não sofra calada

Aquela história de que “em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher”, não está com nada. Violência contra a mulher é crime e precisa ser falada, valeu? Quando existe mais dor do que amor, está na hora de repensar esse romance.

violencia-contra-mulher-agressao-domestica-novela-ana-eta-mundo-bom4

Reprodução/Globo

Mais lidas