Sexo casual: você consegue encarar?

Sexo casual: você consegue encarar?
Avaliação 2.33 - Votos 6

Para encarar uma noite de sexo casual, é importante que a mulher tenha maturidade e saiba diferenciar um momento de carência de uma noite de diversão. Muitas pessoas ainda não estão preparadas para envolvimentos rápidos e sem amarras. E você, está preparada? A psicóloga Regiane Machado explica como lidar com as relações passageiras e o que a mulher deve ter em mente ao buscar essa experiência:

Casal curtindo sexo casual

FOTO: iStock.com/Getty Images

Tempos modernos

Aquela velha história de ter um parceiro só para a vida inteira não é mais uma realidade para muitas pessoas atualmente.  A forma de se relacionar com um parceiro pode ser apenas uma aventura sem compromisso, algo que não era admitido até algum tempo atrás. De acordo com a psicóloga, as mudanças aconteceram gradualmente e em várias áreas. Algumas delas são:

– A maneira como se tratava o sexo;

– A mulher se firmar cada vez mais no mercado de trabalho, buscando a independência financeira e conhecendo mais o seu próprio corpo;

– A diferenciação entre sexo casual e relacionamento afetivo;

– Mudanças sociais e culturais.

“Atualmente, as mulheres estão mais no controle de sua própria vida.”, afirma Regiane.

Saiba mais

Mitos e verdades sobre sexo anal

Conheça 5 ensinamentos do sexo tântrico

Sexo oral (nele) sem segredos: saiba como deixá-lo louco de prazer

Evitando os sentimentos

A primeira coisa que se deve ter em mente é que o relacionamento é passageiro. “O essencial é entender que a relação que ela escolheu é casual, ou seja, sem compromisso. É preciso tomar cuidado para não começar a relação em um momento de carência afetiva. Outro fator é observar e perceber se a outra pessoa também quer uma relação sem compromisso. Não se deve criar falsas expectativas”, aponta a especialista.

Cuidados necessários para o sexo casual

Para a psicóloga, a mulher deve sentir-se à vontade com a situação e não fazer nada contra sua vontade: “Ela deve delimitar muito bem o que quer e espera de uma relação de sexo casual. O mais importante é não esquecer dos cuidados com a prevenção de doenças contagiosas e gravidez indesejada”.

mulher curtindo sexo casual

FOTO: iStock.com/Getty Images

Diálogo é tudo

Antes de dar início a um relacionamento descompromissado, o parceiro deve ter noção do território em que está entrando. Conversar e explicar a situação é o primeiro passo para evitar problemas. “Converse com o outro e deixe bem claro que não quer se envolver emocionalmente, que não deve satisfações e que não aceita cobranças. Ou seja, estabelecer limites fundamentais para a relação continuar sendo o que é”, explica Regiane.

Sexo ainda é tabu

Apesar da mudança ocorridas nos últimos anos, algumas mulheres ainda não gostam deste tipo de relação e se sentem incomodadas. “O fato de algumas mulheres não se sentirem à vontade com a situação pode ser explicado por vários fatores, como cobranças sociais que ainda existem, principalmente em relação a elas. Algumas buscam relacionamentos sem compromisso, por terem sofrido decepções amorosas. E há casos em que elas não julgam esse tipo de relação algo correto.”, exemplifica a especialista. “Não é porque algumas mulheres optam por um relacionamento sem compromisso que todas obrigatoriamente vão escolher viver uma relação nesses moldes. É uma questão de sentir-se à vontade e, mais importante, de escolha pessoal”, finaliza.

 

Consultoria: Regiane Machado – psicóloga clínica. Especialista em mobbing, bullying, depressão, depressão pós-parto. 

Mais lidas