O fantasma da ex: conheça a história de quem conseguiu se livrar da rival

Avalie

Com certeza, seu namorado já teve alguém antes de te conhecer. Normal. O duro é quando ela insiste em assombrar a vida de vocês. Veja como espantar essa chatíssima criatura. Para sempre.

O fantasma da ex: três histórias de quem conseguiu se livrar da rival

Como o nome diz, ex- namorada é passado. O problema é quando ela insiste em atrapalhar o presente. Telefona, deixa mensagens nas redes sociais, força uma reaproximação. Mas calma. Não se desespere e muito menos bata de frente com o recém-namorado. Nessa hora, brigas só vão afastá-lo de você. Quem tem de ficar bem longe é a dita cuja. Saiba também que sentir-se insegura com essa situação é normal. Afinal, vocês ainda estão construindo o relacionamento e uma história juntos. Só tome cuidado para não virar a chata de plantão. “Se ficar remoendo o assunto, é você quem trará a ex para o presente. Mantenha o foco na relação atual e partilhe os bons momentos”, alerta a psicanalista Dora Gurfinkel. E avisa: “Não revide as baixarias, é vexame na certa, além do risco de se rebaixar ao mesmo nível da outra. A indiferença é a melhor resposta nessas ocasiões”. Conheça agora três garotas que enfrentaram o assustador fantasma da ex, e veja como elas agiram para dar a volta por cima. Acompanhe.

Eu disse que seria a última vez que perdoaria qualquer deslize da parte dele

“Quando iniciei o relacionamento, meu namorado, 17 anos mais velho do que eu, tinha saído de uma relação de 17 anos! No primeiro ano de namoro, minha vida foi um inferno. Ela vivia no pé, inclusive batendo na porta da casa dele. Detalhe: eles eram praticamente vizinhos, e eu deles. Brigamos diversas vezes por esse motivo, e ele sempre dizia que a ex simplesmente não aceitava o fim. O estopim se deu quando ela foi ao meu trabalho e armou o maior escândalo. Um grande constrangimento. Cansada, desejei felicidade aos dois, pois não suportava mais aquela situação. Acabei reatando após duas semanas, mas, no fundo, sentia raiva de mim mesma por tê-lo aceitado de volta. Semanas depois, resolvi ficar de plantão na casa dele vendo se ela entrava ou saia. Passei a madrugada toda lá, nunca tinha feito isso antes, mas eu precisava tirar a limpo ou enlouqueceria. E não é que ela saiu às 5h30 da manhã? Apesar de amá-lo loucamente, ficamos um mês separados. Eu não acreditava mais nele. Novamente, ele não parava de me procurar. Reatamos, mas desta vez fui bem firme. Disse que seria a última vez que perdoaria qualquer deslize. Percebi que ele entendeu quanto eu falava sério. Desde então, não tive mais problemas em relação a mulher alguma. E vamos completar quatro anos juntos e felizes.” Kelly Shimada, 25 anos, comerciante

Táticas de Sobrevivência

– Se esbarrar com ela, tente agir naturalmente. Não precisa esbanjar sorrisos, claro, mas cumprimente educadamente. Senão, ela vai achar que está arrasando. – Se a ex também te persegue, deixando recado nas redes sociais ou mesmo pelo celular, respire fundo e ignore. Ela quer justamente tirar você do sério. – Conforme-se com o inevitável. Seu namorado não pode deixar de cumprimentar ou conversar com a ex se eles moram perto ou no mesmo prédio, por exemplo. – Não adianta brigar toda vez que ela liga ou manda SMS para o seu gato. Tente agir naturalmente. É melhor ele falar com a garota na sua frente. – A ex era a nora perfeita para a sua sogra? Vai ser preciso uma dose extra de paciência. Seja educada e gentil, que aos poucos a sogrinha vai te conhecer melhor. – Você morre de ciúmes toda vez que ouve falar da falecida? Não perca seu tempo, lembre-se de que ela é ex justamente porque a relação deu errado. – Se eles são amigos, tente lidar com a situação de forma madura. E experimente se colocar no lugar dela. Afinal, poderia acontecer com você.

 

Texto: Daniela Venerando
Foto: Thinkstock/Getty Images

Mais lidas