Saiba o que são doenças psicossomáticas

Saiba o que são doenças psicossomáticas

Foto: Thinkstock/Getty Images

Sentir-se triste e magoada de vez em quando é normal. Todos passam por momentos difíceis durante a vida. Porém, a tristeza e a depressão constantes podem trazer sintomas piores, como dores de cabeça, úlcera e até mesmo problemas de coluna. Essas dores físicas desencadeadas por distúrbios emocionais são chamadas psicossomáticas e têm tratamento. A psicóloga Marina Vasconcellos, do Portal Minha Vida, dá alguns conselhos para quem passa por um período conturbado:

Doenças mais conhecidas

Doenças respiratórias e cardíacas, consideradas graves, podem surgir a partir de problemas emocionais. A psicóloga afirma: “Gastrite, úlcera, problemas de coluna, dores em geral (costas, cabeça, dores crônicas), problemas respiratórios, cardíacos, estresse e depressão podem ter ligação direta com fatores emocionais”. Quem se sente triste por algum motivo específico deve ficar atenta. É sempre bom procurar assistência de um profissional qualificado.

Como lidar com situações difíceis

Passar por traumas e se deparar com problemas inesperados podem interferir no convívio com a família, amigos e prejudicar o desempenho no trabalho. Marina Vasconcellos aponta: “É importante fazer terapia para elaborar os problemas, os traumas e poder libertar-se para seguir em frente. Todos nós vivemos momentos difíceis. O que importa não é o problema em si, mas a maneira como o encaramos e o que decidimos fazer com nossa vida a partir daí”.

Estresse: inimigo da modernidade

Hoje em dia é mais comum sofrer de estresse: pressão na família, no trabalho, no trânsito… Mas nada de desespero! O importante é buscar a paz interior. “Fazer exercícios físicos, encontrar um momento para relaxar e fazer outras coisas que não estejam ligadas ao trabalho ou àquilo que está causando o estresse é essencial. Meditação, dança, ouvir música, sair com amigos, namorar, fazer outras atividades, melhorar a alimentação e procurar ajuda psicológica para encontrar uma saída mais saudável para os problemas que estão causando o estresse. Uma mudança no estilo de vida provavelmente será necessária, e para isso uma terapia será de grande ajuda”, completa a especialista.

Cuidados redobrados

Quando passamos por situações de tensão, nosso cérebro limita nossas ações. A parte pensante fica limitada e agir por impulso é mais comum, já que agimos sem pensar para nos livrarmos da sensação de perigo. A mágoa consome muita energia, pois cada vez que relembramos o acontecido, os mesmos sentimentos são desencadeados. O cérebro não sabe distinguir se aquela traição, agressão ou trauma aconteceu agora ou há muito tempo. Buscar ajuda para entender e se livrar dos pensamentos negativos é o primeiro passo para a recuperação.


Consultoria: Marina Vasconcellos – psicóloga do portal Minha Vida.

Site:  www.minhavida.com.br

 

Mais lidas