Ração humana

Ração humana  

Receita

Bolo de fibras e frutas

Ingredientes: 3 ovos * 1 xícara (chá) de óleo vegetal * 1 xícara (chá) de água * 2 xícaras (chá) de açúcar mascavo * 1 pitada de sal * 3 xícaras (chá) de farinha de trigo * 1 xícara (chá) de ração humana * 1 xícara (chá) de frutas secas (uva-passa, damasco, ameixa, castanha-do-pará e nozes).

Preparo: coloque no liquidificador ou batedeira os ovos, o óleo, a água, o açúcar e o sal. Bata até obter uma massa homogênea. Transfira a massa para um recipiente e misture a farinha e a ração humana. Misture bem e acrescente as frutas secas. Distribua o bolo em duas formas médias (38cmx26cm) e asse em forno médio por cerca de 30 minutos. Pincele açúcar mascavo derretido e deixe secar no forno baixo.

Como a ração humana age no organismo?

Ainda não existe comprovação científica da ação terapêutica da associação dos ingredientes que compõem a ração humana. Sabe-se dos benefícios isolados desses alimentos. Até o momento, a ração humana tem se destacado por ser um mix de fibras que promove a estabilização do sistema digestivo, e consequente redução na absorção de gorduras oriundas da dieta.

Algumas fibras presentes não são digeridas e nem destruídas pelas enzimas digestivas, com isso, elas não são absorvidas pelo organismo. As bactérias intestinais promovem uma fermentação, transformando as fibras em ácidos graxos de cadeia curta, na tentativa de absorvê-las e digerí-las.

Essas fibras quando entram em contato com a água no estômago, transforma-se em uma substância semelhante a um gel, diminuindo a velocidade do trânsito do alimento pelo intestino. Isso dificulta a reabsorção de bile nos intestino, fazendo com que essa bile seja excretada nas fezes. Para compensar essa perda biliar, o fígado produz mais sais biliares (o corpo utiliza o colesterol para fabricar os sais biliares) e receptores de LDL. Esses receptores são os responsáveis pela saída de colesterol das moléculas de LDL na corrente sanguínea.

Esse mecanismo além de reduzir o colesterol sérico, também contribui para regularização intestinal (melhoria na absorção de outros nutrientes, pela limpeza intestinal), redução de gordura abdominal (pela diminuição na absorção de açúcares e gorduras da dieta), redução da oleosidade capilar (contribuindo para tratamento de acne e seborréia).

O que cada ingrediente faz por você

Açúcar demerara: de qualidade nutricional muito melhor que o açúcar branco (considerado caloria vazia, pois não fornece nutriente), sendo as suas propriedades muito similares com as do açúcar mascavo, contendo boas quantidades de ferro, magnésio, fósforo e potássio.

Açúcar mascavo: Extraído da cana-de-açúcar, não passa por processo de refinamento, mantendo assim as vitaminas e sais minerais do caldo da cana. Contém vitaminas e grande quantidade de minerais – entre eles o ferro, o magnésio, o cálcio e o fósforo. Diabéticos devem evitar.

Ágar-ágar: É uma mucilagem rica em minerais, extraída de várias espécies de algas aquáticas. Utilizado para tratamento de obesidade e prisão de ventre, devido às propriedades que ajudam a controlar o tempo certo do trânsito intestinal, para que haja a absorção correta dos nutrientes evitando fermentação.

Amaranto: grão rico em aminoácidos e gordura de ótima qualidade, tendo uma função construtora na formação de proteínas musculares e defesa imune do organismo. Também, não possui glúten, podendo ser usado em preparações para pessoas celíacas, bem como por vegetarianos, pelo seu alto valor protéico.

Amêndoa triturada: É relativamente rica em vitaminas B1, B6 e principalmente vitamina E. A amêndoa é um dos alimentos vegetais mais ricos em cálcio e fósforo. Contém quantidades importantes de magnésio, potássio, ferro, zinco e cobre. As amêndoas são ótimas para curar o stress, a depressão, a fadiga e o colesterol elevado.

Berinjela desidratada em pó: a berinjela possui monoterpenos, substância antioxidante que auxilia na redução dos radicais livres e possui poder de inibir a produção de colesterol e, ainda, pode auxiliar na prevenção do câncer.

Cacau em pó: alimento responsável por proteger o organismo contra o câncer, derrame e doenças cardíacas, pois possui uma substância conhecida como epicatequina, um flavonóide antioxidante. Também, há pesquisas que indicam sua eficiência no combate ao cansaço e aumento da pressão arterial e na produção de serotonina ? neurotransmissor que produz a sensação de bem-estar.

Castanha de Cajú triturada: É rica em folato e vitaminas C e B6. É excelente fonte de ferro, fósforo, riboflavina e tiamina.

Colágeno hidrolisado: Usado para enrijecer os tecidos da pele, eliminar rugas e aumentar a tonicidade dos músculos. Fortalece unhas, cabelos e hidrata a pele, dando-lhe maior resistência, mais espessura, crescimento e brilho. Fornece aminoácidos fundamentais para a manutenção dos ossos e a reconstituição ou regeneração de algumas articulações.

Farinha de aveia: Contém uma espécie de goma que envolve as moléculas gordurosas, dificultando a absorção destas pelo organismo. A aveia auxilia no combate ao colesterol, estimula o apetite. Além disso, ela é essencial ao crescimento humano, fortificando o músculo cardíaco, regulando o sistema nervoso e fortalecendo a pele e os cabelos. Por isso ela é tão utilizada em produtos de beleza.

Farinha de banana verde: fonte de vitaminas, minerais e amido resistente, um tipo de fibra encontrada em alguns alimentos ricos em carboidratos e que não é digerido pelo organismo. O uso da farinha de banana verde participa da prevenção e controle do diabetes, redução nos níveis sanguíneos de colesterol e triglicerídeos, prevenção de doenças cardiovasculares e auxilia na perda de peso.

Farinha de girassol: a farinha de girassol é elaborada a partir do grão inteiro, mantendo suas características nutricionais, como o alto conteúdo de vitamina E, substância antioxidante que auxilia na manutenção de uma pele saudável, sem rugas e celulite.     
       
Farinha de maracujá: A fibra de maracujá, tendo como maior agente a pectina, que ao ser ingerida pelo organismo forma um gel, dificultando a absorção de carboidratos e da glicose produzida no processo digestivo e também nas gorduras, auxilia ainda a redução de glicemia e na taxa de colesterol. A alta concentração de pectina contida na farinha maracujá diminui a concentração de glicose, contendo ainda fósforo, que é fonte de renovação celular, cálcio que ajuda no desenvolvimento dos ossos e dentes, ferro que dá mais energia e disposição, vitamina B3 que ajuda a transformar alimentos em energia.

Farinha de soja: É rica em proteínas, vitaminas, sais minerais e lecitina, que tonifica o sistema nervoso. Ela também contém um hormônio natural vegetal que age no organismo como estrogênio, ajudando na redução de sintomas associados com a menopausa. Auxilia também na redução de colesterol no sangue e na prevenção e tratamento de muitos tipos de câncer; fornecendo ao organismo a quantidade adequada de proteínas, carboidratos, vitamina E e vitaminas do complexo B e Ômega 3.

Fibra de trigo: Estimula os movimentos naturais do intestino, combate a prisão de ventre e favorece a eliminação de toxinas dos órgãos de digestão e excreção. As fibras são muito importantes também na prevenção de hemorróidas, câncer e obesidade.

Flocos de arroz: é o resultado do processo de cozimento dos grãos selecionados, prensados e secos, proporcionando ao organismo carboidrato complexo, fibras, vitaminas do complexo B e minerais, sendo um alimento que desempenha um papel energético.

Fubá de milho branco: composição química é praticamente a mesma do milho amarelo, a não ser pelo teor de proteínas do milho branco que é superior. Rico em carboidratos, possuindo papel energético, bem como vitaminas lipossolúveis A e E que fornecem um aparato antioxidante.

Gergelim: Alimento muito rico em cálcio e fósforo. O gergelim possui em sua composição óleo de ótima qualidade biológica, proteínas, lecitina, vitaminas A, E, B1, B2, niacina e minerais. Possui muitas fibras, cálcio e ferro, constituindo-se num ótimo complemento alimentar. Tonifica os nervos, combate dores reumáticas, tumores, acido úrico, memória fraca, hemorróidas, gastrites, ulcera, prisão de ventre, pressão alta. É um excelente repositor de cálcio.

Gérmen de trigo: Contém vitaminas dos grupos A, B, D, F, K e principalmente a vitamina E, que regenera os tecidos. Combate a menstruação irregular, dificuldades de crescimento e desenvolvimento, fraqueza muscular e infecções. Combate também doenças reumáticas, como o torcicolo, reumatismo muscular e nervoso, doenças cardíacas e circulatórias.

Guaraná em pó: Previne a arteriosclerose, favorece a intelectualidade. Eficaz no esgotamento físico e mental. Contra indicado nos casos de insônia (se ingerida a noite) e hipertensão.

Levedo de cerveja: Suplemento alimentar muito rico, pois nele se encontra cerca de 17 vitaminas, 16 aminoácidos e 18 minerais. É a maior fonte natural de vitaminas do complexo B. ajuda a regularizar as funções intestinais, ajudam o fígado no trabalho de desintoxicação do organismo, protege a flora intestinal, anemias, fadiga, reumatismo, artrite, gota, neurites, furunculose, celulite, obesidade, arteriosclerose, nevralgias, resfriados. É tônico para os nervos, aumenta a resistência física, embeleza a pele, tem a ação anti-infecciosa e desintoxicante.

Linhaça: É rica em ácidos graxos Ômega 3, sais minerais e vitaminas. Auxilia na regularização do intestino, tem ação antiinflamatória, aumenta a atividade do sistema imunológico, além de possuir uma substância que protege contra tumores de mamas, ovários e próstata.

Quinua: Qualificada pela Academia de Ciências dos EUA como o melhor alimento de origem vegetal p/ consumo humano.Cada grão contém 20 tipos de aminoácidos, entre eles a metionina e a lisina, responsáveis pela formação da proteína completa. Seu valor nutritivo só é comparável ao leite materno.
A quinoa é um grão que teve seu cultivo iniciado há mais de cinco mil anos nos Andes bolivianos, assim como o milho e a batata a quinoa era base da alimentação no império Inca. Ela possui proteína de alto valor biológico, na qual é muito aproveitada pelo organismo. Fornece aminoácidos essenciais, responsáveis pelo desenvolvimento celular, ferro, cálcio e vitaminas. Pelo seu alto valor protéico, é muito usada por vegetarianos e atletas e, por não conter glúten, é muito apreciado por pessoas intolerantes a essa proteína.

Texto: Aline Mendes
Foto: Divulgação

Mais lidas