Pense como magra…

Seguindo uma boa dieta à risca, você provavelmente consegue perder aqueles quilinhos que estão sobrando. Porém, para não recuperá-los nunca mais, é fundamental adotar hábitos alimentares “magros”. Quem faz a lista é a nutricionista Laura Sampaio, do Equilibra Centro de Nutrição, do Rio de Janeiro.

1. Faça as escolhas certas
Veja alguns exemplos:
“Leite: o integral tem gordura saturada e eleva o colesterol. O desnatado é menos calórico.
“Queijo: os amarelos são mais gordurosos que os brancos. Os mais indicados são o cottage e a ricota, que têm poucas calorias e quase nada de gordura.
“Frituras: o óleo deixa os alimentos muito calóricos. “Os filés à milanesa absorvem uma grande quantidade de óleo através da farinha”, exemplifica Laura.

2. Não saia de casa em jejum
Esse hábito pode promover alterações de humor, tonturas, dificuldades de comunicação e dores de cabeça. “Além disso, o metabolismo fica mais lento e, quando chegar a hora do almoço, você estará com tanta fome que será difícil controlar as quantidades e escolher as opções mais adequadas”, explica a nutricionista.

3. Coma fibras
Elas dão a sensação de saciedade e são fundamentais para o bom funcionamento do intestino. Assim, trazem equilíbrio ao organismo e não deixam acumular aquela barriguinha saliente.

4. Leve sempre um lanchinho na bolsa
Na correria diária, esse truque ajuda a cumprir a recomendação de comer a cada 3 ou 4 horas, o que mantém a taxa metabólica elevada e facilita a digestão. “Uma sugestão seria levar frutas in natura ou desidratadas, biscoitos integrais ou barrinhas de cereais”.

5. Seja racional no supermercado
A dieta, na verdade, começa na hora das compras. “Nunca vá ao supermercado com fome: as chances de comprar guloseimas são enormes e, em casa, será mais difícil resistir”, diz.

6. Faça 5 ou 6 refeições por dia
Além de aumentar sua taxa metabólica, essa atitude vai reduzir sua fome. “Quando a pessoa faz jejum ou come poucas vezes por dia, o corpo tende a estocar tudo que é consumido, pois entende que há um processo de privação”, esclarece Laura.

7. Beba muita água
Deve-se ingerir 35ml do líquido por quilo de peso. Assim, uma pessoa de 60kg deve beber 2,1 litros de água por dia. “Quando se bebe pouco, o intestino não funciona adequadamente e crescem as chances de se ter dor de cabeça. Isso sem contar que a água engana a fome”, afirma.

8. Durma bem
É fundamental para ter energia nas atividades do dia-a-dia. A especialista observa, ainda, que as pessoas que vão para a cama muito tarde costumam “beliscar” à noite, justamente o pior horário para isso.

9. Coma pouco no jantar
A quantidade exata de alimentos varia para cada um, mas deve ser menor do que nos demais pratos do dia. O corpo não consegue usar tudo o que consome à noite, o que resulta em acúmulo de peso.

10. Tome cuidado com lanches e sobremesas
Eles não são proibidos, mas devem ser escolhidos com critério. “Comer um sanduíche de pão integral e queijo magro, um iogurte light e uma fruta é uma boa opção de lanche”, diz Laura. “Como sobremesa, pode-se lançar mão de frutas cozidas com canela ou outras especiarias, gelatina diet e outros produtos light”, sugere.

11. Fuja da tentação de repetir o prato
A dica da nutricionista é fazer um bom prato de salada antes do principal. Ele tira a fome e faz com que você consiga se controlar.

12. Não abuse nos fins de semana
É possível adaptar a dieta aos eventos sociais nos períodos de descanso. Um abuso pode colocar todo o esforço da semana a perder. “Deve-se ter em mente que o sábado e o domingo são feitos para relaxar, se divertir e estar com as pessoas queridas. A comida não deve ser o foco”, explica a especialista.

Consultoria: Laura Sampaio, nutricionista do Equilibra Centro de Nutrição, do Rio de Janeiro.
Texto: Adriana Serrano
Foto: Jupiterunlimited/Other Images

Mais lidas