O charmoso português de Fina Estampa!

Entrevista com Paulo Rocha

Foto: João Cotta

 

O português Paulo Rocha mal estreou nas telinhas brasileiras e já um sucesso! E claro que o sotaque e o sorrisão do ator já conquistaram o coração da mulherada! No Brasil há apenas dois meses, o ator curte a repercussão do seu personagem Guaracy de Fina Estampa. Com 34 anos e mais de 10 anos de carreira, Paulo já é o novo galã do horário nobre. Quer saber mais deste charmoso portuga? Confira a entrevista:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Guia da TV: Você está sozinho no Rio?

Paulo: “Estou sozinho, sim. Estou em um hotel que foi disponibilizado pela Globo. Vim trabalhar e, por enquanto, estou sozinho.”

 

Guia da TV: Quando você chegou ao Rio de Janeiro? Já está adaptado à nova cidade?

Paulo: “Cheguei dia 1º de julho. Ainda estou me adaptando. Não tive tempo para refletir muito sobre isso.

 

Guia da TV: E a comida do Brasil? Está gostando?

Paulo: “A comida não é assim tão diferente da que se tem em Portugal. Acho que pelo menos no tipo de alimentação que eu faço, mais saudável, não há tanta diferença. Mas aqui como muito mais fruta aqui do que lá, elas são bem coloridas, são melhores.”

 

Guia da TV: Você veio ao Brasil ano passado, no lançamento do site do Aguinaldo Silva. Aquela foi a primeira vez que esteve aqui?

Paulo: “Sim, vim ao lançamento do site do Aguinaldo. Antes, nunca tinha vindo. Eu até pensava em trabalhar no Brasil, mas não tinha colocado isso como meta. Procuro não fazer muitos planos para a minha carreira.”

 

Guia da TV: Quanto tempo de carreira você já tem?

Paulo: “Comecei em 1995, no Teatro Nacional, em Portugal. Na tevê, comecei em 2000, mas já tinha feito algumas participações antes.”

 

Guia da TV: Na vida real, você conhece alguma Griselda?

Paulo: “Não conheço nenhuma mulher assim. Até sei de algumas com características pessoais próximas às da Griselda, mas que não optaram por se esconderem atrás de um macacão.”

 

Guia da TV: E você faz tudo em casa ou precisa de uma Griselda para ajudá-lo?

Paulo: “Em casa, sei fazer quase tudo que é necessário. Mas o problema é que sou muito preguiçoso… (risos).”

Mais lidas