Nossa Senhora dos Aflitos está na terceira edição da coleção Faces de Maria

Nossa Senhora dos Aflitos

Foto: Divulgação/Alto Astral

O terceiro livro da coleção Faces de Maria chega às bancas nesta sexta-feira (05/04) trazendo a história e as orações de Nossa Senhora dos Aflitos. Nas próximas semanas os leitores podem adquirir ainda os livros de  Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora das Graças, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora da Saúde, e enfim, no último livro, a história do Sagrado Coração de Maria.

Chamada também de Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos ou de Nossa Senhora Consolata, a santa começou a ser venerada na metade do século V em Turim, na Itália. No entanto, a devoção a essa representação da Virgem Maria, por mais de uma vez, quase foi esquecida. Mas o poder de Nossa Senhora dos Aflitos fez com que essa fé se espalhasse por todo o mundo e, até hoje, continua conquistando cada vez mais fiéis.

Quem levou a imagem, pintada em uma tela, para a Itália foi Santo Eusébio. Ela ficava exposta no altar de uma igreja dedicada a Santo André e, durante quatro séculos, esse ícone da Mãe de Deus foi responsável por muitas alegrias e graças concedidas àquele povo.

Acontece que, em 820, a cidade foi atacada e todas as suas representações de cunho religioso estavam sendo destruídas. Para preservar a imagem, ela foi escondida dentro da igreja e lá ficou esquecida por quase duzentos anos. Isso aconteceu porque as pessoas que eram responsáveis por preservar o quadro faleceram ao longo do grande período de devastação em Turim.

Oração a Nossa Senhora Consoladora dos Aflitos

“Venerada Nossa Senhora dos Aflitos, pedimos ajuda por meio de vossa misericórdia a servos que estão perdidos, desempregados, acabaram de perder um ente querido, um amor, desfizeram um casamento, estão na pobreza, sem ter o que comer ou onde morar. Nossa Senhora, permita que jorre as vossas bênçãos, enchendo de fé os corações dessas pessoas amarguradas. Nossa Senhora dos Aflitos, em nome do vosso filho Jesus, que derrame o sangue puro de um sofredor, que morreu para nos salvar, sobre o espírito daqueles que precisam de uma caridade imediata. Amém!”

Milagres da Santa

O resgate da fé: A fé em Nossa Senhora dos Aflitos foi resgatada em 1014 de forma sobrenatural. Conhecido como Marquês de Ivréia, um italiano chamado Arduíno estava muito doente e debilitado, quando teve uma visão da santa. Ela pediu ao homem que fossem construídas três capelas, sendo que uma delas deveria ser erguida sobre as ruínas da antiga igreja de Santo André. E não é que a imagem da Consoladora foi encontrada intacta em meio aos escombros? O fato foi considerado um verdadeiro milagre por se tratar de uma pintura em tela. Qualquer outra obra de arte não teria resistido diante de tamanho grau de destruição da igreja. Além disso, Arduíno foi curado durante as escavações no local para a construção da capela.

O milagre do cego: Nossa Senhora dos Aflitos reacendeu a fé da comunidade, aparecendo, em sonho, a um cego francês, em 1104. A Virgem Maria prometeu ao homem que lhe devolveria a visão caso a Igreja fosse encontrada sobre as ruínas. O cego falou com o bispo de Turim e novas escavações foram feitas no local. Lá estava o quadro, intacto, apesar do grau de destruição. Quando a pintura foi apresentada a João Ravache, o homem voltou a enxergar e viu a imagem milagrosa. Comovidos pelo milagre, os cidadãos de Turim transformaram a pequena capela em um grande Santuário, onde a Consoladora é venerada há séculos.

A terceira edição da Coleção Faces de Maria já está nas bancas, além de estar disponível também na loja virtual da Editora Alto Astral: editoraaltoastral.com.br/loja

 

Mais lidas