Mitos que engordam

1. Comer menos + exercitar-se mais = emagrecer
Para perder peso, é preciso modificar seu estilo alimentar. Ou seja, ingerir uma quantidade muito pequena de comida durante algum tempo faz você perder massa muscular e, quando sair da dieta, recupera o peso na forma de gordura. “O truque é aprender a ajustar o metabolismo e usar a capacidade natural que o organismo tem de queimar calorias. Isso nos ajuda a emagrecer e a permanecer saudáveis”, ensina o médico Mark Hyman, no livro Ultra-metabolismo (Editora Sextante).

2. Todas as calorias são iguais
De acordo com o especialista, não é a quantidade de calorias que faz a diferença em termos de ganho ou perda de peso, mas o tipo de caloria ingerida. Nesse sentido, os alimentos integrais (aqueles não-processados, que se encontram o mais próximo possível de seu estado natural) são os melhores para favorecer o emagrecimento.

3. Comer gordura engorda
Nem toda gordura faz mal. Além disso, até hoje, não há provas científicas que sustentem a idéia de que uma dieta restritiva nesse aspecto contribua para o emagrecimento e para a saúde. Mais uma vez, trata-se do tipo consumido: os ácidos graxos ômega-3 (presentes em peixes, sementes de linhaça e nozes) aceleram o metabolismo e ajudam a emagrecer. Já as gorduras trans são muito prejudiciais para o funcionamento do organismo e podem até causar inflamações e diabetes.

4. Não comer carboidrato emagrece
Nesse caso, também há tipos e tipos de carboidratos. Segundo Hyman, eles são os alimentos mais importantes para a saúde em longo prazo, mas os carboidratos que são altamente processados e refinados (e predominam na alimentação moderna) deixam o metabolismo mais lento. “A maior parte dos carboidratos benéficos provém de alimentos integrais de origem vegetal”, diz.

5. Pular refeições ajuda a perder peso
Com a correria, muita gente quase não tem tempo de se alimentar ao longo do dia. Raramente tomam café da manhã e ingerem a maior parte das calorias do dia antes de ir dormir. Para o médico, o café da manhã deve ser tomado todos os dias e a ingestão de alimentos e calorias, dividida uniformemente ao longo do dia.

6. Os franceses são magros porque bebem vinho e comem manteiga
Vistos como especialistas em nutrição e culinária, os franceses são admirados por serem tradicionalmente magros. Hyman explica que, na verdade, eles são esbeltos porque comem alimentos frescos, ricos em nutrientes e minimamente processados. Além disso, consomem porções menores e fazem suas refeições vagarosamente, saboreando melhor os alimentos, o que contribui para uma melhor digestão.

Mais lidas