Mitos e verdades sobre a ressaca

O Carnaval é uma das épocas em que mais se consome bebidas alcoólicas. Tudo é muito bom até o dia seguinte. Depois da farra e da bebedeira, vem a dor de cabeça, o mal estar, a sensibilidade à luz, a diarreia, a náusea, a fadiga e o aumento dos batimentos cardíacos e da pressão arterial. São típicos sintomas de quem bebeu demais e agora está de ressaca. Quem já passou por isso sabe que não há nada pior do que passar o dia inteiro assim. Por isso, para descobrir os mitos e as verdades sobre o que cura ou não a ressaca, conversamos com o nutricionista Tiago Mazzilli. Confira!

 

Foto: Shutterstock Images

Beber suco de frutas ajuda a curar a ressaca

VERDADE. Uma das maneiras mais simples de recuperar as reservas de energia exauridas pelo consumo de álcool é por meio da frutose, que pode ser encontrada nas frutas e acelera o processamento do álcool pelo corpo.

Foto: Shutterstock Images

Beber chá de boldo melhora a ressaca

MITO. O chá não age sobre o álcool e ainda pode aumentar a irritação estomacal causada pela bebida alcoólica.

Foto: Thinkstock/Getty Images

Continuar a beber evita a ressaca

MITO. O consumo contínuo de álcool só acumula prejuízos ao organismo. Temporariamente até pode aliviar os sintomas da ressaca, mas depois, com certeza, ela virá com maior intensidade. 

Foto: Thinkstock/Getty Images

Fazer exercícios e sauna ajuda a curar a ressaca

MITO. Muita gente comenta que a melhor forma de eliminar o álcool é suando. Seja fazendo exercícios físicos ou uma boa sessão de sauna. Porém, essa prática só vai levar seu corpo a um estágio ainda maior de desidratação. O correto é fazer uma pausa e, em vez de suar, repor a água perdida.

Foto: Thinkstock/Getty Images

Consumir alimentos ricos em gordura melhora os sintomas da ressaca

MITO. Após a bebedeira, alimentos gordurosos só provocarão uma dificuldade ainda maior de digestão. O aconselhável é que apenas alimentos leves sejam ingeridos.

Foto: Shutterstock Images

Remédios são bons para curar a ressaca

MITO. Substâncias como ácido cítrico e ácido acetilsalicílico podem irritar ainda mais o estômago após uma noite de bebedeira.

 Foto: Thinkstock/Getty Images

Café ajuda a suavizar os sintomas da ressaca

MITO. A cafeína pode potencializar os sintomas da ressaca, pois causa vasoconstrição, aumentando a pressão arterial. Também age como diurético, podendo acentuar ainda mais os sintomas de desidratação.

Foto: Thinkstock/Getty Images

Para evitar a ressaca, encha o prato antes de encher o copo

VERDADE. Uma boa refeição antes de começar a farra pode retardar os efeitos da bebida alcoólica. Com o estômago cheio, o álcool permanece lá por mais tempo e é processado mais lentamente.

Foto: Thinkstock/Getty Images

Beber água melhora os sintomas da ressaca

VERDADE. Faça uma pausa entre as rodadas de bebida alcoólica para beber água, suco ou até mesmo água de coco. Assim é possível retardar a desidratação.

Foto: Shutterstock Images

Consumir água de coco e bebidas isotônicas melhora os sintomas da ressaca

VERDADE. Quando bebemos muito, perdemos água através do suor, diarréia e vômitos. Ingerir bebidas desse tipo podem reverter esse estado de desidratação.

 

 

Mais lidas