MasterChef 2015 promete briga acirrada entre candidatos mais bem preparados

Nesta terça-feira 15, a TV Bandeirantes convocou a imprensa para divulgar a segunda temporada do reality show culinário Master Chef, que estreia no próximo dia 19, às 22h30. No encontro com os jornalistas estavam presentes a apresentadora Ana Paula Padrão e os chefs Paola Carosella, Henrique Fogaça e Erick Jacquin. Confira os melhores momentos da apresentação:

coletiva de imprensa master chef brasil

Foto: Léo Franco/AgNews

Cardápio de boteco
Antes da sabatina, os jornalistas foram recebidos para um coquetel em que puderam degustar comidinhas de boteco. Entre as delícias servidas estavam caldinho de feijão com bacon, bolinho de arroz com queijo, coxinha de frango, sanduíche de carne louca… Durante o encontro com a apresentadora e os jurados a comilança continuo. Os convidados provaram uma deliciosa galinhada.

Superprodução
A entrevista aconteceu no próprio estúdio do MasterChef, que possui 600 m2. É neste espaço que transitam os 150 profissionais envolvidos na produção do programa, que começou a ser gravado há um mês. A equipe, inclusive Ana Paula Padrão e os jurados, trabalham cerca de 12 horas por dia. “Hoje, por exemplo, eu acordei às 5h30 da manhã, gravei por 10 horas e agora estou aqui”, disse Ana Paula. O resultado serão 17 episódios que prometem prender a atenção do telespectador.

coletiva de imprensa master chef brasil

Foto: Léo Franco/AgNews

 

Candidatos turbinados
Qual a principal diferença entre a primeira e a segunda edição do MasterChef? Paola Carosella responde: “Algumas pessoas se animaram após assistir à primeira temporada e reconheceram que têm talento para cozinhar. A primeira temporada tinham mais curiosos, pessoas interessadas na possibilidade de ganhar R$ 150 mil. Agora, tenho a sensação de que são pessoas que têm a cozinha mais incorporada dentro de si. Acho que conseguimos enxergar um pouco mais de talento e informação nesta temporada. Me parece que os cozinheiros dessa temporada são melhores”.

Top Secret
Sobre as provas da versão 2015 do reality, pouco se pode falar e muitos segredos foram guardados. Tudo para garantir o efeito surpresa da atração. “Todas as provas têm uma certa dificuldade. Para pessoas amadoras, que não têm experiência, a pressão é forte”, limitou-se a dizer Fogaça.

Selinho?!
Questionado se desta vez terá um temperamento mais dócil, Erick Jacquin declarou:
“Sempre fui bonzinho!”, arrancando risadas dos presentes. O chef francês, inclusive, foi responsável por um dos momentos mais inusitados da noite. A certa altura do evento, tascou um selinho na boca do diretor Diego Barredo, da produtora argentina Cuatro Cabezas, parceira da TV Bandeirantes.

coletiva de imprensa master chef brasil

Foto: Léo Franco/AgNews

Ana Paula mais tranquila parte I
Sobre as críticas recebidas no início da primeira temporada do MasterChef, Ana Paula Padrão se defendeu. “A partir da segunda parte da primeira temporada encontrei o meu papel neste programa. Agora, encontrei um ponto entre ser jornalista e ter um papel de apresentadora em um programa que não é jornalismo, mas que também não é entretenimento e ficção. É um programa que tem base na realidade. Antes, não conseguia me ver muito no set. Agora, estou muito mais a vontade com isso”, declarou.

coletiva de imprensa master chef brasil

Foto: Léo Franco/AgNews

Ana Paula mais tranquila parte II

“O papel de apresentadora não existe em todas as versões do MasterChef pelo mundo. Para a primeira temporada eu não quis assistir às versões com apresentadores para não ficar impressionada. Afinal, era a minha primeira experiência. Desta vez eu vi vários MasterChefs com e sem apresentador e fui desenvolvendo um papel com base nisso. Basicamente eu me divirto muito fazendo o MasterChef. Esse é o principal ponto para mim hoje. Se não tiver divertimento envolvido não tem mais graça. Hoje, quero muito me divertir na vida”, disse aos risos a apresentadora.

Ombro amigo
Espontânea, Ana Paula se apoiou no braço do colega Henrique Fogaça, demonstrando muita intimidade. Ela, inclusive, chegou a encostar a cabeça no ombro dele. A jornalista, que separou-se de Walter Mundell em janeiro após 12 anos de união disse mais tarde que toda a equipe do programa é muito amiga e eles costumam sair juntos para jantar.

Bancada nunca mais!
Após a coletiva, Ana conversou com alguns jornalistas. Por diversas vezes ela deixou claro que não substituiu o jornalismo pelo entretenimento. Tanto que, ressaltou, no ano passado, após o fim da primeira temporada do MasterChef, voltou à reportagem e foi para Guiné fazer uma matéria sobre o ebola. No entanto, foi taxativa ao falar sobre a possibilidade de voltar para a bancada de um telejornal: “Para a bancada eu não volto!”

Camarões vivos
No video de apresentação da atração, foi possível ver que algumas provas contarão com a presença de bichinhos vivos, como um porquinho e uma galinha. Uma repórter perguntou se os candidatos teriam que matá-los para cozinhar. Os jurados responderam que não. No entanto, os participantes, em algum momento, precisarão lidar com animais vivos que precisarão ir à mesa. Nesse caso, terão que matá-los para o preparo. É o caso, por exemplo, dos camarões.

Funil: de 10 mil a 18!
A segunda temporada do MasterChef Brasil teve o dobro de inscritos em comparação à primeira. Ou seja, cerca de 10 mil pessoas se aventuraram a tentar uma vaga no programa em 2015. Desse total, 400 foram selecionados, 75 convocados para o teste presencial e, finalmente, 18 candidatos eleitos.

Prêmios
O vencedor do Master Chef vai faturar R$ 150 mil, R$ 1 mil por mês durante um ano para compras com o cartão Carrefour, Um Fiat Fiorino zero Km, uma bolsa de estudos em Paris e o troféu MasterChef.

Texto: Bruno Rodrigues/Colaborador

Mais lidas