Marcelo Serrado fala sobre o final de "Crô"

Entrevista com Marcelo Serrado

Foto: Renato Rocha Miranda / Rede Globo

 

Sucesso absoluto em Fina Estampa, Marcelo Serrado dá pistas sobre o final de seu personagem na novela das oito: “o público vai ficar surpreso com o amante do Crô.” De volta à tevê Globo após seis anos trabalhando na Rede Record, Marcelo curte a boa repercussão do divertido mordomo e planeja novos projetos na tevê. O ator está escalado para atuar no remake Gabriela e fará par romântico com Fabiana Karla. Versátil, agora Marcelo vai interpretar um personagem totalmente diferente de Crô: ” ele é machão, pegador e só fala de bunda!” Nesta entrevista, o ator ainda comenta sobre a filha, a pequena Catarina de sete anos, e o casamento com a bailarina Roberta Fernandes. Confira:

 

Guia da TV: Qual o final que você gravou para o Crô?
Marcelo: “Ele termina feliz! O público vai ficar surpreso com o amante do Crô. Mas todos vão gostar! (risos)”

 

Guia da TV: Com o fim da novela, o que você pretende fazer agora?
Marcelo: “Vou descansar,  viajar para Fernando de Noronha e Estados Unidos.”

 

Guia da TV: Quando você leu o roteiro da novela, imaginou que o persongem iria fazer tanto sucesso?
Marcelo: “Eu,  Aguinaldo e o Wolf  sabíamos que era um personagem bom, mas era uma icógnita porque você não sabe se a novela vai ser sucesso. Na primeira semana, quando vi a reação do público e da crítica, deu para ter uma ideia que viria pra ficar.”

 

Guia da TV: Qual o sentimento de ter esse retorno positivo?
Marcelo: “Fui à igreja agradecer a Deus tudo que esse personagem me trouxe. Foi uma equação esse sucesso todo: a minha volta pra Globo, o Aguinaldo ter me dado esse presente e o Crô ter caído na graça do público. Ver as pessoas se vestindo caracterizadas no carnaval foi muito gratificante! A gente trabalha para isso. Me sinto abençoado!”

 

 

Guia da TV: O que você vai sentir mais falta no Crô?
Marcelo: “A alegria, diversão e a pureza dele. Tudo isso foi maior do que qualquer tipo de preconceito que alguém possa ter. Ele divertiu as pessoas.”

 

Guia da TV: Teve algum caso engraçado ou emocionante durante esse trabalho?
Marcelo: “Além da matéria exibida no Fantástico que foi algo realmente emocionante, recebi um recado recentemente no celular, de uma senhora dos seus setenta anos, tia de um amigo meu que não vejo há muito tempo. Ela dizia que o marido estava enfermo no hospital e que tinha voltado a sorrir depois de me ver na novela.  Pensei: “caramba, a gente fica gravando tanto e não tem ideia de como nosso trabalho alcança as pessoas dessa forma…”

 

Entrevista com Marcelo Serrado

Foto: Estevam Avellar / Rede Globo

 

Guia da TV: Você teve bons parceiros de cena, não?
Marcelo: “O Alexandre Nero foi muito generoso, descobriu que podia fazer uma oposição comigo em cena. O ‘zoiudo’ foi uma expressão que eu inventei e pegou! O ‘ai, para’ também! Inclusive o ‘ai, para, sexta-feira chegou’ está nas redes sociais, o ‘congela’ também… é muito bom!(risos)”

 

Guia da TV: Saiu na imprensa que vão lançar uma série só do Crô, é verdade?
Marcelo: “Estamos namorando a ideia: Globo, Aguinaldo e eu. Na verdade, seria um especial tipo O Natal de Crô (risos). Mas não tem nada fechado.”

 

Guia da TV: Vamos te ver em breve novamente na tevê?
Marcelo: “Sim, no remake de Gabriela! Farei o Tonico Bastos, que será casado com Olga, interpretada pela Fabiana Karla. Será uma dupla engraçada. O meu personagem é machão, pegador, só fala de bunda  o tempo todo!” (risos)

 

Guia da TV: Você tem lembrança da primeira versão?
Marcelo: “A adaptação do Walcyr Carrasco é ótima, preferi não ver a versão original. Vou ter três semanas de preparação, pouco tempo. Tenho minha equipe de preparadores de elenco: Sérgio Penna, que foi uma pessoa que me ajudou muito com o Crô, e a Kátia Ashka. Não mexo em time que está ganhando.”

 

Guia da TV: Existe um personagem dos sonhos que você não tenha feito ainda?
Marcelo: “Personagem do sonho é sempre o próximo. Eu vou atrás de tipos: como o Crô e o delegado Nogueira de Vidas Opostas, na Rede Record. Na tevê isso funciona muito. Existe um erro muito grave que é padronizar. O vilão pode ser sorridente, alegre, sedutor, mas também pode matar! O gay pode ser espalhafatoso ou não. Temos que humanizá-los e isso faz com que o público se identifique.”

 

Guia da TV: Com tanta correria dá pra curtir a filha?
Marcelo: “Eu tento, cada dia estou num lugar diferente, trabalhando muito.”

 

Guia da TV: Você vai casar com a bailarina Roberta Fernandes esse ano?
Marcelo: “Em agosto. Espero ter tempo para preparar tudo  e que a noiva não fuja.” (risos)

Mais lidas