Lifting facial: a idade que nunca chega

Lifting facial: a idade que nunca chega 

Devido à ação do tempo, hábitos de vida ou exposição solar, a pele adquire um aspecto que tentamos fugir a todo custo: as rugas. Para corrigir esse defeito e rejuvenescer a aparência, o lifting facial é o mais indicado. Ele reduz a flacidez e a queda nas estruturas da face.

Mesmo visando a estética, as cirurgias plásticas não fogem à regra: é de fundamental importância escolher um profissional competente. Além dos riscos e reações adversas que toda intervenção cirúrgica oferece, qualquer erro pode gerar sequelas e até a paralisia facial permanente.

Após a operação, é provável a ocorrência de alguns hematomas, infecções, inchaços prolongados, alterações na sensibilidade e até mesmo existir uma paralisia temporárias dos tecidos. Apesar de moderno, o lifting facial busca reposicionar os tecidos da face da maneira mais natural possível. Com isso, evita-se resultados exagerados e diminui a insatisfação dos pacientes.

Texto: Larissa Faria

Mais lidas