Fernanda Lima fala sobre nova temporada de Amor & Sexo

Depois de quatro temporadas – já entrando na quinta – falando sobre “Amor e Sexo” na televisão, Fernanda Lima virou quase uma consultora. Hoje, ela conversa mais sobre o assunto, não só em casa, com o marido, Rodrigo Hilbert, mas com sua família e seus amigos. Ela só ainda não sabe como vai fazer para falar sobre o tema com seus filhos, hoje com três anos. Mas, saber da intimidade da estrela hoje, não é muito difícil. ‘Soltinha’, como ela se define, Fernanda não deixa nenhuma pergunta sem resposta e não tem o menor pudor de expor suas opiniões. Mas, engana-se quem pensa que essa falta de timidez se reflete em sua vida pessoal. Tímida, a apresentadora diz que, ao entrar no palco, o que acontece é uma verdadeira mágica.

 

Fernanda Lima fala sobre nova temporada de Amor & Sexo

Foto: Philippe Lima/AgNews

Guia da TV: Hoje, quatro temporadas depois, você se sente mais à vontade para falar sobre sexo. Mas, e as pessoas nas ruas? Como te abordam?
Fernanda: “Na minha vida, sou bem diferente do programa. É engraçado. Às vezes, as pessoas já me olham e cantam a música do programa. E eu também tento entrar no clima, porque aqui, acontece algo diferente. Quando entro no estúdio, com a roupa e a plateia, algo acontece e eu acabo desabrochando. Mas, de certa forma, sinto que, depois de quatro temporadas, as pessoas estão mesmo mais íntimas. Chegam e querem falar de sexo a toda hora, em qualquer lugar.”

Guia da TV: Você se sentiria mais à vontade se tivesse uma especialista ao seu lado?
Fernanda: “Na primeira temporada, se não tivesse, não teria coragem nem de entrar no palco. Estava realmente muito assustada em falar sobre o assunto. Com a presença da Carmita, fiquei mais tranquila. Depois, vieram com a ideia de não ter mais o especialista, e eu entendi que a coisa iria para um lugar mais de troca mesmo.”

Guia da TV: Tem alguma coisa que você ainda não tenha experimentado no Amor e Sexo e tenha muita vontade de fazer?
Fernanda: “Sempre quis falar sobre assexuados, mas ainda não consegui convencer a galera. Mas, acho que os que não gostam de sexo, não transam e não sentem falta, merecem ser citados. Eu acho que tem muita gente assim. Também tenho vontade de falar das pessoas mais velhas, porque as mulheres mais velhas pedem para a gente falar delas, da solidão que elas vivem porque os homens agora, com o Viagra, só querem as menininhas.”

 

Fernanda Lima fala sobre nova temporada de Amor & Sexo

Foto: Philippe Lima/AgNews

Guia da TV: Você se lembra de quando descobriu de onde vêm os bebês? Está preparada para falar sobre isso com os seus filhos?
Fernanda: “Só ouvi falar sobre isso no colégio. Sobre as crianças, ainda não estou preparada. Mas, sei que não vai demorar muito. Minha babá está grávida e me contou na frente deles. Eles se assustaram com a minha reação e me perguntaram o que estava acontecendo. Tive que dizer que tinha um bebê na barriga dela, eles me perguntaram onde estava. Aí, eu disse que ainda era muito pequeno, um amendoinzinho. No dia seguinte, eles acordaram e disseram ‘bom dia, amendoinzinho’.”

Guia da TV: Sua vida sexual mudou com o programa?
Fernanda: “Não. Falo mais sobre o assunto. Na prática, eu sei como é (risos). De verdade, acho que acabo ficando mais livre, mas essa liberdade é para falar mesmo.”

Guia da TV:Você recentemente comentou que com toda a correria do seu dia a dia, só estava tendo tempo para uma rapidinha. Como manter acesa a chama da paixão assim?
Fernanda: “Ultimamente, nem para a rapidinha está dando. Mas, eu acho que tem que ter alguma coisa além do desejo sexual, porque o sexo é consequência. O casamento que a gente escolheu é bem nutrido de amor, carinho, companheirismo, de querer saber onde a pessoa está, como ela está, que horas vai chegar. São coisas tão legais e às vezes, mais importantes que o sexo, que quando rola, quando dá tempo, é gostoso, mas quando não dá…”

 

Fernanda Lima fala sobre nova temporada de Amor & Sexo

Foto: Philippe Lima/AgNews

Guia da TV: Você tem ciúme do Rodrigo? Nem nas cenas de beijos das novelas?
Fernanda: “Ah, a gente não é um casal que vai para a noite, para festas. Então, não tem um motivo. Ciúme do trabalho eu não tenho muito. Talvez porque a Adriana Birolli (par romântico de Hilbert em Fina Estampa) não me provoque ou eu não veja que ela está ali com segundas intenções. Já estive do outro lado e não tinha maldade, pelo menos comigo. Mas, a gente sabe que às vezes, rola um casal de novela, tem química, e acontece. Não dá para achar que tudo é tão técnico assim, mas eu ainda não passei por nenhuma situação que me deixasse mal.”

Guia da TV: O que você acha das mulheres que transam em seus primeiros encontros?
Fernanda: “Eu não gosto de hipocrisia. Então, acho que às vezes, as mulheres se seguram tanto no primeiro dia, mas no segundo pode. Mas, não quer dizer nada. Tem sempre aquela ideia de que, se a mulher for para a cama com o cara na primeira vez, nada mais vai acontecer e o cara não vai mais respeitar ela. Eu só falei isso porque é justamente a frase que eu ouvi. Eu fui de primeira com o Rodrigo e nós estamos juntos e casados até hoje, temos dois filhos, ele me respeita e eu respeito ele. Ninguém deixou de respeitar ninguém por isso. Foi só por isso que eu falei.”

Guia da TV:Você já pensou na sua vida profissional depois do Amor e Sexo?
Fernanda: “Nem quero pensar. O que será de mim?”

Texto e entrevista: Ana Rodrigues/Colaboradora
Fotos: Philippe Lima/AgNews

Mais lidas