Entrevista: Edson Celulari comenta a relação dos filhos com a nova namorada

Edson Celulari está de bem com a vida. O ator, que dá vida ao atrapalhado Felipe na nova versão de Guerra dos Sexos, fala sobre a boa relação de seus filhos com Karin, sua nova namorada. Depois de 17 anos de casamento ao lado de Cláudia Raia, Edson está feliz com o novo amor. “É uma namorada que está entrando na minha vida e eles assimilaram muito bem. Está tudo bem na família”, afirma. Sobre a carreira, Edson relembra a participação, há 20 anos, em Deus nos Acuda, e fala com carinho do início do relacionamento com Cláudia. Apesar do divórcio, Edson mostra que amizade e o respeito continuam! Veja as declarações do ator nesta superentrevista:

Edson Celulari de camisa azul

Foto: Anderson Borde e Philipe Lima / AgNews

Guia da TV: Como você se mantém superjovem fisicamente?
Edson: “Eu tenho 54 anos e aparento ter 54 anos! Eu sou um cara feliz com a minha vida. Adoro meus filhos! Estou criando meus filhos de uma forma diferente agora, mas está indo muitíssimo bem. Adoro o que eu faço e sou feliz. Sou uma pessoa que vai ao dermatologista, isso é importante. Ele me passa um monte de coisas que tenho que usar. Compro, passo um ou dois dias e depois, esqueço. Não passo mais.”

Guia da TV: Mas você pratica algum esporte pra manter a forma física? Já fez plástica?
Edson: “Ah sim! Faço as minhas caminhadas. Plástica não! Eu corro, faço aeróbico. Estou terminando minha academia em casa, porque é uma coisa prática. Faço pilates, musculação e futebol que adoro. Estou sempre ligado a natureza. Tenho uma casa na Serra e estou sempre subindo, me relacionando.”

Guia da TV: Faz vinte anos que você estreou na novela Deus nos Acuda. Quais são suas principais lembranças desta época? Foi quando você conheceu a Claudia Raia, né?
Edson: “Foi lindo! O que lembro é que nós começamos a gravar esta novela num navio, no Caribe. E foi incrível no meio da novela a gente se apaixonar e termos uma história linda comoum casal. Lá, eu aprendi a fazer mergulho e isso, eu pratico até hoje com o meu filho.”

Guia da TV: É verdade que você vai fazer um musical? O que você pode adiantar a respeito do assunto?
Edson: “Não posso adiantar nada. Eu não sei, é um convite que estou me preparando. Eu faço aulas de canto normalmente. Mas não vou falar disso ainda.”

Guia da TV: Seu personagem em Guerra dos Sexos  é um pai preocupado em dar uma mãe para os filhos. Tem alguma coisa em relação à criação dos seus filhos que você acha que precisa melhorar?
Edson: “Não! Quando aconteceu a separação eu fiquei preocupado com isso, mas tentei cumprir da melhor maneira, como pai apoiando e dizendo que os papéis continuarão como pai e mãe. Como continuaram, continua e continuarão. Insubstituíveis! E isso é muito bacana. E essa questão da insegurança do Felipe eu nunca tive em relação à educação dos meus filhos. Acho que educar não é simples. É muito difícil e exige uma concentração constante. Uma atenção diferenciada para cada um dos filhos. Seja um, dois ou três. E não acaba quando eles saem de casa. Continua para sempre! Mas acho que as coisas mudam. Daqui a pouco o Enzo estará estudando numa universidade dentro ou fora do Brasil, com a própria vida e lidando com todas as questões humanas. Espero que tenha preparado o suficiente para ele ter iniciativa para resolver as coisas básicas.”

Guia da TV: A Karin, sua nova namorada, foi bem aceita?
Edson: “Nenhum problema com relação a isso. Eles aceitaram sem problema nenhum. Passamos horas incríveis juntos. É uma namorada que está entrando na minha vida e eles assimilaram muito bem. Está tudo bem na família.”

Guia da TV: E a Sophia também traçando o caminho dos pais. Você a apoia a seguir esta carreira?
Edson: “Isso é muito cedo, ela tem nove anos de idade. Eu comecei com quinze anos! Fiz a escola de teatro e depois comecei a trabalhar profissionalmente. Incentivar eu incentivo, uma participação, uma brincadeira aqui outra ali. Mas acho que para decidir tem que ser mais pra frente. Ela até tem jeito, mas o jeito não é vocação. Ser ator é muito mais que isso. É uma profissão que tem que ser muito consciente, tem que estar muito lúcida. E ela terá chance para isso. O Enzo também está demonstrando interesse pela música e fala em fazer faculdade de música. A gente tem que estimular, é claro! E orientamos, eles não tem a consciência total disso. E é assim que tem que ser.”

Mais lidas