Entrevista: Dani Monteiro relembra os programas de aventura

Dani Monteiro de vestido branco

Foto: João Miguel Júnior / Rede Globo

 

Depois de passar por vários programas de viagem e deixar o medo de altura de lado, Dani Monteiro agora enfrenta um outro desafio: o de integrar a produção do Vídeo Show. “Sempre fui fã do Vídeo Show e sonhava um dia trabalhar lá. Agora, estou vivendo esse sonho!”, confessa. Além de comentar a boa fase profissional e  alguns detalhes da rotina do programa global, a repórter ainda relembra os outros trabalhos na tevê revela não sentir saudade daquela época. Confira o bate-papo:

Guia da TV: A sua estreia na tevê foi com o programa esportivo Rolé, no canal a cabo SporTV e no quadro Caminhos da Aventura, no Esporte Espetacular. Tem boas recordações desses trabalhos?
Dani: “As melhores! Viajei para todos os lugares do Brasil e do mundo que quis viajar. Surfei ondas no Havaí, mergulhei com tubarões no Taiti, me lancei de pontes pendurada por elásticos, despenquei por paredões de neve mundo afora e fiz amigos por todos os lugares que passei. E ainda tive o privilégio de chamar isso de trabalho!”

Guia da TV: No quadro do Esporte Espetacular você chegou a viajar para diversos países como Polônia, Taiti, Zâmbia e Nova Zelândia, entre outros. Qual o saldo que fica dessa experiência?
Dani: “Às vezes, estou em casa vendo um filme, ou mesmo no cinema, e aparece uma imagem de algum lugar incrível, exótico, diferente de tudo. Demoro uma fração de segundo pra dizer exatamente onde é a paisagem, qual a temperatura da água, a língua local e se a comida é boa. Meu marido já acha até graça. Virei a enciclopédia geográfica da minha roda de amigos. E tem sempre alguma história boa daquele lugar, uma curiosidade. Eu perdi um pouco da noção de fronteira e delimitação de espaços políticos com essas viagens. O mundo acabou virando a minha casa e hoje agradeço por ter vivido tudo isso, mas confesso que não tenho saudade, até porque viajei tudo que quis.”

Guia da TV: Você teve que superar o medo de altura para se tornar paraquedista. Como foi encarar um desafio, uma situação como essa?
Dani: “O medo de altura sempre me perseguiu. Chegou um momento que achei que deveria tirar o monstro do armário, dar uma bela olhada nele e, quem sabe, assustá-lo de volta. Emagreci oito quilos na semana do meu curso de paraquedismo por puro medo. Fiquei uns dez dias sem dormir direito. Mas encarar um medo tão grande de peito aberto, me tornou uma pessoa bem mais forte e persistente.”

Guia da TV: Durante as viagens, as matérias, em algum momento você sentiu vontade de voltar para casa, para o aconchego da família, dos amigos?
Dani: “Sou muito apegada à minha família. Quando nós éramos eu e meu marido, já era infinitamente difícil só de ficar tantos dias longe de casa, longe dele. Às vezes, ligava pra casa de um telefone de satélite só para ouvir a voz e pedir um apoio moral. Hoje que sou mãe, eu mal consigo ir para São Paulo, mesmo voltando no mesmo dia! Viajar para tão longe então, nem pensar!”

Guia da TV: Depois de passar por vários programas, hoje você está à frente do Vídeo Show. Como tem sido a experiência de trabalhar no programa?
Dani: “Sempre fui fã do Vídeo Show e sonhava um dia trabalhar lá. Agora, estou vivendo esse sonho! Dá pra imaginar o quanto estou feliz? Adoro a equipe, o trabalho, as pautas, tudo!”

Guia da TV: Da estreia até agora, algum momento ou alguma entrevista foi marcante para você?
Dani: “Já fiz algumas entrevistas que me marcaram por serem artistas que admiro desde pequena como Antonio Fagundes, Maitê Proença, Miguel Falabella… Outros momentos  marcantes são matérias engraçadas ou inusitadas que são verdadeiros desafios pra mim por serem diferentes de tudo que já fiz antes.”

Guia da TV: Quando sai de casa e encontra os fãs nas ruas, o que eles comentam sobre o programa, sobre você?
Dani: “As pessoas normalmente têm a sensação de que me conhecem de longa data e me confundem com a amiga da escola, da academia, com a vizinha… Isso é engraçado (risos) porque mostra a intimidade que as pessoas têm comigo. Elas juram que me conhecem de longa data e, no fundo, conhecem mesmo, né?”

Mais lidas