Entrevista com Roberto Carlos

Ele liderou o primeiro movimento rock no Brasil, estrelou programas de tevê, ganhou o título de rei da música e já foi tema de samba-enredo. Também não é para menos, Roberto Carlos coleciona sucessos e até hoje, tem músicas regravadas por jovens talentos. Uninamidade entre os brasileiros, o cantor curte mais um sucesso na carreira: o projeto Emoções em Alto Mar. Após oito anos fazendo shows em navios, engana-se quem pensa que o rei já está cansado: “espero por esse cruzeiro o ano todo com a maior ansiedade!” Nesta entrevista, o cantor fala sobre os projetos de 2012, comenta sobre a polêmica biografia não autorizada e ainda elogia o sertanejo Michel Teló. Confira:

 

Entrevista com Roberto Carlos

Foto: Claudia Schembri / Colaboradora

Guia da TV: O que te faz ser unanimidade, ter esse amor do público há tantos anos?
Roberto: “Não sei, não (risos). Gosto de cantar, compor… A unanimidade deixo para os fãs responderem.”

 

Guia da TV: Você já compôs músicas para gordinhas, de óculos… Pensa em compor uma música especifica para “fãs”?
Roberto: “Eu já tenho feito. Quando falo de amor, estou dedicando às fãs.”

 

Guia da TV: Você sempre foi um homem de muita fé. Depois do show em Jerusalém, ela aumentou ainda mais? Qual foi a emoção de cantar no lugar santo?
Roberto: “É sempre uma emoção especial, algo muito forte quando se vai a Jerusalém. Com certeza minha fé sempre aumenta. Hoje ela é muito grande, mais consciente e equilibrada. É difícil explicar, ficaria aqui falando por uma hora.”

 

Guia da TV: Acredita em anjo da guarda?
Roberto: “Eu acredito num anjo, que é Carminha (sua secretária).”

 

Guia da TV: Você, como espectador de Big Brother Brasil, qual sua opinião sobre a expulsão de Daniel, acusado de estupro dentro da casa?
Roberto: “Quando a gente vê na televisão é uma coisa, mas quando se está lá é outra… São muitas câmeras. Pelo que eu vi, foi uma brincadeirinha, acho que rolou algo superficial. Eu não o expulsaria.”

 

Guia da TV: Qual sua opinião sobre o fenômeno Michel Teló?
Roberto: “O sucesso dele é uma coisa fantástica, uma explosão que nunca tinha visto antes. A música é pegajosa, gosto muito. Toda vez que ouço ‘delicia’ já começo a cantar ‘delícia, ai se eu te pego’. Quem decide se a música ou artista é sucesso, não é a gente, e sim o público. E Michel Teló fala e se apresenta muito bem, está de parabéns!”

 

 

Entrevista Roberto Carlos

Foto: Claudia Schembri / Colaboradora

Guia da TV: Como se sente em ser considerado um dos artistas mais caros do Brasil?
Roberto: “Eu sou o artista mais caro? Não sei dizer, porque não sei o preço dos outros (risos). Minha preocupação é subir no palco e fazer o melhor cantando. Esses detalhes eu deixo para o Dody ( Sirena, seu empresário).”

 

Guia da TV: Qual foi sua reação ao ver as cenas do acidente com o navio Costa Concórdia na Itália? Sentiu receio de embarcar no Costa Pacífica?
Roberto: “Não fiquei receoso de forma nenhuma de embarcar no Costa Pacífica. Esses navios são muito seguros. Aquilo foi um acidente, estão analisando as causas, logo saberemos o que houve. Claro que fiquei triste com o que aconteceu, chorei quando vi as cenas, lógico que me tocou muito. Sou um homem do mar, entendo um pouco de navegação.”

 

Guia da TV: Entre tantas homenagens que te fizeram em toda sua carreira, a mais recente foi o enredo da Beija Flor. Falta ainda mais alguma homenagem em sua vida?
Roberto: “Estou muito contente por tudo que tem me acontecido, mas  quero conquistar mais coisas. Continuar fazendo meu trabalho cada vez melhor. Essas homenagens me incentivam e impulsionam ainda mais a seguir em frente.”

 

Guia da TV: Pretende lançar CDou DVD do show em Jerusalém?
Roberto: “Sim, vamos ter o lançamento mundial do CD e DVD deste show, entre março e abril deste ano pela Sony.”

 

Guia da TV: Seu último CD inédito foi lançado em 2008. Com essa onda das pessoas baixarem músicas pela internet e a pirataria, fez com que você deixasse de lançar um disco por ano?
Roberto: “Não foi só pela questão da internet, não. Achei que não deveríamos mais lançar um disco por ano. E sim, fazer algo mais trabalhado. Muitos compromissos têm acontecido que não têm me permitido lançar outro. Tenho músicas inéditas para fazê-lo. Quero muito entregá-lo, mas não sei quando irei entregá-lo, quando ficará pronto.”

 

Guia da TV: Ainda em Jerusalém, um dos seus pedidos no muro das lamentações, era encontrar um novo amor. Isso já aconteceu?
Roberto: “Ah… Ele está chegando… (risos).”

 

Guia da TV: Ano passado a TV Globo não fez um especial RC inédito como de costume. Reprisaram o show de Jerusalém. Isso te deixou chateado?
Roberto: “Fiquei preocupado quando a Globo me propôs colocar o show de Jerusalém. Mas, por outro lado, fiquei mais tranquilo também. O tempo que esse show foi lançado e o meu especial, seria curto, causaria uma comparação que não seria legal. Fazer algo melhor para tevê, seria difícil em tão pouco tempo. Então achei mais conveniente concordar com a reprise.”

 

Guia da TV: A que se deve o seu poder de sedução entre as mulheres?
Roberto: “É que eu sou seduzido pelas pessoas e mulheres, principalmente. O amor e a demonstração de carinho me seduzem, sempre.”

 

Entrevista com Roberto Carlos

Foto: Claudia Schembri / Colaboradora

 

Guia da TV: Deseja levar o projeto Emoções em Alto Mar para outros lugares?
Roberto: “Primeiro gostaria de levar para Cachoeiro de Itapemirim, minha terra natal. Eu digo: “Leva pra Cachoeiro, leva…(risos)”. É brincadeira…. Até certo ponto! Gostaria mesmo.  Este ano não, mas ano que vem meu empresário está estudando uma proposta para mim, para fazermos esse show em outros lugares, sim.”

 

Guia da TV: O que você acha de ter seus clássicos repaginados na voz de outras bandas e até mesmo em marchinhas de carnaval?
Roberto: “Fico muito feliz com isso. Cada vez que alguém regrava uma música minha, principalmente bandas novas. Isso me dá uma sensação boa do meu trabalho, me honra, fico contente.”

 

Guia da TV: Você é um ícone da música brasileira. Já nomeou alguém como seu sucessor?
Roberto: “Ainda é cedo, tem muito tempo para pensar nisso. Eu canto, faço música como muita gente faz, de forma maravilhosa. Cada um com seu jeito. Não é o caso de pensar em um  sucessor.”

 

Guia da TV: Continua gostando de novela?
Roberto: “Sou noveleiro mesmo. Quando não assisto deixo gravando. A novela brasileira é a melhor do mundo, uma maravilha. Na hora que estou jantando assisto a Fina Estampa.”

 

Guia da TV: Escreveram sua biografia não autorizada e você não aprovou. Por quê?
Roberto: “Isso chama invasão de privacidade. São os meus direitos, minha história, sou dono dela. Não acho que alguém deve chegar e escrever algo assim, principalmente sem minha autorização.”

 

Guia da TV: Você tem afinidade com a tecnologia, utiliza o computador para compor suas letras?
Roberto: “Eu componho ainda com lápis e papel. Tem muita gente que compõe no computador. Acho que todo tipo de arte você pode utilizar a tecnologia, depende do jeito que cada um vai usá-la. Prefiro um lápis, o que eu penso sai melhor num papel do que numa tela.”

 

Guia da TV: Continua malhando?
Roberto: “Me considero um marombeiro, mas ando sem tempo. Corri para me bronzear porque estava branquinho, antes de vir pro navio.”

 

Guia da TV: O projeto Emoções em Alto Mar já está em sua oitava edição. Qual é a sensação em cada ano?
Roberto: “Espero por esse cruzeiro o ano todo com a maior ansiedade. E quando saio desse navio, dá vontade de chorar, aqui é uma viagem de sonhos. Aqui não tem problemas, nada para resolver.Então, quando eu saio, quero voltar pro navio (risos).”

 

Guia da TV: Pretende curtir o carnaval desse ano na Sapucaí?
Roberto: “Esse ano vou assistir pela televisão. Ser homenageado, enredo de uma escola de samba é inexplicável. Foi uma emoção incrível aquela energia, talvez em 2013 voltarei a desfilar.”

Mais lidas