Entrevista com Letícia Sabatella

Entrevista com Leticia Sabatella

Foto: Ique Esteves / Rede Globo

 

A Apaixonada de Niterói! Este vai ser o episódio que Letícia Sabatella vai estrelar na minissérie As Brasileiras. A atriz, que estava afastada das telinhas desde 2009 quando participou da novela Caminho das Índias, comemora o retorno em grande estilo. Nesta entrevista, Letícia comenta sobre o novo trabalho, fala sobre as gravações e a colega de elenco Camila Morgado além de revelar os projetos para 2012. Confira o bate-papo:

 

Guia da TV: Quem é Monique, em As Brasileiras?
Letícia: “O meu episódio é A Apaixonada de Niterói, onde dou vida à Monique, que é uma mulher capaz de fazer todas as loucuras para conquistar de vez a paixão de sua vida. Ela é uma mulher apaixonada pelo marido e tudo o que vai movê-la é justamente essa paixão. Persegui mais os objetivos dela na trama. O engraçado é que ela tenta entender o que é simples e, mesmo assim, a Monique complica! Trata-se de uma tragicomédia grega. E no final de tudo, ela tenta entender porque age dessa forma.”

 

Guia da TV: Em quantos dias você gravou o seu episódio?
Letícia: “Em quatro dias. Mas foram dias intensos, onde tudo acontecia. Foi lindo perceber como a personagem foi ganhando vida. No meu episódio contraceno com a Camila Morgado, que está arrasando. Já na leitura foi superengraçado o nosso encontro. Mas na hora de gravar nós ficamos muito compenetradas. Foi muito gostoso dividir as cenas com ela.”

 

Guia da TV: Como foi trabalhar em As Brasileiras?
Letícia: “Eu sou uma mulher apaixonada, emotiva, sensível e vou sempre pelo sentimento. Tenho muita serenidade e amo a minha profissão, amo atuar. É maravilhoso poder participar de um projeto como As Brasileiras.”

 

Guia da TV: Além da minissérie, quais são os seus outros projetos para 2012?
Letícia: “Tive um filme que foi adiado para o final do ano e continuo com os meus projetos com a música, que é algo que quero fazer com calma. Eu quero trabalhar essa parte musical com texto, com poesia, já que é um movimento autoral e tenho tido vontade de cantar. No seriado Hoje é dia de Maria eu cantava. A música vem sempre na minha cabeça. Não crio metas, prazos para a música. Como é algo que não quero fazer empurrando com a barriga, prefiro me dedicar com calma e intensidade.”

 

Guia da TV: Como foi a experiência de dirigir?
Letícia: “O meu primeiro documentário Hotxuá, que marcou a minha estreia como diretora, e em parceria com o artista plástico e cenógrafo Gringo Cardia, faz um registro poético sobre a tribo indígena Krahô e mostra a rotina e curiosidade deles. O filme foi vencedor do Prêmio do Júri Popular no Festival de Cuiabá e recebeu o troféu Mapinguari, no FestCine Amazônia, 2009. Esse documentário foi apresentado no Festival de Toulouse, França. E eu fiquei muito feliz com todo esse retorno. Mas eu tenho vontade mesmo de ser atriz, de trabalhar com a arte, mais do que dirigir. Agora eu quero trabalhar o corpo, a voz, para ser uma boa atriz.”

Mais lidas