Entrevista com Débora Falabella

Entrevista com Debora Falabella

Foto: Roberto Filho e Alex Palarea / AgNews

Depois de interpretar a divertida Clarisse no seriado A Mulher Invisível, Débora Falabella está de volta. A  atriz encara mais um personagem forte e dramático na carreira e dá vida à Nina, protagonista da novela Avenida Brasil. Nesta entrevista, a atriz fala sobre os desafios que enfrentou para interpretar a personagem e revela que a cozinheira vai surpreender o público: “talvez a Nina faça coisas que vão burlar o próprio caráter dela”. Além disso, a atriz relembra o início das gravações, comenta a visita ao lixão do Jardim Gramacho, fala sobre as aulas que realizou com um chef de cozinha e revela que se dividir entre as gravações e a maternidade não é um desafio: “tem tanta mãe que trabalha bastante! Tem mãe que é médica, que é engenheira e eu sou atriz.” Confira o bate-papo:

Guia da TV: Você encara a sua personagem como mocinha ou acha que ela pode cometer maldades em função da vontade de se vingar?
Débora: “Eu acho que ela não vai medir esforços. E eu não enxergo como vingança, mas como um acerto de contas. O autor João Emanuel Carneiro escreve histórias assim mesmo, em que os personagens não são totalmente bons e nem totalmente maus. Como intérprete, acredito que eu sempre vá defender a Nina.”

 

Guia da TV: Mas a dubiedade dessa personagem não pode confundir o público? Você não tem medo que o público possa não torcer por ela?
Débora: “O João Emanuel é muito inteligente, vai construir essa história da melhor forma. E acho muito interessante o público às vezes torcer e às vezes até duvidar do caráter da personagem. Os seres humanos são assim: não são totalmente bons e nem totalmente maus. Avenida Brasil é uma novela muito real e esse jogo que o autor faz com os personagens é muito interessante. Sem contar que o público gosta de quando uma vilã é colocada à prova por uma mocinha que tenta se vingar. Eu acho que pode ser muito bacana!”

Guia da TV: A Nina acha que os fins justificam os meios. Como é que você vê isso?
Débora: “Eu não tenho uma história nem um pouco parecida com a dela. Então, eu não sei como é quando uma pessoa sofre um tipo de trauma como esse, principalmente na infância. Não sei como essa pessoa cresce. Eu realmente não tenho ideia! Mas eu defendo a minha personagem e acredito que, pra ela, vale tudo para acertar as contas com a Carminha.”

Guia da TV: Qual a maior dificuldade para construir esta personagem?
Débora: “Ah, foi muito difícil. Principalmente por ela ser tão humana e por ela  ir atrás das coisas que ela acredita. Mas talvez a Nina faça coisas que vão burlar o próprio caráter dela. Ela é uma personagem muito interiorizada. Tenho sempre que pensar muito em cada reação dessa menina.”

 

Entrevista com Debora Falabella

Foto: Estevam Avellar / Rede Globo

 

Guia da TV: Como foi gravar algumas cenas na Argentina?
Débora: “Eu curti bastante! A gente passou dez dias lá. Eu já conhecia Buenos Aires, mas nunca estive em Mendoza, onde gravamos. Na verdade, eu já morei em Buenos Aires por 10 meses quando fiz a novela Chiquititas. Já tinha uma convivência com o país, gosto bastante de lá. Já tinha uma intimidade um pouco maior com a língua também, com a maneira deles de viver.”

Guia da TV: A Mel Maia, que interpretou sua personagem na infância, gravou as cenas do lixão. E você, fez questão de conhecer um lugar assim?
Débora: “Eu fui, sim.”

Guia da TV: E como foi essa experiência?
Débora: “Fui no Jardim Gramacho, que na verdade é um lugar enorme e já está começando a ser desativado. Mas mesmo assim, é muito impressionante. A gente chega e vê as pessoas que trabalham mesmo! E é um dinheiro importante para eles, muita gente trabalha em outros lugares e depois vão lá para complementar a renda. Mas para quem não está acostumado, é bem impactante. Principalmente em função da quantidade de lixo que uma cidade produz. E quem faz a reciclagem são eles. Mas em Jardim Gramacho, as crianças não trabalham. Deve ser muito triste ver as crianças trabalhando naquela situação. Já é muito triste para um adulto, afinal, você fica exposto a muitas coisas ali, muitas doenças, imagina para a criança! É um trabalho muito difícil de ser feito.”

Guia da TV: Ela trabalha como chef. Você precisou fazer algum curso?
Débora: “Eu tive aulas com um chef. Ele tem um bufê e também cozinha e prepara comidas pra fora. Então, além das aulas, eu tirava um dia para ficar na cozinha com ele, ajudando e observando tudo.”

Guia da TV: E você já gostava de cozinhar?
Débora: “Eu cozinho, sim. Não cozinho muito bem, cozinho apenas o trivial. Mas é muito diferente você cozinhar em casa e cozinhar como um chef. Os chefs têm uma maneira específica de falar, um trejeito, acessórios que eles usam, utensílios. Enfim, é um universo diferente.”

Guia da TV: Agora, com a novela, como ficam as coisas em casa? Você trabalha, é mãe…
Débora: “Ah, mas tem tanta mãe que trabalha bastante! Tem mãe que é médica, que é engenheira e eu sou atriz. É  normal. Tento conciliar. Às vezes, a gente grava um dia inteiro, mas tem dia que a gente não grava.”

Guia da TV: E como você cuida dessa pele tão jovem?
Débora: “Eu uso filtro solar todo dia. Tento não pegar muito sol, mas não dá. E gosto de usar um bom hidratante.”

Mais lidas