Entrevista com Andréia Horta

Entrevista com Andreia Horta

Foto: Rede Globo

 

Andréia Horta não tem do quê reclamar. Em pouco tempo, a atriz conseguiu emplacar papeis de destaque na Rede Globo, tanto na minissérie A Cura, como na novela Cordel Encantado. Agora não poderia ser diferente. Andréia comemora um papel de destaque na nova trama das seis, a novela Amor Eterno Amor. A piriguete Valéria promete aprontar muito e ainda vai dar o que falar no novo folhetim da emissora. Nesta entrevista, a atriz comentou os detalhes do novo trabalho, falou sobre as primeiras gravações na Ilha de Marajó e teceu elogios ao colega de elenco, Gabriel Braga Nunes. Além disso, a bela revelou os segredos para estar sempre em forma e com um corpo de dar inveja! Confira o bate-papo:

 

Guia da TV: Em pouco tempo na Rede Globo, você já fez trabalhos muito importantes: A Cura, Cordel Encantado e, agora, Amor Eterno Amor. Como se sente?
Andréia: “Me sinto muito bem, feliz e honrada. Adoro trabalhar. E me convidaram para trabalhar. Olha isso, estão me convidando… foi um convite! E para um personagem que é ótimo, assim como os outros. Vai me fazer trabalhar muito, inventar uma pessoa que não sou eu. E isso é bárbaro: experimentar coisas que eu nunca faria na vida.”

 

Guia da TV: Qual o principal desafio dessa personagem?
Andréia: “A Valéria é uma personagem que não tem nada em comum comigo. E isso exige de mim cada voz, cada jeito de dizer uma frase, cada quebrada de quadril… Tudo nela é distante da Andréia Horta. Ela usa um esmalte rosa com glitter, uns tamancos de madeira, é realmente diferente de mim. E ela tem um temperamento muito quente, é muito estourada!”

 

Guia da TV: Fale um pouco sobre ela na história de Amor Eterno Amor.
Andréia: “A Valéria é uma garota da Ilha de Marajó, criada lá mesmo. Ela mora com os pais, que tem uma vendinha onde se acha de tudo e é um ponto de encontro do pessoal dali. E nessa cidade mora o personagem do Gabriel Braga Nunes, o Carlos, que é por quem a Valéria é apaixonada. Só que ele deixa claro de cara que não quer nada com ela. Mas a Valéria é capaz de qualquer coisa para ficar com ele. Vamos ver o que vai acontecer.”

 

Guia da TV: Ela é apaixonada pelo Carlos, mas o Josué é apaixonado por ela, né? Como será esse triângulo?
Andréia: “Então, o Josué é um peão da Ilha de Marajó que é, sim, apaixonado pela Valéria. Mas ela realmente só tem olhos para o Carlos. Talvez lá na frente o Josué até possa conseguir algo, mas o negócio dela por enquanto é mesmo o Carlos.”

 

Guia da TV: Precisou mudar o visual para esse trabalho?
Andréia: “Não precisei. Uso aquele cabelo que a gente tira e coloca para gravar. É um aplique, gravo sempre com ele. O cabelão foi uma opção que escolhemos porque fomos para lá e tinha um estudo sobre as meninas da região. E a maioria tem cabelão mesmo. A sensualidade de lá está em ser da terra, ser bem brasileira, ter paixão. Acho que é um pouco isso que a Valéria representa.”

 

Guia da TV: O Gabriel Braga Nunes disse que ela é uma piriguete…
Andréia: “Ele disse? Ah, mas ela tem uma coisa especial: é uma piriguete fiel ao Carlos! E a Valéria não tem maldade. É cabeça quente, atrevida, mas acho que não tem maldade nenhuma.”

 

Entrevista com Andreia Horta

Foto: Rede Globo

 

Guia da TV: Mas esse lado piriguete vem da perosnagem ser mais apimentada?
Andréia: “Olha, chamam tanta coisa de piriguete hoje que eu nem sei mais definir o que é e o que não é ser piriguete. Mas a Valéria é meio apimentada sim. Ela usa roupas curtas, tem um fogo danado e é apaixonada por ele. Não sei se isso quer dizer que ela é uma piriguete…”

 

Guia da TV: E como você se preparou para interpretá-la?
Andréia: “Prestei muita atenção no erro. Sabe quando as pessoas erram? Me interessava que ela fosse uma pessoa errada. Tipo falar o que não deve, meter os pés pelas mãos, dar um fora, essas coisas. Bem típico de quem não pensa, de quem fala as bobagens que passam pela cabeça, sem muitos filtros.”

 

Guia da TV: É uma personagem cômica?
Andréia: “Isso eu ainda não sei. O meu núcleo  está cheio de situações cômicas. É uma família barulhenta e eu estou ali, no meio deles. Talvez isso seja cômico, mas não sei dizer se vai ser assim sempre.”

 

Guia da TV: Como foram as gravações no Pará?
Andréia: “Ficamos 15 dias por lá e foi incrível. Primeiro viajamos para Alter do Chão e, depois, para a Ilha de Marajó. E Alter do Chão é a coisa mais linda do mundo! Água morna, um verdadeiro paraíso. Foi ótimo dar um ponto de partida num lugar que tem a ver com o universo desses personagens.”

 

Guia da TV: A Valéria pode se tornar uma vilã na história? Isso instigaria você?
Andréia: “Uma vilã? Ah, não sei, mas eu acho que não. Agora se eu gostaria? Depende do curso da novela. É cedo para avaliar se isso seria bom ou não para mim e para a trama.”

 

Guia da TV: Sendo a Valéria uma personagem mais apimentada, você está preparada para gravar cenas mais quentes, como já fez em trabalhos como Alice, na HBO?
Andréia: “Nessas cenas, você tem equipe, fotógrafo, diretor, tem todo um contexto de dramaturgia. São cenas de bom gosto. Até hoje, só trabalhei com equipes de bom gosto, então não rola nenhum problema. É lindo, está bem bacana tudo. E a gente desapega. O meu trabalho envolve a imagem inteira. Isso para bem e para mal. A minha vaidade fica de lado, eu fico a serviço do meu ofício!”

 

 

Andréia Horta e Gabriel Braga Nunes

Foto: João Miguel Júnior / Rede Globo

Guia da TV: Como tem sido trabalhar com o Gabriel? Ele disse que sua escalação para a novela foi um dos motivos que pesou para que ele aceitasse esse trabalho.
Andréia: “O Gabriel é muito bem humorado e educado. Eu já o conhecia, mas nunca tinha trabalhado com ele ou conversado mais. E essa interação tem sido bem legal.”

 

Guia da TV: o que a Valéria vai usar que pode chamar a atenção do público?
Andréia: “Ela tem temperos bem fortes. Tem flores no cabelo, batom escuro, esmalte bem colorido, roupas curtas… Houve uma pesquisa muito fiel do figurino de lá. Quando eu andava por lá, o tempo todo via a Valéria em muitas mulheres.”

 

Guia da TV: E como você trabalhou o sotaque dela?
Andréia: “O português deles é muito correto e isso já vem no texto. Mas o sotaque é muito neutro.”

 

Guia da TV: Você encontrou algo e trouxe de lá?
Andréia: “Eu me apaixonei pelos artigos indígenas que a gente encontra com mais facilidade por lá, pela proximidade com a Amazônia. Trouxe colares de índias, pulseiras, mas isso não está no figurino da Valéria. Foram coisas que eu vi e comprei para mim.”

 

Guia da TV: E quais são seus cuidados com o corpo, para manter a boa forma?
Andréia: “A minha preocupação é com o básico. A gente trabalha com o corpo que tem. É o nosso instrumento. E acho bom você tomar conta do seu músculo, ter um tônus muscular, estar sempre fazendo uma ação. E tem que ter uma manutenção.”

 

Guia da TV: E o que você faz?
Andréia: “Faço pilates porque não gosto de musculação. Faço duas vezes por semana. Talvez daqui a 10 anos você me pergunte de novo e eu diga que malho, que vou à academia…mas hoje eu odeio.”

 

Guia da TV: E com a alimentação?
Andréia: “Eu não bebo muito refrigerante e nem como muita fritura porque o meu próprio corpo rejeita. Meu estômago não aceita bem. Então, como com certo critério, procuro o que é mais saudável. Mas não tenho tendência a engordar, estou com o mesmo peso há muito tempo.”

 

 

Mais lidas