Entrevista com Ana Karolina Lannes, a Ágatha em Avenida Brasil

Ana Karolina Lannes curte o sucesso como a Ágatha em Avenida Brasil. A cada capítulo, a atriz vem conquistando o seu espaço e emocionando o público na trama de João Emanuel Carneiro. Quem não fica com pena da menina ao ser maltratada pela mãe Carminha, personagem de Adriana Esteves? Apesar das cenas de bullying, Ana Karolina faz questão de elogiar a colega de elenco: “trabalhar com a Adriana é um aprendizado a cada dia!  Eu me inspiro nela e quando eu crescer, quero ser igual à ela!”. Nesta entrevista, a atriz ainda elogia outros companheiros de cena, fala sobre o sucesso de sua personagem, comenta sobre a rotina de gravações e muito mais! Confira o bate-papo:

 

Entrevista com Ana Karolina Lannes

Foto: Márcio de Souza / Rede Globo

 

Guia da TV: De que forma você  se preparou para dar vida à Ágatha, em Avenida Brasil?
Ana Karolina: “Assim que recebi o perfil da personagem, comecei a ler sobre bullying e também prestei atenção como a Ágatha iria se comportar com os possíveis maus tratos da mãe, personagem de Adriana Esteves.”

Guia da TV: Como é o contato com os fãs na rua? O que eles comentam sobre a Ágatha?
Ana Karolina: “Como Avenida Brasil é o meu quarto trabalho na Rede Globo, eu já estava um pouco acostumada com o assédio. Porém, eu acredito muito que estar no elenco de Avenida Brasil me trouxe mais notoriedade e muita experiência de trabalho. As pessoas comentam sobre os maus tratos da Carminha. Esse assunto é o campeão! (risos). Como amo a Adriana Esteves, eu fico um pouco chateada, pois vivemos os personagens e não somos assim na vida real. Mas trato de responder todas as perguntas com muito carinho. Todos querem autógrafos e alguns pedem para tirar fotos.”

Guia da TV: Antes de Avenida Brasil você não sofria tanto com o assédio dos fãs. Após aparecer na trama de João Emanuel Carneiro, você passou a ser mais reconhecida nas ruas. Essa mudança lhe assustou ou chegou a lhe incomodar?
Ana Karolina: “Não me incomoda não! Pelo menos ainda! (risos). O meu avô na novela, o Marcos Caruso, sempre me dá conselhos e diz que nossa profissão requer carinho e paciência com o público. Ele diz que temos que ter respeito por eles. Se estou nesse trabalho, sei que isso vai acontecer. E para mim é normal. Eu gosto!”

Guia da TV: Na trama, a Ágatha sofre nas mãos de Carminha. Como é sua relação com a Adriana Esteves?
Ana Karolina: “Trabalhar com a Adriana é um aprendizado a cada dia! Passamos o texto juntas e sempre aprendo alguma coisa com ela. Eu me inspiro nela e, quando eu crescer, quero ser igual a ela!”

Guia da TV: Quem você acha que é mais maldosa na novela: a Carminha ou a Nina?
Ana Karolina: “Fazer o mal é ruim de todas as formas. Mas na formação dos personagens, essas atitudes teriam que acontecer inevitavelmente.”

Guia da TV: Na novela você tem emocionado o público com a sua atuação. É difícil fazer as cenas mais fortes, que lhe exigem mais?
Ana Karolina: “A novela inteira é pura emoção! Quando recebi o roteiro e vi que tinha uma cena em que eu chorava, comecei a trabalhar isso dentro de mim. Sabia que quando chegasse o dia dessa cena, precisaria me concentrar. Ainda não aprendi técnicas para esse tipo de cena. Cheguei no Projac, fiquei quietinha na sala de leitura pensando no que a Ágatha estava sentindo naquele momento. E aí foi fácil, a emoção veio e a cena ficou linda. Eu adorei!”

Guia da TV: Como você faz para conciliar os estudos com as gravações da novela?
Ana Karolina: “A Rede Globo é bastante preocupada com a continuidade de nossos estudos, de todos os atores mirins. Eu estudo pela manhã e sempre gravo à tarde. Portanto, não atrapalha os meus estudos. É difícil? Não, requer apenas dedicação, como tudo na vida.”

Guia da TV: Em Avenida Brasil você contracena com grandes atores como Adriana Esteves, Murilo Benício, Débora Falabella. Você tem vontade de contracenar com algum outro ator em especial?
Ana Karolina: “Meu pai e eu gostamos da Ivete Sangalo. Fazer algum trabalho com ela, seria uma presente para mim e para o meu pai. Por conta do horário não assisto Gabriela. Mas meu pai disse que ela está ótima!”

Guia da TV: Na trama, Carminha vive de aparências e implica com você pelo fato de estar um pouquinho acima do peso. Na vida real, isso te incomoda?
Ana Karolina: “Meu pai me diz que estar “gordinha” é um estado momentâneo. Não somos gordos, apenas estamos gordos. Não me preocupo com isso agora.”

Guia da TV: Você perdeu sua mãe muito novinha. Foi complicado superar essa perda?
Ana Karolina: “Acreditamos muito que minha mãe está sempre por perto. Meu pai me fala sempre que temos uma missão e ela cumpriu a dela. Sou amada por todos!”

Guia da TV: Você é criada pelo seu tio e pelo companheiro dele. Você fala de tudo com eles, tem total liberdade? Como é a relação entre vocês?
Ana Karolina: “Vivemos bem como qualquer família. Nossa relação é normal e conversamos sempre sobre tudo. Meu pai Fabio foi quem acreditou que eu poderia ser o que sou hoje. Além disso, ele é meu conselheiro, sempre me diz para ser humilde, para tratar bem as pessoas e me esforçar sempre. Ele é um paizão! O pai João, por ser médico, fica com a parte chatinha. Se eu fico doente, ele que me dá remédio! Ele é um fofo!”

 

Mais lidas