Entrevista com Alexandre Nero: "Estou apaixonado pela novela, não tem como dar errado"

A novela Império mal começou e já está conquistando o público. A trama, com cenas ágeis e cheias de ação, também conta com um elenco de primeira. O ator Alexandre Nero vive o protagonista José Alfredo, um homem rico e melancólico, que batalhou muito e perdeu o grande amor de sua vida.

Esse é o primeiro papel de Alexandre como protagonista e ele confessou que aceitou sem pensar duas vezes! Confira a entrevista e saiba mais sobre o personagem e as expectativas do ator!

Entrevista com Alexandre Nero

Foto: Divulgação/TV Globo

GTV: Como é possível classificar José Alfredo, de “Império”? Ele é um vilão, anti-herói ou um mocinho que batalhou na vida para construir o próprio império?
Alexandre: “Ele é um personagem muito rico, não é herói e nem bobo. Ele não é um homem melancólico e sim um cara sofrido, casca grossa, que não confia em qualquer um, não faz a social facilmente e não sorri para todos. Quanto mais prepotência, mais ele quer botar banca. O José Alfredo trata melhor as pessoas simples e humildes, é amigo do porteiro, vai na escola de samba, porém, se o cara é metido, aí ele coloca a arrogância dele para fora, mostra o poder, que é o grande barato da novela. Aqui, o que vale é o diamante que fica para sempre, que é o poder, algo que interessa para ele, que não teve a mulher que amou porque justamente não tinha onde cair morto.”

GTV: O fato do personagem não ser tão previsível, torna o trabalho mais verossímil?
Alexandre: “Com certeza! Isso torna o trabalho mais real porque ele não mostra facilmente quem é. Não é aquele cara bobo, que as pessoas fazem o que querem. Ele sabe que o filho está querendo pegar a empresa dele, que o filho não presta. Aqui ninguém é bobo, ele também não é bobo e a ex-mulher também não é. Ali ninguém é bobinho e o bacana para o público ver, que torna o trabalho verossímil.”

Entrevista com Alexandre Nero

Foto: Divulgação/TV Globo

GTV: Apesar das brigas, das disputas com Maria Marta, o seu personagem e o de Lília Cabral vivem num clima de gata e rato, não?
Alexandre: “Isso vai ter sempre, apesar das disputas, das brigas, vai ter humor ali em cena, um humor ácido, que é bem característico do Aguinaldo (Silva). Todas as cenas, por mais trágicas que sejam, elas têm humor. E esse humor do Aguinaldo está presente em qualquer novela que ele faz. As minhas cenas com a Lília terão bastante pegadas dramáticas, mas têm humor. A briga fica tão exagerada que às vezes quem assiste vê que eles perdem a linha e isso é engraçado.”

GTV: Assim que soube que seria o protagonista da trama do horário nobre, aceitou o convite imediatamente?
Alexandre: “Sem dúvida, aceitei e sem pestanejar. Lógico que foi a primeira coisa que veio na minha cabeça, ainda mais um protagonista da novela das 21 horas. E além disso, até agora eu não tinha feito nenhum protagonista e do Aguinaldo, nossa, e ainda tive a sorte de ser um personagem maravilhoso.”

GTV: Então fazer um protagonista era um desejo pessoal, algo que faltava na sua carreira? Pesa interpretar esse papel?
Alexandre: “Acho que essa coisa do protagonista hoje em dia é diferente. Não tem esse peso todo. Hoje nas novelas não existe mais o vilão e sim os vilões, os mocinhos, e eu sou o protagonista pelo simples fato de se tratar o nome Império, de uma loja ser chamada Império. Então, a partir dali, a história começa a se desenrolar. Porém, essa coisa de ser protagonista não quer dizer que vou roubar a cena ou chamar mais a atenção. Muito pelo contrário! Na maioria das vezes ele é o que faz menos gol. Está ali jogando no meio campo e dando a bola para os outros fazerem gol.”

GTV: Como está a expectativa para a novela? Acha que vai cair no gosto popular?
Alexandre: “Muito grande! Eu estou encantado, apaixonado pela novela, que não tem como dar errado. O texto é muito bom, os personagens são muito bons. Eu vi algumas coisas do Chay (Suede), a gente trabalhou juntos antes. No início, quando gravei as minhas primeiras cenas pedi para dar uma olhada nas cenas que ele gravou na Suíça para ver se estava levando no mesmo tom.”

Entrevista com Alexandre Nero

Foto: Divulgação/TV Globo

GTV: Você mudou o visual para a novela e passou a ter alguns cabelos brancos…
Alexandre: “Pois é… Aqui tem alguns truques de idade que eles fazem, mas não vou revelar (risos). Tem uns fios brancos e mais algumas coisinhas. Tenho 44 anos e ele 50, só que sou um artista e me visto de um jeito e esse cara não, é um cara mais tradicional. Eu sou um senhor jovem (risos). Meu pai aos 50 anos era um senhor. Porém, hoje o homem de 50 anos, nossa! É totalmente diferente. O Papinha (Rogério Gomes, diretor) tem 60 e é surfista. Nos dias de hoje, o homem de 50 anos é bem cuidado, não tem o peso de velinho. E o José Alfredo é assim, um homem poderoso, forte, enfrenta os filhos, não é um cara que dá a outra face.”

GTV: Você hoje está com 44 anos. Tem medo de envelhecer?
Alexandre: “Eu medo de envelhecer? Nossa, estou adorando! Eles queriam cobrir um pouco a olheira, e eu disse: ah, não! Aos 44 anos cobrir a olheira, não dá. Acho uma pena não ter mais traços.”

GTV: Na novela José Alfredo é um paizão. Você se vê assim?
Alexandre: “Eu me vejo. Ele é um paizão dos três, e agora de quatro, por conta da filha que ele não sabia que tinha. Eu me vejo assim, me acho parecido com o personagem. Me sinto um sobrevivente assim como ele, que sofreu na vida para conseguir o que teve. E essa coisa dele não ser um homem amoroso facilmente, ele não chora facilmente, todas as emoções são presas, mas ele gosta das pessoas.”

Mais lidas