Efeitos do calor na pele

Efeitos do calor na pele 

O cosmético mais importante para a nécessaire de toda mulher não é mais o batom: agora é o protetor solar. O calor e o sol neste país tropical torna necessidade número 1 se proteger dos efeitos malignos que as radiações solares causam. Além de cuidar da saúde e evitar o câncer de pele, outra preocupação é com os terríveis danos estéticos, como o envelhecimento precoce da pele.

Regra nº 1: filtro solar, sempre

Nesta época em que o sol está mais intenso e a nossa pele requer cuidados especiais, a regra é usar o protetor solar diariamente e aplicá-lo 30 minutos antes da exposição ao sol. Usando o produto corretamente, a radiação não é totalmente absorvida pela pele, evitando as queimaduras. Para manter o efeito, é necessário reaplicá-lo a cada 2 horas ou sempre que tiver o suor excessivo.

Regra nº 2: proteja-se do sol

Além do filtro, os bonés e guarda-sois são bons aliados como proteção. Se você adora sair e está sempre em lugares abertos quando os raios UVs estão em alta, já inventaram até roupas e bonés com protetor solar. Seus tecidos são feitos com fibras de dióxido de titânio, uma substância que age como bloqueador solar.

Para prevenir queimaduras, não adianta confiar apenas no fator do produto e se esquecer das outras medidas de proteção, já que filtros com fator de proteção muito alto não conferem proteção muito maior. E a queimadura solar é apenas uma reação de defesa da pele após uma intensa exposição sem proteção. Seu aspecto fica avermelhado devido à vasodilatação, que deixa a pele inchada e dolorida.

Ficou vermelha? Saiba o que fazer

Para amenizar as queimaduras solares, alguns banhos frios ajuda a aliviar a tensão cutânea. Evite locais quentes, que aumentam o desconforto. Em casos mais graves, um médico pode prescrever medicações sedativas e calmantes. Como um paliativo ao incômodo, a pasta d’àgua funciona como um calmante, além de loções refrescantes que seu dermatologista pode lhe indicar.

Texto: Larissa Faria

Mais lidas