Dicas para viagem com o animal de estimação

Dicas para viagem com o animal de estimação

Foto: Mark Hillary/Flickr

 

Todo mundo gosta de viajar com a família. Isso inclui os animais de estimação, já que eles fazem parte da família e não podem ficar sozinhos em casa. E você sabe quais cuidados se deve ter ao levar o seu cachorro ou gato em uma viagem?

A veterinária Josemary Roma aconselha levar o animalzinho a uma consulta antes da viagem. “O veterinário vai examiná-lo e indicar quais procedimentos tomar. Em uma viagem longa, por exemplo, podem-se prescrever sedativos”.

Josemary diz que as indicações variam com o tamanho do animal, seu histórico médico e nível de estresse.

Veja dicas da médica para antes e durante a viagem de carro:

 

Antes da viagem:

– Caminhe com seu pet: faça-o estar disposto para a viagem, beber água e fazer xixi e cocô.

– Para animais pequenos: deve-se comprar um cinto de segurança especial. Cuidado esse para a segurança do cão e para o bolso do motorista: a multa é de R$ 85,41 mais quatro pontos na carteira por deixar o animal sem cinto ou caixa de viagem.

– Para pets maiores, gatos ou animais com estresse: compre uma caixa de viagem ou o corrupto (a caixa para os gatos).

– Se vai para a praia: o animal deve tomar medicação contra pulga, carrapato e vermífugo.

– Viagens nacionais: carregue com você um atestado de saúde e vacinação do animal.

 

Durante a viagem:

Não deixe o animal viajar na janela. O vento no rosto pode causar infecção no ouvido e nos olhos. O cachorro ou gato deve estar com cinto de segurança ou dentro da caixa.

– Procure parar sempre. Depois de 80 a 100 quilômetros rodados pare o carro para dar água fresca e deixar o animal respirar.

– Evite temperaturas extremas. Não viaje com muito calor ou com ar condicionado num nível alto. Pode estressar o seu pet.

 

Se for de avião, o gato ou cão vai precisar de um atestado de saúde e de vacinação antirrábica. Caso a viagem seja internacional, cada país e companhia de aviação têm seus procedimentos específicos.

 

Consultoria: Josemary Roma, médica veterinária

Mais lidas