Dicas para exercitar a memória

Dicas para exercitar a memória

Foto: Thinkstock/Getty Images

Ih, esqueci!”. Se essa frase anda fazendo parte da sua vida mais do que gostaria, saiba que isso tem solução. A memória humana é limitada e com o passar do tempo a capacidade tende a diminuir. Porém, a ciência vem comprovando que com os hábitos e exercícios certos os lapsos podem ser substituídos por uma memorização afiada. Comprove a seguir:

Muita coisa ao mesmo tempo…

Quando uma pessoa está estressada, fazendo diversas coisas ao mesmo tempo, acaba não processando tudo e realizando tarefas de modo mecânico. Para ter uma memória boa, o cérebro precisa descansar um pouco também. Tente dar um folga para o orgão de vez em quando.

No mundo da lua

Em pessoas jovens, o principal motivo de problemas com a memória é a falta de atenção. Por isso, procure ficar atento ao que está fazendo para guardar. Essa falta de foco atrapalha o aprendizado e, consequentemente, prejudica a memória. Assim, procure se concentrar naquilo que considerar mais importante, fazendo uma coisa de cada vez e absorvendo todas as informações possíveis sobre determinado fato, objeto, pessoa ou ação. O indivíduo desatento não memoriza.

Cadê minha chave?!

Essa dica é para quem nunca lembra onde deixou as coisas: procure manter um espaço em casa para guardar objetos de uso constante sempre no mesmo lugar (uma gaveta, um porta-chaves, etc.). Sua memória agradece.

Novas experiências

Cada novo aprendizado exige modificações e expansões de áreas específicas do cérebro. Mais um incentivo para você sair da rotina e realizar aqueles cursos ou atividades diversas que sempre fica adiando. Adquirir novos conhecimentos pode estimular os circuitos neurais do cérebro a crescerem e se desenvolverem.

Modernidade aliada

O uso de agendas de papel ou do celular para armazenar números de telefone e tarefas diárias é excelente. O motivo é que a memória fica livre para armazenar outras informações, como alguma informação que a pessoa leu ou um endereço que precisa guardar. Porém, é importante utilizar esse espaço “livre” para outras coisas produtivas e não deixá-lo ocioso.

Sinais de alerta para problemas

Procure um médico se…

….tiver dificuldade para resolver problemas que antes eram simples.

… sentir falta de concentração.

…precisar mudar parte da rotina porque a memória começou a falhar.

5 passos para uma boa memória

1. Escreva

Escrever é uma forma de lembrar e ajuda a memorizar as coisas. Vale lembrar que isso é diferente de decorar, já que a “decoreba” vem de um estímulo verbal, enquanto a escrita aciona a área responsável pela visão.

2. Visualize mentalmente

Visualizar é uma boa dica, pois quando o ser humano quer guardar algo, faz uma espécie de foto. Ao memorizar, o nosso cérebro utiliza uma série de estímulos, entre eles os visuais. É feito um registro fotográfico das coisas: ver as coisas e pessoas na sua cabeça pode ajudar a lembrar delas. A dica pode ser aproveitada para compras do supermercado, por exemplo: procure “enxergar”, antes mesmo de sair de casa, os alimentos e produtos onde eles ficam localizados.

3. Faça associações

Assimile e armazene informações relacionando-as com imagens ou outros estímulos. Esse é um modo de utilizar outros “canais” para acessar um dado ou fato. Vale algo visual, sonoro, olfativo, etc. Isso estimula a imaginação e ajuda o cérebro a memorizar mais informações. Alguns exemplos: associe a letra inicial do nome de uma pessoa com a letra inicial de outro objeto (Maria – maçã); deixe objetos em locais estratégicos como lembretes; lembre de endereços por meio de imagens de locais próximos.

4. Repita

Ao repetir uma informação, ela é processada novamente pelo cérebro. Quanto mais um dado é repetido, mais o indivíduo consegue decorá-lo e registrá-lo na memória. Portanto: repita. Entendeu? Repita.

5. Adote o calendário

Pode não parecer, mas o calendário é um excelente ajudante da memória. As informações são melhor organizadas pelo cérebro com os padrões de dias e semanas. Se puder anotar lembretes logo abaixo de cada dia, será ainda mais eficiente.

 

Mais lidas