Dicas para acelerar o metabolismo

Dicas para acelerar o metabolismo

Foto: Thinkstock/Getty Images

O emagrecimento só acontece quando existe um gasto de energia maior do que a quantidade consumida na alimentação diária. Esse dispêndio energético ocorre graças ao metabolismo: conjunto de reações químicas do corpo, que trabalha criando e decompondo moléculas para produzir a energia necessária para as atividades cotidianas e, também, para as funções do organismo.

Mais rápido!

De acordo com especialistas, qualquer pessoa pode aumentar sua taxa metabólica. Basta ter uma dieta regrada, evitar jejum prolongado, alimentar-se a cada 3 horas e praticar atividade física com frequência. Outras atitudes importantes são: comer devagar, mastigar bem os alimentos e reduzir o consumo de gorduras, açúcar e farinhas refinadas. É recomendável também ingerir alimentos ricos em fibras, como grãos integrais, legumes, frutas e verduras, que levam mais tempo para serem digeridos e, por isso, aceleram o metabolismo.

Alimentos termogênicos

Quem acredita que o único jeito de afinar medidas é fechar a boca está enganado. Alguns vegetais possuem a capacidade de diminuir os quilinhos extras quando consumidos na quantidade certa. Esses alimentos “milagrosos” são chamados de termogênicos e possuem ação emagrecedora comprovada pela medicina. “Eles elevam o metabolismo do organismo, aumentando a queima de gordura”, explica a nutricionista Daniela Jobst. O segredo dos alimentos termogênicos está na dificuldade que o organismo encontra para digeri-los. Em linhas gerais, o corpo é obrigado a gastar mais energia para absorvê-los durante a digestão. No processo, a temperatura corporal é elevada e inúmeras calorias são queimadas sem esforço.

Turbinados

Outra boa notícia é que os alimentos termogênicos são baratinhos e bem fáceis de encontrar. Na lista dos mais poderosos estão o chá verde, o vinagre de maçã, a pimenta vermelha e o gengibre. Para notar os benefícios na balança, a dica é consumi-los regularmente durante o dia. “Aliados a uma dieta com alimentos integrais e uma boa hidratação, o resultado será muito positivo”, garante a nutricionista. Para você não errar na medida, confira nos destaques a quantidade indicada para o consumo desses alimentos.

1. Brócolis
Além de nutritivo, o brócolis é pouco calórico e tem alto teor de cálcio. Esse mineral facilita a digestão das gordurinhas e previne seu estoque na forma de pneuzinhos.
Quantidade: Uma xícara (chá) por dia

2. Café
Uma das bebidas mais consumidas no mundo pode ser uma grande aliada da saúde. Se apreciado com moderação, o café pode auxiliar no combate à obesidade, depressão, alcoolismo e distúrbio de déficit de atenção. Rico em zinco, magnésio, ferro, proteínas, aminoácidos e uma substância denominada quinídeo, o produto da torra é um excelente antioxidante. Também acelera o metabolismo devido a cafeína.
Quantidade: 1 xícara (café) por dia, com adoçante.

3. Coco
O óleo de coco é capaz de emagrecer e reduzir medidas abdominais até sete vezes mais rápido do que com uma dieta convencional. Isso porque ele incentiva o organismo a queimar os depósitos de gordura. Para ingeri-lo no dia a dia, use o óleo para temperar suas saladas.
Quantidade: 1 ou 2 colheres (sopa) por dia.

4. Chá-mate
Tem ação termogênica, aumentando o gasto energético e a queima de gordura. Estimula a atividade física e mental, combatendo a fadiga, a sede e a fome, sem efeitos colaterais como insônia e irritabilidade.
Quantidade: de 1 a 2 xícaras (chá) por dia.

5. Laranja
Entre suas propriedades está a pectina (parte branca entre a casca e a polpa) que, quando consumida, ajuda o organismo a combater o excesso de gordura e glicose. A fruta ainda é fonte de vitamina C, que é antioxidante e previne o envelhecimento precoce.
Quantidade: 1 unidade por dia.

6. Guaraná
Suas propriedades energéticas e tônicas são resultado da forte presença de cafeína na fruta. Esse elemento estimula os processos bioquímicos associados à musculatura e ao sistema nervoso central. Pode ser consumido em pó ou em cápsulas.
Quantidade: 2g, 2 vezes ao dia.

7. Canela
É muito utilizada como condimento e aromatizante. Pode ser consumida na forma de chá ou gratinada no forno, com maçã ou banana.
Quantidade: 1g, 2 vezes ao dia.

8. Ômega 3
Atua no metabolismo basal, assim, após a ingestão dos alimentos que contêm o nutriente, ocorre a queima de calorias. O ômega 3 ainda auxilia na eliminação do excesso de líquidos e aumenta a energia do organismo. Encontrado em peixes como salmão, sardinha e anchova, o nutriente é um anti-inflamatório e previne doenças cardiovasculares.
Quantidade: de 2 a 3 porções diárias.

9. Algas
Algumas, como a Chlorella, são potentes queimadoras de gordura, além de serem ricas em vitaminas e minerais.
Quantidade: 2 colheres de sopa, em dias alternados.

10. Chá verde
Reduz a absorção do açúcar no sangue, inibindo a ação da amilase (enzima responsável pela digestão dos carboidratos), além de favorecer o trânsito intestinal e acelerar o funcionamento do metabolismo.
Quantidade: 1 xícara (chá), 10 minutos antes das refeições diariamente.

Mais lidas