Dia Mundial do Combate ao Câncer: veja como prevenir a doença

Dia Mundial do Combate ao Câncer

Foto: Thinkstock/Getty Images

Um dos maiores desafios que a medicina vai enfrentar nos próximos anos é o crescimento de novos casos de câncer. Entenda essa tendência, sabendo o que é e como surge a doença:

O que é?

Câncer é a proliferação descontrolada de células anormais do organismo. As células normais do corpo vivem, se dividem e morrem de forma controlada. As células cancerosas são diferentes, não obedecem a esses controles e se dividem sem parar. Além disso, não morrem como as células normais e continuam a se proliferar e a produzir mais células anormais.

Por que hoje mais pessoas têm câncer?

De acordo com informações do Hospital A. C. Camargo (um dos principais centros de diagnóstico, tratamento, ensino e pesquisa sobre a doença na América Latina), o câncer não aparece de uma hora para outra: é uma doença de desenvolvimento lento, que às vezes leva 20, 30 ou 40 anos para se manifestar. É importante lembrar que o tumor se desenvolve a partir de uma única célula que acumula mutações. Por volta da década de 50, casos da doença eram mais raros, pois poucas pessoas chegavam aos 50 ou 60 anos. Um outro exemplo é o de que os índices de expectativa de vida, nos anos 30, era cerca de 35 anos, com pneumonia e infecções como causa de morte.

A evolução da medicina aumentou o tempo de vida dos seres humanos mas, ao mesmo tempo, permitiu que as pessoas tivessem a longevidade suficiente para sofrerem com o desenvolvimento de doenças típicas do envelhecimento, como o câncer. Esse é um dos motivos de atualmente as pessoas conhecerem mais casos de gente com câncer do que na época de seus antepassados.

Os maus hábitos do estilo de vida, como tabagismo, exposição ao sol e dieta rica em carne vermelha e pobre em vegetais também favorecem o problema.

Amigos do câncer

De forma unânime, podemos eleger o cigarro como o maior vilão quando se trata de saúde. E com o câncer, isso não seria diferente. “Estima-se que cerca de um terço das mortes por câncer seriam evitadas com o cessar do hábito de fumar. Inevitavelmente, o tabagismo se constitui no maior fator evitável de câncer”, revela Coutinho. Qualquer passo na direção de uma vida livre da doença começa por parar de fumar. Outro fator que contribui para a elevação no número de casos de câncer é o próprio envelhecimento da população. “Com o avançar da idade e a exposição a fatores carcinogênicos ao longo dos anos, a chance de se desenvolver uma neoplasia cresce. Logo, com o aumento da expectativa de vida, tem-se um crescimento das doenças relacionadas com a idade e, dentre elas, alguns tipos de tumores”, afirma o oncologista. Entretanto, mesmo com esse aumento no número de casos, vários métodos de detecção precoce e diagnóstico das neoplasias vêm ocorrendo nos últimos anos. Com o avanço nos métodos de rastreamento de tumores, os médicos estão mais aptos aos diagnósticos, cada vez mais precoces e, portanto, com aumento nas taxas de cura.

Dicas

O médico oncologista Leandro Ramos, da Oncomed, dá algumas dicas para se proteger do câncer:

– Evite exposição prolongada ao sol, entre 10h e 16h, e use sempre proteção adequada como chapéu, barraca e protetor solar. Se você se expõe ao sol durante a jornada de trabalho, procure usar chapéu de aba larga, camisa de manga longa e calça comprida.

– Realize diariamente a higiene oral (escovação) e consulte o dentista regularmente.

– Mulheres com 40 anos ou mais devem realizar o exame clínico das mamas anualmente. Além disso, toda mulher entre 50 e 69 anos, deve fazer uma mamografia anualmente. As mulheres com caso de câncer de mama na família (mãe, irmã, filha, etc., diagnosticadas antes dos 50 anos) ou aquelas que tiverem câncer de ovário ou câncer em uma das mamas, em qualquer idade, devem realizar o exame clínico e a mamografia, a partir dos 35 anos de idade, anualmente.

– As mulheres com idade entre 25 e 59 anos devem realizar exame preventivo ginecológico. Após dois exames normais seguidos, devem realizar um exame a cada três anos. Para os exames alterados, deve-se seguir as orientações médicas.

– É recomendável que mulheres e homens, com 50 anos ou mais, realizem exame de sangue oculto nas fezes, todo ano (preferencialmente) ou a cada dois anos.

– Pare de fumar! Essa é a regra mais importante para prevenir o câncer.

– Mantenha uma alimentação saudável. Isso pode reduzir as chances de câncer em pelo menos 40%. Coma mais frutas, legumes, verduras, cereais e menos alimentos gordurosos, salgados e enlatados.

– Evite ou limite a ingestão de bebidas alcoólicas. Os homens não devem tomar mais do que dois drinques por dia e as mulheres devem limitar esse consumo a um. Além disso, pratique atividades físicas moderadamente durante pelo menos 30 minutos, cinco vezes por semana.

– Homens, entre 50 e 70 anos, quando em consulta médica, devem buscar orientação sobre a investigação do câncer de próstata. Não vale a pena fugir!

– Os homens acima de 45 anos e com histórico familiar de pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos, devem realizar consulta médica para investigação de tumor na área.

 

Consultoria: Luiz Flávio Coutinho e Leandro Ramos, médicos oncologistas da Oncomed, de Belo Horizonte (MG).

Fonte: Instituto Nacional de Câncer (INCA) e Hospital A.C. Camargo

Mais lidas