Confinamentos em reality shows podem trazer problemas psicológicos

Participar de um reality show como o Big Brother pode trazer sequelas emocionais. Ficar preso em uma casa sem poder sair, junto com pessoas diferentes e passando pela pressão de ser vigiado pelas câmeras pode mudar o temperamento de uma pessoa. Veja que tipos de problemas psicológicos podem ser notados nos participantes da casa mais comentada do Brasil:

Confinamento

O confinamento dentro da casa pode fazer com que os participantes desenvolvam problemas inconscientes. Segundo o escritor e psicólogo Alexandre Bez, quem resolve participar do reality show pode desencadear distúrbios que estavam escondidos: “Qualquer transtorno psicológico pode acometer as pessoas que participam de reality shows. A dica importante para pessoas já diagnosticadas com ansiedade, depressão, TOC, transtorno de stress pós traumático ou algum outro transtorno severo, e essencialmente a famosa síndrome do pânico, é que não devem participar deste tipo de jogo”.

Evitando o estresse

Por se tratar de um jogo, a vontade de ganhar e a ansiedade tomam conta dos participantes. “Os participantes devem entender a situação de confinamento a qual serão expostos. Saber lidar com a pressão de ter o país inteiro observando-os e ter a habilidade de saber lidar com o próprio estresse são fundamentais para alcançar o equilíbrio. É importante saber se conhecer e interagir, até para não criar transtornos emocionais futuros quando deixarem a casa”, explica o psicólogo.

 

Confinamentos em reality shows podem trazer problemas psicológicos

Foto: Reprodução/TV Globo

Ganho de peso

A participante Monique reclamou que engordou durante o programa, algo comum em pessoas muito ansiosas. “A ansiedade é a grande responsável em mais de 90% dos transtornos psicológicos. A infelicidade e angústia também são fatores relevantes. A falta de exercícios físicos, atividades corretas, mais a vida “parada” na casa contribuem para o aumento de peso. E por último, a compulsão pela comida, como mecanismo de compensação, da sua infelicidade de estar lá dentro e da carência que pode estar sentindo”, pontua Alexandre.

Carência excessiva

Participar de um reality show pode ser muito difícil em termos emocionais. Carência, tristeza e saudade são sentimentos que afloram com frequência. De acordo com o especialista, a carência está presente em todos os participantes: “A carência se manifesta nos participantes de várias formas, como no abuso da bebida durante as festas ou as relações amorosas que começam e terminam rapidamente. A raiva também é desenvolvida a partir das decepções pelas atitudes praticadas por colegas e amigos, junto à decepção e medo de não poderem confiar nas pessoas que se tornaram próximas e, que, ao mesmo tempo, são rivais no jogo”, conclui o especialista.

 

Consultoria: Alexandre Bez, Psicólogo Especializado em Relacionamentos pela Universidade de Miami e Ansiedade e Síndrome do Pânico pela UCLA, também autor do romance “Inveja – O Inimigo Oculto” (Editora Juruá).


Mais lidas