Como pagar as dívidas e economizar dinheiro

Mulher segurando dinheiro

Foto: Shutterstock Images

Os brasileiros estão cada vez mais com a corda no pescoço quando o assunto são as dívidas. Para auxiliá-la a coordenar melhor seus débitos, suas compras e até para retirar seu nome do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) e Serasa, o terapeuta financeiro Reinaldo Domingos ensina alguns truques:

Dívidas do cheque especial

“Infelizmente, cheque especial não é um benefício, nem um limite a mais (na conta), é uma linha de crédito com juros extorsivos e que engloba mais de 80 milhões de brasileiros endividados”, revela o especialista. Os juros variam em torno de 9,17% ao mês.

Fim das dívidas

-Descubra urgente para onde está indo cada centavo do seu dinheiro.

-Ajuste rapidamente seu padrão de vida para a sua realidade financeira.

-Procure o gerente do banco para uma conversa franca e direta.

-Fale que deseja sair da linha de crédito do cheque especial e transformá-la em uma outra modalidade, que não alongue o prazo de quitação e tenha juros inferiores a 2,5% ao mês.

Contas do cartão de crédito

Abrange mais de 120 milhões de brasileiros. “É um importante meio de compra, mas por falta de disciplina e controle, as pessoas pagam juros altíssimos, que chegam até a 14% ao mês”, enfatiza Domingos.

Fim das dívidas

-Se você paga apenas a parcela mínima de seu cartão, tenha cuidado para não se complicar mais.

-Se fizer um uso consciente do cartão, você poderá pagar o valor total da fatura mensal e  se livrar desse problema.

-Busque um acordo com a operadora do cartão de crédito para liquidar os débitos.

-Poupe dinheiro para a negociação.

-Nas novas parcelas das dívidas, os juros não devem passar de 2,5% ao mês.

-Caso essas opções não resolvam o problema, busque um empréstimo consignado ou pessoal para saldar a dívida e cancelar seu cartão.

Muitas prestações

Se você pensa em parcelar alguma compra, você deve ter certeza de que a parcela cabe no orçamento. “Prestação é sinônimo de dívida, portanto, procure comprar sempre à vista”, aconselha o consultor financeiro.

Se não tiver os recursos suficientes e precisar parcelar, lembre-se de que o percentual de juros não deve passar de 2,5% ao mês. Cuidado: não se deixe iludir pela facilidade de conseguir créditos consignado e pessoal. Esse é um dos principais motivos do endividamento dos brasileiros.

Limpe seu nome

– Se você se descuidou das finanças e seu nome foi parar entre os devedores do SPC e Serasa, tente reverter esse processo o mais rápido possível.

– O primeiro passo é fazer um diagnóstico da sua vida financeira.

– Registre o que você ganha e as despesas que são prioritárias, durante 30 dias, para saber o destino do seu dinheiro.

– “É preciso estruturar seu orçamento financeiro, para só depois procurar o seu credor e propor uma negociação ou até mesmo a quitação da dívida”, fala Domingos.

– Resolva o problema sem intermediários: vá, pessoalmente, até a loja onde comprou o produto ou tente negociar com o setor administrativo ou jurídico da empresa.

3 passos para poupar dinheiro

O consultor financeiro Samuel Marques traz dicas para você economizar e realizar seus planos:

1. Faça da poupança o seu primeiro compromisso:  antes de pagar qualquer outra conta, separe o dinheiro que quer poupar. Se possível, contrate uma poupança programada que retire o dinheiro automaticamente da sua conta.

2. Estabeleça objetivos claros para o dinheiro:  poupe com uma finalidade em mente como, por exemplo, trocar de geladeira ou fazer uma viagem. Dessa maneira, fica mais improvável gastar o dinheiro que já foi poupado.

3. Coloque o assunto na sua rotina:  passe a ler livros sobre finanças pessoais, artigos de revistas e visite portais de internet sobre o tema. “Procure convencer a si mesma de que está no caminho certo”, aconselha o consultor.

“Qualquer pessoa que tenha uma fonte de renda pode poupar um salário por ano. É só guardar 10% do salário todo mês. Se durante todo o ano este plano for esquecido, ainda dá para guardar o 13º salário”, ressalta Marques.

 

Consultoria: Samuel Marques, consultor financeiro do portal OZ! Organize sua Vida. Site www.organizesuavida.com.br;

Reinaldo Domingos, educador e terapeuta financeiro, autor dos livros Terapia Financeira e O Menino do Dinheiro, da Editora Gente.

Tags:

Mais lidas