Como lidar com a chegada do bebê

Medo de dar banho, receio de ele engasgar, dúvidas sobre o que dar de comer… Com a chegada do bebê, as incertezas começam a se multiplicar na cabeça da mãe. Sabendo dessa situação, veja algumas orientações de um pediatra para “socorrer” as mamães na hora do aperto:

 

Mulher abraçando o bebê

Foto: Thinkstock/Getty Images

As primeiras semanas

Mamadas

Antes e depois da amamentação, limpe os seios com água pura e fervida. Em média, os bebês levam de 20 a 30 minutos para mamar, mas no início, esse tempo costuma ser um pouco irregular. O intervalo entre uma mamada e outra deve variar de 2 a 4 horas, no máximo. “Se ultrapassar esse período, acorde o bebê para mamar”, aconselha o pediatra Ivo Prates Junior.

Posição para dormir

É nessa hora que surge o medo de o bebê engasgar, principalmente após as mamadas. Para que isso não aconteça, coloque-o deitado sob o lado direito do corpo, com apoio nas costas, para que fique nessa posição.

A hora do banho

Se você tem medo de deixar o bebê cair, talvez se sinta mais segura colocando a banheira em cima da sua cama. Os banhos devem ser feitos com um sabonete indicado pelo pediatra do seu filho.

Como fazer: a água deve estar morna. Comece lavando o corpinho da criança e deixe a cabeça por último. Separe um pote com água fervida para limpar os olhos, o nariz e as orelhas com um algodão umedecido. Se houver secreções, passe água boricada nos locais afetados.

Limpeza do umbigo

Ele deve ser higienizado, pelo menos, 3 vezes ao dia, utilizando álcool 70%, sempre depois do banho e nas trocas de fralda. Com um chumaço de algodão umedecido no álcool, limpe bem a base do umbigo. Em seguida, utilize uma gaze para secar bem a região.

Crescimento saudável

1º mês

– Nessa idade ele poderá passear e tomar de 10 a 15 minutos de sol entre 8h e 10h.

– Alimentação: mantenha o leite materno.

– Em dias quentes, no intervalo das mamadas, dê ao bebê 2 colheres (sopa) de água ou de chá sem açúcar: de camomila ou de erva-doce.

2º mês

– Alimentação: mantenha o leite materno ou ofereça a mamadeira.

– Comece a dar os sucos de frutas: laranja-lima, laranja-pera e laranja-baiana: 1 colher (chá) no primeiro dia e aumente 2 colheres (chá) a cada dia, entre as 9h e 10h.

3º mês

– Alimentação: mantenha o aleitamento. Nos sucos, introduza maracujá e beterraba.

– Inicie as papinhas de frutas no horário da mamada da tarde, ou seja, entre 14h30 e 15h30.

– Comece com banana (prata ou maçã) ou maçã: dê 1 colher (sopa) rasa e aumente 1 por dia até chegar a 4 colheres. Complete sempre com uma mamada.

4º mês

– Agora o bebê percebe suas próprias mãos, leva-as à boca e toca o próprio corpo.

– Alimentação: mantenha o aleitamento, continue com os sucos, podendo introduzir: caju, uva, melão…

– Nas papinhas, introduza abacate e pera.

5º mês

– Alimentação: mantenha o aleitamento e comece com a sopa de legumes no almoço: abóbora, batata, chuchu, alface, agrião, brócolis, couve…

– Use também carne magra ou fígado em pequenos pedaços: comece com 1 colher (sobremesa) e aumente aos poucos, até chegar a 4 colheres (sopa) rasas. Dê o leite em seguida.

6º mês

– Alimentação: mantenha o aleitamento. Continue com a papa do almoço, mas introduza carne de frango e arroz bem cozido em forma de papa. Amamente após a papinha.

Consultoria: Ivo Prates de Oliveira Junior, pediatra. Site: www.doutorivoprates.com.br

Tags: ,

Mais lidas