Como eliminar as pontas duplas

Tricoptilose é o nome científico para um problema que você deve conhecer muito bem: as pontas duplas. Outra coisa que talvez já esteja enjoada de saber é que só um novo corte de cabelo pode acabar com esse elas definitivamente. Contudo, nem sempre, ou melhor, quase nunca, recorrer às tesouradas e tirar aqueles centímetros que custaram tanto a crescer é o desejo feminino.

Veja soluções temporárias e tratamentos preventivos para você manter os fios blindados da raiz às pontas.

Quando o problema vem de dentro…

Carências nutricionais também podem fragilizar os fios e causar o aparecimento de pontas partidas. “Falta de uma alimentação balanceada, regimes restritivos, carência de proteínas, zinco, e ferro, além de algumas doenças sistêmicas (anemias, alterações da tireoide, etc.) enfraquecem os cabelos, tornando-os mais suscetíveis à quebra”, analisa.

Por isso, o primeiro passo é procurar um médico para que seja verificado se a causa do problema capilar é fisiológica e, então, determinar o tratamento adequado.

 

Mulher cortando as pontas do cabelo

Foto: Thinkstock/Getty Images

Agentes nocivos

Para começar, entenda que as pontas formam a área mais frágil de seu cabelo justamente porque é a parte mais velha dele. Em fios muito compridos, essa região pode chegar a ter até 10 anos.

Em tanto tempo, vento, sol, frio, poluição, excesso de química e de aparelhos como secador e chapinha agridem a fibra capilar, causando o ressecamento e, consequentemente, as pontas duplas.

Segundo Erick Omar, dermatologista e especialista em tricologia, diminuir a ação desses agressores e proteger os fios dos agentes causadores são as principais medidas preventivas para evitar o aparecimento da tricoptilose.

Proteja-se

Inclua em sua nécessaire produtos finalizadores que contenham proteção solar e tenham ação antitérmica, evitando, assim, o desgaste causado pela exposição ao sol e uso constante de secadores e chapinhas, que sensibilizam os fios.

Fazer hidratações semanais e investir em tratamentos mais profundos específicos para o seu tipo de cabelo, como cauterização e reposição de aminoácidos, fortalecem os fios e evitam o problema.

Cuidado com a química

Quem é adepta de químicas, como colorações, descolorações, alisamentos e escovas progressivas, deve redobrar os cuidados para evitar as pontas duplas. Além das hidratações, é indicado o uso de produtos específicos para fios quimicamente tratados ou sensibilizados, capazes de repor os nutrientes e substâncias perdidos durante os procedimentos.

“O ideal seria tentar agredir o cabelo o mínimo possível, suspendendo, inclusive, a química até a recuperação da qualidade dos fios”, destaca o especialista em cabelo.

Dicas

Silicone e serum são os produtos mais indicados para disfarçar o problema. Para evitar a formação da tricoptilose, recorra ao óleo de argan, substância com alto poder hidratante, usando-o como finalizador ou aliado a hidratações semanais.

– Cortar o cabelo pelo menos a cada três meses elimina a parte mais danificada dos fios e minimiza o aparecimento das pontas duplas.

 

Consultoria: Erick Omar, dermatologista, especialista em tricologia e diretor da AE Skin Center. Site: www.aeskincenter.com.br

Mais lidas