Como deixar de ser amante?

Mariana Ximenes e Paulo Rocha

Foto: Rede Globo/Raphael Dias

Na novela Guerra dos Sexos, Juliana (Mariana Ximenes) tem uma relação há muitos anos com Fábio (Paulo Rocha), mas não aguenta mais ser apenas a amante. Mulheres como ela costumam passar por algumas situações muito comuns. Veja o que uma especialista fala sobre o assunto.

Conforto financeiro

Muitas mulheres se acostumam com a boa vida que o amante lhes proporciona: dinheiro, joias, viagens, etc. Mas, como nem tudo dura para sempre, o ideal seria evitar se apoiar financeiramente em alguém – isso também vale para as mulheres casadas.

“Nada substitui o esforço de uma mulher batalhadora que consegue a vitória pelas próprias mãos”, opina Celine Imaguire,  professora e escritora de artes sensuais e especialista em sexualidade.

Conselho: avalie se esse relacionamento faz você feliz e busque o sucesso pessoal e profissional independente das relações amorosas.

Telefonema anônimo

Essa é uma das primeiras atitudes de quem quer deixar de ser “a outra”. Ao fazer isso, poucas mulheres se colocam no lugar da rival e pensam que existe uma família envolvida. “A vida é como um bumerangue: toda energia que você atira, negativa ou positiva, você recebe de volta multiplicada”, lembra a especialista.

Conselho: não deixe essa situação se prolongar, pois alguém vai sair prejudicado. Será que você não está fazendo isso apenas para satisfazer seu próprio ego?

Cena de ciúme

Outra situação comum é arrumar um namorado de fachada para causar ciúme no amado. Se a mulher precisa de um estímulo como esse para se sentir amada, pode ser que o relacionamento não esteja tão bem. “Isso indica a personalidade de uma mulher insegura”, aponta a professora.

Conselho: quando a mulher não é devidamente valorizada pelo seu companheiro, a melhor saída pode ser o rompimento.

Solidão

Este é um dos grandes inconvenientes para quem está na posição de amante: passar finais de semana e datas importantes longe do amado porque ele está com a família.

É preciso ter muita paciência para superar esses momentos de solidão. Porém, para algumas mulheres, isso é um estímulo na relação, pois não tem as obrigações de esposa. “Mas, a longo prazo, será que esses poucos momentos de emoção serão suficientes para ela?”, indaga a especialista.

Conselho: se a mulher n‹o se importa em ficar sozinha e aproveita para fazer outras coisas, tudo bem. Mas, se ela sofre, é melhor dar um ultimato ao amado.

Indeciso ou esperto?

“Eu vou me divorciar”. Quantas mulheres na posição de amante já ouviram isso? E quantas vezes? ”É preciso ficar atenta para não ser enrolada, pois as desvantagens são muitas. Num relacionamento secreto, é quase impossível ir a uma festa pública acompanhada e mostrar a todos o seu amor, por exemplo.

“Se o homem está sempre dizendo que vai se divorciar, o tempo passa e isso não acontece, é melhor encarar a situação e seguir o velho ditado: ou vai ou racha”, indica Celine.

Conselho: se ele não quer ou não pode se divorciar e assumir a relação publicamente, você precisa saber se está disposta a ser tolerante e passar por isso.

 

Consultoria: Celine Imaguire, professora e escritora de artes sensuais e especialista em sexualidade.  Site www.deusadoamor.com.br

 

Mais lidas