Como alisar os cabelos em casa

A busca das mulheres por madeixas lisas de maneira rápida e com preços acessíveis motivou os fabricantes de cosméticos a criarem produtos home care, para uso em casa. A nova geração de alisamentos tem cosméticos de fácil aplicação e manutenção e vem ganhando espaço nas prateleiras. Para que o processo seja seguro e tenha o resultado desejado, consultamos especialistas que dão dicas e sugestões para você acertar na hora da transformação.

Eficiência

Os produtos para alisamento caseiro têm o mesmo efeito das escovas feitas no salão. “As substâncias para alisar os fios são mundiais e as mais usadas são: guanidina (hidróxido de cálcio), hidróxido de sódio, tioglicolato de amônia e lithium. Então, quem deseja alisar 100% os fios terá que usar uma dessas substâncias, independentemente de ser em casa ou no salão”, considera Carmen Marijuan, diretora education da Alta Moda É….

Na hora de escolher, o que você precisa saber é que os hidróxidos são os mais potentes e o tioglicolato de amônia alisa de forma moderada, sendo tecnicamente considerado redutor de volume.

 

Mulher de cabelos lisos

Foto: Shutterstock Images

Atenção

Antes de escolher o produto, você precisa definir qual o efeito desejado – redução de volume ou alisamento – e se o seu cabelo pode receber determinada química, analisando os tratamentos feitos anteriormente.

Procure usar o mesmo princípio ativo e, caso queira mudar, saiba que quem usa hidróxido de cálcio pode optar por guanidina, hidróxido de sódio ou lithium e quem usa tioglicolato de amônia não deve mudar de alisante.

Coloração e reflexos também precisam ser considerados. Quem optou por tioglicolato deve evitar as tinturas superclareadoras e observar a quantidade de amônia presente nos produtos – optar por aqueles que tiverem menor quantidade. Às mulheres que estiverem com o outro grupo de químicas não são indicads nuances mais claras que 5.0 ou luzes e mechas.

Desconfie

Observe a qualidade do produto: faça uma análise criteriosa, buscando referências sobre a marca, técnico responsável e registro na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Nunca use fórmulas caseiras de marcas desconhecidas e sem registro. Como todos os produtos capilares, desconfie se o custo for incompatível com os praticados pelo mercado. “Normalmente o preço muito baixo pressupõe fórmulas de baixa qualidade e as consequências são resultados também limitados”, destaca Carmen.

“A forma mais confiável é o uso de produtos com aprovação da Anvisa, pois se trata de um órgão muito exigente para os cosméticos no Brasil”, acrescenta o hairstylist Cristhofer Glöe, do Homa Elite Salon.

Contraindicações

Grávidas e crianças não podem usar este tipo de química, seja em casa ou no salão. Pessoas alérgicas às substâncias dos produtos também estão proibidas. Lembre-se de que seus cabelos precisam estar bem-tratados e hidratados, para que o procedimento não danifique ainda mais os fios. Na dúvida, consulte um profissional da área, que poderá orientá-la com segurança.

Passo a passo

Para eficácia do tratamento e sua segurança, leia a bula com atenção. Cada tratamento tem a maneira correta de aplicação. Algumas marcas recomendam que os cabelos não sejam lavados até quatro dias antes do procedimento, outras pedem lavagem com xampu de limpeza profunda, para retirar os resíduos de produtos usados anteriormente. Preste atenção em cada detalhe.

Teste da mecha

“O teste da mecha tem como função principal preservar a saúde do cabelo. Uma pequena quantidade do produto é aplicada em uma parte menos visível e é feito o procedimento completo do alisamento somente nessa mecha.

Ao final do processo observamos se o cabelo ficou na textura desejada, se manteve a qualidade e se o resultado foi o esperado”, explica Cristhofer. Aproveite este momento para ver se você é alérgica ao produto ou ao seu cheiro e como seus cabelos reagiram ao processo.

Além disso, conte o tempo de exposição para atingir o resultado desejado. Caso não haja nenhum contratempo, isole a mecha que passou pelo teste e aplique a química no restante dos fios.

Retoque

Fique de olho no crescimento do cabelo e na ondulação da raiz para saber o tempo médio para o retoque. Normalmente, o prazo entre uma aplicação e outra é de 90 dias, e é importante que o produto tenha saído completamente para uma nova aplicação.

“O retoque deverá ser feito apenas nas raízes crescidas, preservando-se um dedo de distância do couro cabeludo. Deve-se, ainda, proteger a parte do comprimento e pontas com um creme hidratante bem espesso, para não aplicar o produto nos cabelos que já foram alisados anteriormente”, detalha Carmen. “A sobreposição do produto causa queda e ressecamento”, adverte Cristhofer.

Faça durar

A manutenção é muito importante após o alisamento químico, seja em casa ou no salão. Faça hidratação toda semana e cauterização mensalmente, para repor água e queratina dos fios. Em casa, use xampu e condicionador específicos para o seu tipo de cabelo e evite o uso constante de secador, chapinha e babyliss. Quando a ação térmica for inevitável, use um protetor para manter seus fios sempre saudáveis e bonitos.

Consultoria: Carmen Marijuan, Diretora Education da Alta Moda É…;

Cristhofer Glöe, hairstylist do Homa Elite Salon, de São Paulo

 

 

Revista 200 cortes de cabelo

 

 

 

Para conferir mais dicas, adquira a revista 200 cortes de cabelo – já nas bancas!

 

 

 

 

 

Mais lidas