Coloque o intestino para funcionar

Sabe aquela sensação de inchaço e desconforto abdominal? Fique atenta, pois ela pode estar ligada à famosa constipação intestinal, que incomoda muitos homens e mulheres no dia a dia. A nutricionista Myrla Merlo esclarece que a prisão de ventre, geralmente, está associada “a uma alimentação inadequada, ao sedentarismo, ao uso de certos medicamentos, a transtornos psiquiátricos, endócrinos ou metabólicos”.

Para melhorar o mal-estar, especialistas recomendam ingerir alimentos que auxiliam no trabalho intestinal, estimulando os movimentos.  “Adequar a ingestão de fibras na dieta, tais como frutas, verduras, grãos integrais e tomar no mínimo dois litros de água”, sugere Myrla. Evite os alimentos industrializados ou refinados. Muito carboidrato também pode gerar constipação.

Coloque o intestino para funcionar

Foto: Thinkstock/Getty Images

 

Fora sedentarismo!

Além da nutrição, os exercícios físicos também auxiliam contra a prisão de ventre. Aulas aeróbicas são indicadas para acelerar o metabolismo do corpo, contribuindo para o trabalho intestinal.  Myrla recomenda a prática regular de uma atividade física, investindo nas que mais dão resultado, o que pode variar para cada pessoa. Faça um revezamento entre caminhada, pilates, step ou outra aula e descubra qual funciona melhor para o seu organismo.

Modifique o cardápio

Café da manhã: é a primeira refeição do dia! Hidrate o corpo com água e insira frutas e fibras no seu prato. Dê preferência aos cereais e alimentos integrais, acompanhados de iogurte.

Lanche: fruta! Destaque para mamão, laranja, ameixa, abacate e manga.

Almoço: lembre-se de colocar sempre uma verdura de cor escura no prato de salada. Prefira pepino e tomate, e evite batata. Troque o arroz branco por arroz integral.

Lanche: mais uma fruta! Evita goiaba, caju e maçã.

Jantar: adicione castanha em uma salada rica em folhas e passe longe de carnes vermelhas. Uma colher de azeite para temperar.

Com as alterações na alimentação, os sintomas vão diminuir aos poucos. A combinação de exercício e cardápio adequado pode transformar seu intestino em um reloginho!

 

Consultoria
Myrla Merlo, nutricionista da clínica Da Matta Fisio/Belo Horizonte – MG

Mais lidas