Cirurgias vaginais: elas prometem devolver a satisfação sexual que se perdeu por certas alterações na região íntima feminina

Muitas vezes, a mulher se preocupa com uma infinidade de atividades, como cuidar dos filhos e do marido e ser bem-sucedida no trabalho, e acaba deixando de lado a sua vida íntima. Você sabia que existem cirurgias vaginais que podem devolver o seu prazer sexual?

Recupere a auto-estima!

Não obter a satisfação sexual pode ser um grande motivo para não se sentir bem. “Na sociedade, praticamente nada é desenvolvido pensando no prazer feminino, várias técnicas surgem apenas para os homens. E esses novos procedimentos visam mudar os conceitos e fazer as mulheres entenderem que elas também precisam buscar a satisfação sexual”, explica o médico Luciano Sztulman, que trouxe dos Estados Unidos para o Brasil técnicas revolucionárias de correção vaginal. Conheça-as agora:

Rejuvenescimento vaginal

Quem precisa: mulheres que passaram por danos no parto, cirurgias, traumas e pelo processo natural de envelhecimento.
Duração: cerca de 1 hora.
Realizado em: hospital.
Resultados: fortificação e melhora do tônus vaginal, possibilitando maior satisfação sexual.

“A necessidade dessa cirurgia é mais comum em pacientes de 20 a 50 anos, ou mais. É importante destacar que, após o parto, mais de 50% das mulheres sentem alterações negativas na região sexual”, explica o médico.

Amplificação do ponto G

Quem precisa: ideal para mulheres que têm a vagina como principal zona de prazer.
Duração: 5 minutos.
Realizado em: consultório.
Resultados: o volume do ponto G (localizado dentro da vagina) é aumentado, o que facilita e melhora a sensação de prazer.
Pós-operatório: Sztulman esclarece que o efeito dessa cirurgia dura de 3 a 4 meses. Depois, o colágeno usado se dissolve, é absorvido pelo organismo e eliminado pelo corpo. “Esse procedimento pode ser realizado quantas vezes a mulher desejar”, diz.

“Se a área vaginal não é a que mais proporciona prazer à mulher, então o aumento do ponto G não vai beneficiá-la. Mas, embora essa região não seja, a princípio, significativa para essa mulher, depois desse procedimento, poderá descobrir uma nova fonte de prazer”, afirma o especialista.

Labioplastia

Quem precisa: mulheres que tiveram um crescimento anormal dos lábios vaginais.
Duração: cerca de 1 hora.
Realizado em: hospital.
Resultados: termina com as irritações crônicas e corrige os problemas estéticos.
 
“É comum a necessidade das mulheres em se submeter a essa técnica. Muitas vezes, os lábios vaginais crescem e raspam nas roupas justas, causando uma irritação crônica. Essa cirurgia também está ligada à gratificação sexual porque algumas delas, por exemplo, sentem constrangimento e acabam não querendo que o parceiro olhe para a área”, finaliza Sztulman.

Luciano Sztulman é ginecologista, reside há 21 anos nos Estados Unidos, onde atende em sua clínica, e chefia o Departamento de Ginecologia do Hospital Universitário Roger Willians. No Brasil, possui consultório em São Paulo.

Foto Jupiterunlimited/Other Images
Texto de Gabrielle Nascimento/Colaboradora

Mais lidas