Adorável canalha

Entrevista com Alexandre Nero

Foto: João Miguel Junior / Rede Globo

 

Ele bate na mulher, já tentou tirar vantagem em cima da própria filha e odeia os homossexuais. Mesmo assim, Baltazar, personagem de Alexandre Nero em Fina Estampa, é um dos mais queridos da trama de Aguinaldo Silva. Para o ator, isso é motivo de orgulho e reconhecimento de seu trabalho. Na entrevista a seguir, ele fala como tem sido encarar o desafio de dar vida a esse canalha na novela global das nove. Acompanhe!

 

 

Guia da TV: Recentemente, algumas pesquisas apontaram o Baltazar como o terceiro personagem masculino mais querido de Fina Estampa, perdendo apenas para o Renê (Dalton Vigh) e para o Crô (Marcelo Serrado). Como recebeu esse resultado?
Alexandre: “Recebi com surpresa. Mas nunca enxerguei o Baltazar como um cara mau ou coisa assim. Acho que ele tem problemas, precisa de tratamento. Até porque ele ama a mulher. De uma maneira errada, mas ama. Acho que o público tem percebido isso. E acho que a relação do Crô com ele deixa o personagem mais leve também. É cômico ver os dois juntos, nessa briga do homofóbico com o gay.”

 

Guia da TV: O que você acha que mais favorece o Baltazar nessa aceitação do público?
Alexandre: “Acho que muita gente é capaz de odiar o Baltazar em uma cena e se emocionar com ele depois. Esse personagem vem mostrando uma fragilidade que talvez tenha, sim, surpreendido o público. Ele pode ter sofrido violência quando criança, aprendeu que é assim que se trata uma mulher, que é assim que um homem de família deve se comportar. Mas acho que ele não quer ser assim, o problema é que ele perde a cabeça. Ele não fica planejando as coisas, ele é burro, ignorante, não trama nada.”

 

Guia da TV: Na rua, você ouve muitos desabafos do público?
Alexandre: “Acho que essas coisas devem acontecer mais com a Dira Paes (que interpreta Celeste, esposa do Baltazar). Afinal, na novela, é ela quem apanha. As pessoas olham um pouco torto pra mim. Não é aquela coisa de confundir personagem, mas acho que ficam com um pé atrás, pensam se sou bravo, não sei… Mas já aconteceu de uma mulher conversar comigo e contar do marido. Ele perdia a cabeça de vez em quando, assim como o Baltazar.

 

Guia da TV: O Baltazar é bem largadão. Você aparece no ar sem maquiagem e com um visual até descuidado. Isso incomoda?
Alexandre: “Eu gosto, faço questão de não fazer maquiagem e cabelo. Não quero ficar bonito. Quero que o personagem fique de verdade. Mas você sabe que isso não tem afastado a mulherada, não. Há muitas amarradonas no Baltazar. Talvez por conta dessa coisa máscula. O homem não é mais o mesmo, se tornou mais gentil, delicado, capaz até de chorar e se emocionar. Acho que algumas mulheres sentem falta do homem de antigamente, acho que rola esse fetiche do cara mais grosseirão, sei lá.”

 

Guia da TV: E os gays, reclamam muito das cenas do Baltazar com o Crô?
Alexandre: “Não. Eles percebem que é só pra fazer graça. Até porque o Crô sempre se sai melhor. A gente brinca que ele tem tesão no Baltazar, fica divertido.”

Mais lidas