Vantagens e desvantagens de morar em um espaço integrado

Vantagens e desvantagens de morar em um espaço integrado
Avaliação 3 - Votos 3

Muitas vezes morar em um espaço integrado pode ser a solução para quem tem pouco espaço. No entanto, será que é tão benéfico assim? Conversamos com a professora do curso de Design de Interiores da Universidade Anhembi Morumbi Rechilene Maia Braga para responder a essa e outras perguntas sobre o assunto. Confira!

Cozinhas integradas com a sala

A cozinha americana (ou cozinha com balcão) hoje é muito utilizada, praticamente em todos os novos apartamentos.”A cozinha americana é uma ótima solução para quem tem pouco espaço ou para quem gosta de espaços múltiplos, onde dois ambientes podem fazer parte de um mesmo evento. Esse espaço proporciona uma reunião de amigos enquanto o jantar está sendo feito, fugindo do tradicional isolamento da pessoa responsável pela cozinha. Isso faz com que as pessoas fiquem mais integradas e não separadas pelas divisões dos compartimentos de uma residência mais formal”, explica Rechilene.

sala e cozinha integrados

Thinkstock/Getty Images

Porém, a especialista não recomenda esse tipo de cozinha para todas as pessoas. “A cozinha americana, por ser integrada com outros espaços, necessita ser pensada como um espaço de estar e deve ter um projeto e materiais diferenciados e bem projetados, evidentemente tendo um maior custo de obra”, aponta.

Outra questão é com relação à sua função no dia a dia: se você utiliza a cozinha todos os dias para fazer almoço e jantar ela não é o ideal, pois o odor dos alimentos se espalhará por toda a casa, engordurando móveis, tecidos e lustres. “É importante salientar que a cozinha americana exige que a cozinha esteja sempre limpa e organizada, pois ela faz parte de um espaço social da casa”, completa a especialista.

sala e cozinha integrados

Foto: Dave Delnea

“Para promover a separação do uso funcional da cozinha sem que tenha uma barreira visual a melhor opção é a instalação de uma bancada de alvenaria fixa com um tampo de madeira, mármore ou outro material, utilizando banquetas. Outra opção é utilizar móveis soltos e multifuncionais, como uma mesa que pode servir tanto como um apoio para a cozinha como um espaço para as refeições”, exemplifica a designer de interiores.

Ambiente familiar

Para quem tem família grande, é importante alientar que no projeto de interiores de um espaço integrado se deve primeiramente entender o perfil, gostos, desejos e necessidades dos moradores.

“Por exemplo, o quarto é um espaço íntimo e a sala um espaço social. Se você é uma pessoa mais caseira e não recebe muitos amigos, a integração visual do espaço pode ocorrer sem nenhum problema, podendo utilizar estantes, painéis, biombos vazados ou cortinas de tecido que podem trazer charme ao ambiente e manter certo controle da luminosidade”, indica Rechilene.

Entretanto, se você gosta de receber muitos convidados e pessoas para dormir em casa, o ideal é utilizar estantes, painéis de correr, biombos não vazados, permitindo total controle visual e luminoso. E se os membros da sua família são mais reservados, ainda é uma boa opção optar pelo método tradicional: separação por meio de paredes.

Separando os ambientes em um espaço integrado

“Os móveis mais indicados para espaços integrados são os soltos e multifuncionais“, indica a profissional.

sala e cozinha integrados

Thinkstock/Getty Images

“Nesse tipo de espaço não devemos utilizar móveis fixos e planejados, a não ser em espaços definidos como cozinha e closets. Nas salas a utilização de móveis soltos, como mesas, bancadas, pufes, sofás e poltronas permitem que o espaço seja reorganizado de acordo com a necessidade e desejo do morador. Para isso, prefira móveis menores e modulares mesmo que tenha um espaço amplo. Mesas modulares também podem ajudar muito nesta flexibilidade”, completa.

Harmonia em ambientes integrados

É sempre bom tomar cuidado com a organização do ambiente: se você tem espaços integrados, é bom que eles fiquem sempre em ordem para evitar problemas.

“Utilize estantes, painéis, biombos vazados ou cortinas de tecido que podem trazer charme ao ambiente e manter certo controle da luminosidade. Outra boa opção é utilizar telas transformando em artes flutuantes dentro da sua casa, tirando proveito inclusive como uma proposta de decoração“, afirma Rechilene.

Espaços integrados são tendência

Segundo a professora da Anhembi Morumbi, a integração de ambientes é uma tendência principalmente entre solteiros e casais jovens. “Inclusive a integração também pode ser apenas visual, com parede de vidro ou um móvel vazado. Mas é preciso ser uma pessoa organizada e estar preparada para investir um pouco mais em detalhes, pois estará tudo mais aparente”, finaliza.

Consultoria

Professora Rechilene Maia Braga, do curso de Design de Interiores da Universidade Anhembi Morumbi.

Mais lidas