Reforme o banheiro sem gastar muito

Avalie

Chega um momento em que a reforma é estritamente necessária, seja por motivos estéticos ou de funcionalidade. Se você está pensando em modificar seu banheiro ou lavabo, existem diversos artifícios para deixar esses ambientes mais interessantes e charmosos. Veja as dicas que preparamos para você e saiba como reformar o banheiro sem gastar muito!

Como saber a hora certa de reformar?

A diretora do curso de arquitetura e urbanismo da UNIC Paula Libos aponta que são vários fatores que sinalizam a hora da reforma: desejo pessoal de mudança, problemas com infiltração e banheiro com design incompatível com a época. “O verdadeiro momento da mudança é quando chega-se à conclusão de que se deseja um aspecto diferente. Isto é, a estética passa a ser mais importante e a reforma se torna um desejo que vem traduzir uma alegria e satisfação pessoal”, diz.

Thinkstock/Getty Images

Thinkstock/Getty Images

Primeiros passos para iniciar a reforma

De acordo com a professora de arquitetura Anna Clara Campestrini, o primeiro passo para iniciar a reforma é escolher os revestimentos a serem aplicados no piso e nas paredes. “Hoje, o mercado oferece uma gama variada de opções de revestimentos impermeáveis sob forma de cerâmica ou porcelanatos. Entretanto, os lavabos, mesmo sendo ambientes com pontos hidráulicos, permitem o uso de revestimentos de pedras naturais, mosaicos, lâminas, amadeirados, papéis de parede ou pintura epóxi”, conta a especialista.

Todas são escolhas possíveis, que devem ser feitas em relação ao efeito que se deseja alcançar. “É importante observar que alguns papéis de parede, pastilhas de vidro e pinturas com cores mais fortes podem empregar um estilo mais despojado. Já cores mais neutras podem ser compostas com mosaicos de pedras naturais em diferentes espessuras, criando efeitos de luz e sombra na superfície”, ensina a arquiteta.

Paula também afirma que quando se inicia uma reforma, o ideal é não deixar nada para depois, para que não se torne um provisório definitivo. Se o planejamento for reformar em 1 ano por exemplo, o que deve estar bem claro é que a estrutura básica principal como revisão das instalações elétrica e hidráulica, troca de registros e ralos são fundamentais para um bom funcionamento e não podem ser deixadas para depois. “A decoração ‘rotativa’, como flores, toalhas, decoração em geral, esses sim não vão influenciar tanto na reforma e podem ser adquiridos mais tarde”, conta.

Reforma mais barata

O professor de arquitetura da UNOPAR Thiago Zani explica que, para fazer uma reforma econômica, é necessário fazer uma pesquisa para escolher materiais com qualidade e bom preço. “No teto, podemos utilizar forro de gesso. No piso e paredes da área molhada (box), o porcelanato pode ser utilizado e na área seca, pintura acrílica é uma boa indicação”.

No entanto, Paula Libos afirma que toda reforma causa um certo receio, já que muitas pessoas iniciam o projeto sem planejamento e acabam com uma transformação fora do orçamento. “O primeiro passo é contratar um profissional habilitado, que possa instruir em todos os aspectos na escolha ideal que vem caber no bolso e no gosto do usuário. Hoje não se aplica mais imposição de materiais, tudo depende muito se atende ou não a necessidade, se aquela escolha irá materializar a identidade dos moradores e o principal, se irá caber no orçamento familiar”, completa.

Banheiro prático, bonito e funcional

Se você quer reformar o banheiro para deixá-lo mais espaçoso, funcional e, claro, mais bonito, as arquitetas dão dicas essenciais:

– Muitas vezes o que é lindo aos olhos não é prático para o dia a dia da família. A melhor alternativa é “namorar” muito o projeto, analisando cada elemento junto com todos os usuários do banheiro, desde distribuição de móveis, número de gavetas, tamanho de cuba, tipo de assento. Só assim é possível chegar a um banheiro prático, funcional e acolhedor, conforme planejado.

– A novidade nas tendências é a volta dos ladrilhos hidráulicos e formatos de peças dos antigos azulejos 20 X 20cm com “print’s” retrôs. Esse acabamento está sendo utilizado até como painéis em áreas sociais.

– No quesito cores, os aspectos metálicos são os mais procurados no momento, vindo de forma intensa dourados e acobreados. Pesquise as novas coleções e se surpreenda com os efeitos que essas peças podem promover no ambiente.

– Quanto aos modelos das bancadas com lavatórios, há a opção de bases de vidros que dão leveza, ou a de madeira de demolição, que demonstram robustez. Em ambos os casos, é aconselhável utilizar cubas de apoio ou de semi-encaixe.

– Invista no seu banheiro e proporcione para seus visitantes um ambiente funcional, harmônico e agradável. Lembre-se também de usar a sua personalidade e identidade como bom gosto.

– Na iluminação, a dica é utilizar as do tipo direcionadas e indiretas, vinculando sempre aos pontos de destaque, evitando uma iluminação muito homogênea e sem nuances.

– O grau de iluminação pode ser menor para estes ambientes, assim como as temperaturas de cor que podem ser mais quentes, ou seja, mais amareladas. Um detalhe diferenciado é a utilização de um pendente lateral da bancada do lavatório, enfatizando ainda mais a área.

– Por se tratar de espaços pequenos, na maioria dos casos, o uso de espelhos em toda uma superfície de parede favorece o feito de ampliação, além de proporcionar maior sofisticação.

– O toque final pode vir com uso de essências aromáticas, na escolha do aroma de sua preferência.

Consultoria
Anna Clara Campestrini, professora dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil e Engenharia de Produção da Uniasselvi
Paula Libos , diretora do curso de Arquitetura e Urbanismo da UNIC
Thiago Zani, professor de arquitetura da UNOPAR

Mais lidas