Quarto de irmãos compartilhado

Avalie

Decorar o ambiente que vai acomodar o menino e a menina para dormir não é um bicho de sete cabeças, como parece. O principal é fazer uma decoração alegre, bem-humorada e criativa. Dessa forma, acreditem, eles vão adorar!

Projeto 1: A3 Interiores, Casa Cor Rio 2011, Rio de Janeiro – RJ

Quarto de irmãos compartilhado

As cores e os formatos trouxeram identidade à decoração, o que faz com que o ambiente fique visualmente organizado. Cada coisa tem o seu lugar planejado, facilitando a organização das brincadeiras e o dia a dia das crianças. Como os brinquedos predominam e ajudam a colorir o espaço, a opção do papel de parede foi por cores alegres, mas, ao mesmo tempo, neutras para não sobrecarregar.

+Leia também: quarto de criança colorido e multifuncional

Para dormir e brincar

Quarto de irmãos compartilhado

O quarto foi pensado para dois irmãos, uma menina e um menino de seis e quatro anos de idade, sem a preocupação em rotular o espaço feminino ou masculino. “Quando possível, sempre deixamos um espaço central no quarto, para que as crianças possam se movimentar e brincar”.

Quarto de irmãos compartilhado

Deixe a cama de lado

A opção por decks para o apoio dos colchões deixou o quarto mais charmoso, lúdico e elaborado. Além da praticidade, dependendo do tamanho do deck, é possível, no futuro, comportar um colchão maior.

+Leia também: quartos de crianças e adolescentes para se inspirar

Quarto de irmãos compartilhado

Projeto 2: Adriana Fontana, São Paulo – SP

Os donos desse apartamento, em Barueri, decidiram abrir o terceiro quarto do imóvel para ampliar a sala. Assim, os filhos tiveram que dividir o mesmo cantinho para dormir e a opção da designer de interiores, Adriana Fontana, foi criar um quarto lúdico, alegre e que reunisse características mais infantis para a menina, de 9 anos, sem deixar de atender ao irmão já pré-adolescente, com 11 anos.

Quarto de irmãos compartilhado

Os adesivos na parede deram um tom lúdico e a escada removível é feita em aço inox.

Para driblar a falta de espaço

Com apenas 3 x 2,70m, a opção da beliche feita em MDF ajudou a economizar espaço e a disposição das camas deixou o ambiente mais clean. Para dar a sensação de amplitude, foi usado um espelho entre as camas. Como os irmãos estudam em horários diferentes, dividem a bancada com tranquilidade.

A escolha das cores

Para conseguir um ambiente neutro, a designer de interiores abriu mão de uma cor marcante, como o rosa ou azul, deixando paredes e beliches com tons brancos e pastel. Reservou, então, o colorido para os adereços e detalhes. O amarelo, além de ser uma cor unissex, ajudou a deixar o quarto mais vivo e alegre.

Quarto de irmãos compartilhado

Projeto 3: Séfora Wanderley, São Paulo – SP

Estava tudo organizado, mas de repente chega a grande notícia: a casa terá mais um morador. Como organizar um quarto para duas crianças com idades e até sexos diferentes? A decoradora Séfora Wanderley projetou o espaço de 8m com sobra para as brincadeiras.

Quarto de irmãos compartilhado

Mais um integrante

A cama colocada na parte de cima deu espaço para um divertido esconderijo. Dinânico, o papel de parede de bolinhas coloridas indica movimento e energia. Foi usado branco no mobiliário para deixar o ambiente mais leve.

+Leia também: decoração criativa e charmosa para o quarto das crianças

Quarto de irmãos compartilhado

Reutilize!

Para baratear o projeto, o berço que foi usado pelo irmão mais velho foi restaurado, assim como a poltrona de amamentação, que teve apenas seu revestimento trocado.

Texto Thaís Luquesi/Colaboradora
Fotos Adriana Barbosa/Denilson Machado, MCA Estúdio

Mais lidas