Quarto de bebê prático e bonito

Avalie

A chegada de um bebê é sempre uma etapa marcante na vida da família que o espera. Depois de passada a supresa com a descoberta da gravidez, é inevitável começar a fazer planos para o enxoval, comprar acessórios e pensar na disposição da casa para receber o mais novo morador. Pensar na decoração do quarto do bebê é uma forma intimista e emocionante de preparar seu lar e sua mente para o nascimento. Inspire-se com esses projetos!

PROJETO 1

Daniela Buli/Lio Simas/Divulgação

Daniela Buli/Lio Simas/Divulgação

Este projeto foi desenvolvido pelos arquitetos Luiz Fernando Motta Zanoni e Thaís Zimmermann Zanoni, pensando em atender bebês de ambos os sexos. Os tons neutros dão aos pais a possibilidade de escolherem objetos decorativos das cores que mais lhe agradarem, dependendo do sexo da criança, e ainda deixa aberto o uso desse mesmo ambiente no caso de um próximo filho, apenas modificando os objetos.

“O quarto tem bastante espaço para as mães realizarem as trocas de fraldas, o banho e outras atividades com tranquilidade”, dizem os arquitetos.

PROJETO 2

Daniela Buli/Lio Simas/Divulgação

Daniela Buli/Lio Simas/Divulgação

Neste quarto, foram escolhidas cores mais ousadas, combinando tons de cinza, azul e bege. “Aliado a isso, há móveis versáteis, que prolongam a validade da decoração do quarto, possibilitando que ela seja desfrutada até o início da adolescência”, ressalta Renata Basques, arquiteta responsável por este projeto.

A gaveta superior do trocador pode ser removida, o que permite transformá-lo em uma bancada no futuro. Já o berço possui uma capa protetora que, além de dar mais aconchego ao bebê, esconde os vãos do móvel.

PROJETO 3

Daniela Buli/Lio Simas/Divulgação

Daniela Buli/Lio Simas/Divulgação

O quarto projetado pela arquiteta Renata Almeida e a designer Karla Martinelli, da Decor Express, em Curitiba, priorizou tons neutros e foi disposto pensando em deixar tudo ao alcance da mãe.

O berço foi pintado de bege para variar dos modelos brancos. Já a palha na porta dos armários dá textura ao ambiente, bem como os apliques nos móveis. Os quadros atrás do berço dão o toque final à decoração, deixando espaço para fotos.

A iluminação é controlada por reguladores de luz, favorecendo momentos de aconchego e quietude do bebê.

Depois de ele crescer, basta substituir o berço por uma cama e aproveitar os móveis. “O armário tem prateleiras e cabideiros reguláveis, que acompanham esse crescimento”, revelam as projetistas.

Os quadros e fotos colocados na parede, em cima da cabeceira do berço, quebram a monotonia da parede branca e dão personalidade ao quarto.

Texto Bianca Camargo/Colaboradora

Mais lidas