Jardins inspiradores

Avalie

Os jardins são uma ótima forma para deixar o ambiente mais bonito e agradável. Porém, trazer a natureza para casa pode não ser uma tarefa fácil, principalmente devido à falta de espaço da maioria das construções de hoje. Para solucionar este problema, consultamos dois especialistas no assunto que dão dicas de como montar um jardim perfeito para qualquer ambiente.

Cuidados prévios

Além do espaço, outros fatores são determinantes na elaboração e manutenção de seu jardim. A arquiteta e urbanista Luiza Lutti Pinheiro Machado explica que os cuidados devem ser tomados na fase inicial de seu jardim.

Foto: Thinkstock/Getty Images

Foto: Thinkstock/Getty Images

1º passo
Antes de tudo é preciso ter consciência de que as plantas precisam de cuidados particulares e que cada espécie tem a sua especificidade.

2º passo
Observe o clima do ambiente em que se pretende inserir o jardim ou a planta, verificando a quantidade de sol e a ventilação que o cômodo possui.

3º passo
Em seguida, procure informações sobre as plantas que se pretende implantar no projeto para verificar se elas se dão bem em sol ou sombra, se suportam poda ou não, se podem ser plantadas em vasos ou jardineiras. “Um ótimo livro para consultar essas especificações é o Plantas Ornamentais do Brasil, de Harri Lorenzi”, indica Luiza.

4º passo
A arquiteta também ressalta que é preciso se preocupar com o sistema de drenagem, pensando na forma que a água, utilizada na irrigação das plantas, vai escoar ou ser captada, para não ter problema com infiltrações e umidade, principalmente em apartamentos.

Vasos e floreiras

Foto: Thinkstock/Getty Images

Foto: Thinkstock/Getty Images

Os diversos modelos de vasos e floreiras são a solução para espaços onde não é possível utilizar o solo natural. O arquiteto Carlos Eduardo Vieira ensina como podemos empregar esses objetos em cada ambiente do apartamento:

1. Suporte certeiro
Utilizando um móvel aparador é possível criar pequenos ambientes com flores coloridas em vasos com seixos brancos ou amarelados em cantos mal aproveitados dos ambientes;

2. Escolha a planta
Vasos maiores, com palmeiras ou bambu mirim, dão um ar mais agradável aos halls de entrada dos apartamentos;

Foto: Thinkstock/Getty Images

Foto: Thinkstock/Getty Images

3. Mobilidade
Quando os vasos forem maiores, a dica é optar por bandejas com rodízios para facilitar a movimentação e limpeza do local;

Jardins verticais

Foto: Thinkstock/Getty Images

Foto: Thinkstock/Getty Images

Economizam espaço e são ótimas alternativas para ambientes compactos. Luiza explica que eles podem ser feitos tanto com paredes verdes inteiras ou na forma de quadros vivos, que são basicamente “molduras” feitas para se plantar mudas pequenas, como ervas e temperos, nesse caso, criando hortinhas verticais. “Ambas as opções normalmente são equipadas com um sistema de irrigação por gotejamento que reaproveita a água drenada pra uma rega constante e evita que a umidade atinja os materiais que entram em contato com o sistema”, ressalta.

Plantas indicadas para jardins verticais:

• Alpinia
• Orquídea
• Chifre-de-veado
• Peixinho
• Samambaias
Jardins suspensos

A arquiteta afirma que os jardins suspensos podem, também, ser uma alternativa diferente quando o problema é espaço. Os mais comuns são feitos com samambaias em pratos presos ao teto. “Mas usando a criatividade eles podem ser inovados de diversas maneiras variando os tipos de suportes que serão suspensos, podem até ser latas metálicas ou garrafas pet, por exemplo; e também as espécies de plantas que serão utilizadas”, explica.

Plantas para em ambientes internos:

• Samambaia
• Lírio
• Árvore da Felicidade

Texto Beatriz Albuquerque 

Tags:

Mais lidas