Espaço dos jogos – como montar um local para a diversão

Avalie

Se você tem um local sobrando em casa e adora jogos – que tal montar um espaço destinado à diversão? Pode ser na varanda, em um canto da sala ou até um quarto extra: o importante é receber os amigos, a família e se entreter bastante! Veja dicas da designer de interiores Laura Santos e comece a preparar o seu canto dos games.

Flickr/Gramophone Maryland

Flickr/Gramophone Maryland

Escolhendo o local mais adequado

Segundo a designer, o espaço dos jogos pode ser projetado em uma varanda ou um espaço reservado na sala. Isso é muito comum quando se mora em um apartamento. “Quando se mora em uma casa, o espaço da área externa é muito amplo e prático para se receber o cantinho de jogos. O ideal é que se localize estes espaços em áreas sociais, ou seja, em espaços destinados a receber convidados”, aponta. Porém, nada impede que você reserve um quarto ou até mesmo a sala para fazer esse local. Use a criatividade!

O que não pode faltar

Alguns elementos são essenciais para compor um espaço de jogos bem completo. “Uma boa mesa redonda é importante, cadeiras estilosas e confortáveis e um bom quadro negro. Ótimo para brincadeiras e para marcar os pontos”, diz Laura. Ela ainda completa que uma boa iluminação, aparelhagem de áudio e um telão retrátil podem alegrar o ambiente. “Videogames e DVDs musicais também são ótimas opções”, conta.

Em pequenos espaços, o ideal é adquirir um mobiliário desmontável. “Existem mesas de baralho, de pingue-pongue e até mesmo de sinuca que podem dobrar e diminuir de tamanho, ou que podem também serem aproveitadas como mesas comum para o dia a dia”, aconselha a designer.

Cuidados com o cantinho dos jogos

De acordo com a especialista, existem projetos apropriados que envolvem isolamento acústico e materiais específicos para este tipo de espaço. “A escolha de um bom profissional para o acompanhamento é muito importante. Mas quando se tem um espaço reduzido, o ideal é escolher cantos isolados ou distantes da área íntima da casa. Um bom local em apartamentos é a varanda. Neste local, o barulho se dissipa melhor sem ecoar e incomodar tanto os moradores”, aponta.

Inspiração

>Sala de games

Divulgação

Divulgação

O ambiente foi criado para uma mostra de decoração em Minas Gerais (Casa Cor Minas Gerais 2009) e pode ser adaptado até em casas menores. As arquitetas Adriana Morávia e Nívia Duarte projetaram num espaço de 9 m2 uma sala de jogos eletrônicos que reúne tecnologia, aparelhos retrô e materiais reutilizados. O projeto foi inspirado em linhas retas e definidas, com traços personalizados, para criar um ambiente fascinante tanto para adultos, quanto para crianças. Para as realizadoras, houve “a preocupação de ser um espaço ‘real’, funcional e acima de tudo, alegre”.

Enquanto o nicho de acrílico laranja instalado no painel dá um toque despojado ao espaço, os videogames antigos garantem um ar retrô ao ambiente, aguçando a memória dos mais velhos e a curiosidade dos mais novos.

>Sala de Boliche

Divulgação

Divulgação

Localizado no Guarujá, litoral de São Paulo, o ambiente foi projetado pelo arquiteto Rogério Perez numa sala de 850 m2. O projeto é ousado e tem um investimento estimado em 25 mil reais. Para o arquiteto, a ideia foi “criar um espaço acolhedor, tanto para torcida quanto para os praticantes. Pode-se investir também na construção de um bar ou living de estar para assistir a uma partida com mais conforto.” Ideal para quem quer se divertir com os amigos em casa.

A iluminação é periférica e fria em detalhes de gesso para não ofuscar os jogadores: foi pensada para se adequar ao estilo de jogo. Além disso, houve a preocupação em manter a ventilação e a iluminação naturais com as aberturas externas, janelas e portas de correr de vidro.

Consultoria
Laura Santos – designer de interiores

Mais lidas