Dicas para usar torres de eletrodomésticos na cozinha

Avalie

Que a cozinha costuma ser o lugar mais gostoso e agregador da casa, todo mundo sabe. Mas o que a maioria não percebe é que, justamente por isso, ela precisa funcionar muito bem e facilitar o trabalho de quem cozinha. Por esse motivo as torres de eletrodomésticos estão se popularizando. Aprenda com especialistas como levar a novidade para o seu lar.

Inspire-se

De alvenaria ou madeira, não é difícil ter a sua própria torre. O segredo é que ela se encaixe bem no espaço que você tem e facilite seu trabalho no dia a dia. “Criei uma torre com forno, que é especial de embutir e, abaixo, idealizei nichos que se adequassem ao microondas e à máquina de lavar louça”, conta a designer de interiores Laura Santos.

Shutterstock Images

Shutterstock Images

“Uma torre recebe os eletrodomésticos e setoriza as funções de acordo com seu uso. Assim a atividade de cozinhar se torna mais funcional e agradável”, explica Laura.

O arquiteto Luís Fábio Rezende de Araújo também é adepto das torres de cozinha e aponta a possibilidade de fazer algumas variações nessa estrutura. “Geralmente, coloco forno elétrico, forno de microondas e outro nicho para guardar outros eletrodomésticos, como torradeira, misteira, liquidificador ou até mesmo adegas”.

O importante é estar atenta a altura do forno, já que a grande sacada deste tipo de estrutura é justamente tirá-lo de debaixo do fogão. “A ideia é que o forno esteja na altura do olhar, assim não é necessário se abaixar para ver se o alimento já está pronto ou não. Outro facilitador está no momento de retirar o alimento. Quando o forno está na torre, fica muito mais simples e menos arriscado retirá-lo”, avalia Laura.

Vantagens

Araújo ainda aponta outras vantagens da torre. “O módulo vertical ajuda na organização do espaço, na disposição elétrica e na funcionalidade do trabalho gourmet”, diz o arquiteto, que acredita que a opção é viável para qualquer tipo de cozinha.

“Qualquer cozinha pode ter este tipo de torre. Para as cozinhas mais espaçosas ou gourmet, integradas ou não ao living ou jantar, as torres podem, inclusive, serem trabalhadas em formas de estantes, dando continuidade à decoração do ambiente”, encerra o profissional.

Divulgação/Villa Maria

Divulgação/Villa Maria

Nesta cozinha, foi criado um nicho para forno de microondas, forno elétrico e outros eletros utilizados com frequência.

Texto: Marcella Moreira

Tags:

Mais lidas