Como usar móveis multifuncionais na sua casa

Como usar móveis multifuncionais na sua casa
Avaliação 4 - Votos 1
pufes e nichos

Flickr/Benita

Os móveis multifuncionais são excelentes aliados em pequenos espaços. Um pufe pode virar banquinho, um nicho pode virar armário… tudo de maneira bem prática. Para te ajudar a usar móveis multifuncionais com criatividade, conversamos com a arquiteta Natália Shinagawa. Confira!

Tipos de móveis multifuncionais

Não sabe quais são os melhores móveis de dupla funcionalidade? Segundo a arquiteta, módulos tipo nicho, banquetas e pufes são os móveis multifuncionais mais comuns. “Banquetas e pufes podem ser usados como apoio (mesinha) ou para sentar, já os módulos têm muitas funcionalidades. Podem ser utilizados no piso com rodízio servindo como mesa de apoio ou fixados na parede com a função de rack, bancada, nicho decorativo, barzinho, etc.”, aconselha a especialista.

Como utilizar os móveis multifuncionais

Os móveis já mencionados – banquetas, pufes e módulos tipo nicho – podem ser utilizados nos três ambientes principais da casa, isto é, cozinha, sala e quarto. “Na cozinha, por exemplo, os módulos tipo nicho podem servir de armários, empilhados como carrinho de apoio. Na sala, os pufes podem ser utilizados como mesa de centro e assento extra na sala de jantar. Já no dormitório as banquetas e os nichos são ótimas opções para criado-mudos pequenos”, indica a especialista.

Móveis multifuncionais valem o custo?

“Os móveis multifuncionais não são mais caros do que os móveis comuns, pois são móveis comuns que podem ser utilizados com funções diferentes”, explica a arquiteta. Ela ainda afirma que os móveis reversíveis, por outro lado, são mais caros, como o sofá que vira cama, cama que vira escrivaninha, entre outros. “Como estes móveis exigem mecanismos complicados, geralmente costumam ser mais caros do que os convencionais. Não acho que os reversíveis sejam uma opção prática para o dia a dia”, completa.

pufe

Divulgação

Dicas para pequenos espaços

Apartamentos ou casas pequenas podem ser “ampliadas” com alguns truques. “Além de móveis multifuncionais, vale a pena investir em um bom projeto de interiores para que cada cantinho seja planejado e  bem aproveitado. Dessa forma, os móveis são dimensionados de maneira correta de acordo com o tamanho do ambiente”, afirma a arquiteta.

A utilização de espelhos nas paredes, prateleiras, paineis de televisão e cores claras nos ambientes, por exemplo, são boas ideias para que seu espacinho fique mais confortável e visualmente maior.

Consultoria

Natália Shinagawa – Arquiteta
www.arquiteturainteriores.com

Mais lidas