Como organizar o guarda-roupa

Avalie
Thinkstock/Getty Images

Thinkstock/Getty Images

Armário de mulher, em geral, beira o caos. Roupas amontoadas, sapatos jogados e bolsas empilhadas brigam por espaço em gavetas e prateleiras sem qualquer critério de organização.

Mas, além de fazer você perder um bom tempo na hora de achar cada coisa, essa bagunça ainda pode danificar as peças que tem no guarda-roupa. Isso porque cada tipo de tecido tem uma maneira adequada de ser armazenado para que não fique deformado com o tempo. Confira as nossas dicas e coloque um fim nessa desordem.

Passo 1: separação

– O ideal é tirar todas as peças do guarda-roupa antes de começar a organização. Mas, para não desanimar, você pode dividir o armário em partes, começando pelas gavetas e prateleiras para então chegar aos cabideiros e maleiros.

– Com as roupas sobre a cama, é hora de exercitar o desapego. “Providencie três caixas grandes e identifique-as como doação ou vendas (que são aquelas peças que você não usa há mais de 1 ano), lixo (roupas e objetos que não servem para doação) e conserto (aquelas que merecem ser reparadas)”, ensina Vera Andrade, personal organizer formada pela Oz! Organize sua Vida.

– Com as peças já selecionadas, divida aquelas que você realmente usa em estações do ano, inverno e verão. As roupas de frio devem ser dobradas e guardadas em caixas ventiladas ou mantidas em embalagens a vácuo nos maleiros. Assim, sobra mais espaço para aquilo que você vai mais usar nos próximos meses.

Dica: Não pendure mais do que uma peça no mesmo cabide. Além de fazer volume, você ainda corre o risco de “esquecer” da existência daquelas roupas.

Passo 2: olhe os tecidos

– “Manter as roupas em cabides é muito prático: não amassam e ficam visíveis. Mas isso não é o ideal para todas as roupas”, afirma a especialista. Peças feitas de malha, que é o caso de boa parte das blusinhas femininas, acabam deformadas se forem penduradas. O mesmo vale para os tricôs e tecidos que esticam.

– Deixe penduradas apenas camisas, blusas de algodão, seda e linho, calças e saias. Vale a pena investir em cabides especiais para cada tipo de peça, como os modelos com presilhas ou almofadinhas para roupas delicadas. “E não aproveite o cabide que vem de brinde da lavanderia, pois ele deforma com o tempo e pode estragar as roupas”, alerta Vera.

– No cabideiro, separe as roupas por tipos — camisas, calças, saias, etc — e por cores, começando das claras às mais escuras. E evite deixar o armário cheio demais para que as peças não amassem.

Dica: Não faça rolinhos com as roupas guardadas nas gavetas e prateleiras, pois elas tendem a amassar mais. É melhor dobrá-las e empilhá-las.

Como guardar

Saias: penduradas em cabides próprios (aqueles com presilhas);
Blusinhas de malha: devem ser dobradas e guardadas em gavetas ou prateleiras.
Peças de tricô: dobre e coloque em prateleiras. Outra opção é fechá-las a vácuo em sacos e guardá-las no maleiro nos períodos de calor.
Calças jeans: pendure-as dobradas em cabides.
Lingerie: enrole as peças e mantenha-as em gavetas, separadas por cor. Sutiãs com bojo devem ficar abertos para não marcar.
Camisas: penduradas no cabideiro. Atenção aos botões, que devem estar todos fechados, inclusive o do colarinho.
Vestidos: depende do tipo de tecido, mas em geral devem ser guardados em cabides.
Bolsas: armazene-as em prateleiras. As pequenas e delicadas podem ficar dentro de gavetas para ficarem mais protegidas.
Sapatos: coloque-os nas prateleiras inferiores do guarda-roupa e separe-os por cor e tipo.

Consultoria
Vera Andrade, personal organizer formada pela Oz! Organize sua Vida. Site www.organizesuavida.com.br

Texto:  Natália Ortega

Mais lidas