Como estimular a criatividade usando a decoração

Avalie

Qualquer ambiente fica mais bonito com a decoração de interiores: pequenas mudanças podem transformar sua casa e ainda estimular a criatividade dos filhos. As profissionais da VS Design Fabiana Visacro e Laura Santos, montaram um quarto infantil e contaram como a organização pode ajudar no desenvolvimento de crianças e adolescentes. Confira:

Quarto lúdico

Para montar o quarto da pequena Gabriela, de quatro anos, as profissionais tentaram trazer a simbologia do universo lúdico, como por exemplo, ícones dos contos de fadas. “Optamos pelas fadas, borboletas, bonecas e outros, de forma a estimular a aprendizagem, pois acreditamos que esta deve ocorrer dentro e fora da escola. O cantinho da menina tem espaço para exposição de seus livrinhos e brincadeiras com amigas e também com a família. Assim, os momentos de criação, assimilação e comunicação da criança são incentivados”, afirmam Fabiana e Laura.

Alexandre Lima

Alexandre Lima

Vontade dos pais

Os pais queriam que a decoração do quarto permanecesse por bastante tempo, ultrapassando a fase da pré-escola. Também pediram que o lugar motivasse o desenvolvimento da filha e que aguçasse sua curiosidade. Para que a vontade dos pais ganhasse força, Laura e Fabiana utilizaram a marcenaria inteligente. “Essa ferramenta possibilitou a setorização do espaço, subdividindo-o em um local para o descanso e outro para as brincadeiras, além de área reservada para guardar os brinquedos. Desta forma, desde cedo, pode ser ensinado à pequena Gabriela a importância da organização”, apontam.

Destaques do projeto

As profissionais optaram por dois grandes destaques para o projeto. O primeiro foi a casinha de bonecas, que também abriga o quadro escolar. “A casa é ideal para dar asas à imaginação. Além disso, ela também faz papel de cabeceira da cama e possui em seu interior uma das paredes onde pode ser acolhido um mural de fotos”, dizem as especialistas.

O segundo destaque é a minibiblioteca, que foi criada pelo próprio pai de Gabriela e tem formato de árvore, abrigando vários livros e jogos pedagógicos. Dica: isso é uma boa forma de incentivar o interesse da criança pelos livros!

Alexandre Lima

Alexandre Lima

O papel de parede reveste quase todas as paredes do quarto. As partes que não contam com esse recurso foram cobertas com nuances verde, amarelo, lilás e azul. Tudo para deixar o local bem mais alegre e colorido.

Escolha da mobília

As designers ainda contaram que deram preferência aos móveis com área de armazenamento. “A cama tem uma gaveta em toda sua extensão, ideal para guardar os calçados. O baú lateral é destinado às almofadas na hora de dormir. A escrivaninha, de medidas especiais, foi projetada para preencher um vão deixado na primeira reforma do quarto. Ela abriga o material escolar e sua altura é regulável. Em uma de suas extremidades, fixadas na alvenaria, abertura para passagem de fios do computador que Gabriela terá quando for mais crescidinha”, contam.

Iluminação do ambiente

Laura e Fabiana destacam a persiana natural feita com bambu. Ela elimina o uso do blackout e ainda cria um clima mais aconchegante. “Também vale ressaltar as luminárias. Elemento que contrasta com o azul do papel de parede ao fundo. Quando acesas, destacam os cristais que emolduram porta, janela e chaminé da casinha de bonecas”, explicam.

Alexandre Lima

Alexandre Lima

 

Mais lidas