Como deixar a casa mais segura para seu animal de estimação

Avalie

Ter animais de estimação é incrível: eles são bons companheiros, divertidos e além de tudo, parte da família. Porém, eles também precisam ser observados com cuidado, principalmente dentro da casa ou apartamento. Selecionamos dicas de segurança para você deixar seu pet à vontade, porém sempre com alguns cuidados extra. Confira:

Foto: Shutterstock Images

Foto: Shutterstock Images

Na cozinha

– Guarde os objetos cortantes e talheres em locais de difícil acesso aos animais.

– Jogue os restos de comida em lixeiras e as deixe sempre tampadas e afastadas.

– Mantenha os armários fechados para evitar que os pets entrem e fiquem presos por muito tempo.

Nos quartos

– Os bichinhos gostam muito de brincar com meias, porém ao ingeri-las eles podem sofrer uma obstrução intestinal.

– Mantenha os brinquedos das crianças, principalmente aqueles com peças muito pequenas, bem guardados.

Na sala 

– Cuidado com o contato dos animais com enfeites e pesos de porta, pois eles podem se intoxicar ou engasgar com determinados materiais.

No quintal 

– Seja cautelosa com o jardim, pois diversas plantas ornamentais são tóxicas e se o animal comê-las poderá ser prejudicado. Exemplos de plantas tóxicas: azaléia, comigo-ninguém-pode e espada-de-são-jorge.

No banheiro

– Não deixe que o pet coma rolo de papel higiênico, sabonetes, xampus ou saco de lixo.

– Mantenha a tampa do vaso sanitário sempre fechada para evitar que o bichinho caia dentro.

– Guarde objetos cortantes, como lâmina de barbear e tesouras, em locais altos ou fechados.

Na garagem 

– Muito cuidado na hora de colocar ou tirar o carro para evitar atropelamentos.

– Lembre-se que existem animais que gostam de dormir embaixo do carro, fique atenta!

– “Cuidado com os fios elétricos que ficam muito próximos do chão e de fácil acesso para o animal: eles podem querer brincar, mordiscar o fio e tomar um choque”, alerta Cleiser Kurashima, veterinária.

Evite sustos!

– Se você mora em apartamento, coloque telas de proteção em janelas e sacadas.

– Caso o animal seja mais agressivo ou muito medroso, cuidado com visitas: os bichos podem avançar e morder, principalmente as crianças.

– Gatos gostam muito de brincar com fios e linhas, portanto, não deixe esses materiais no chão, onde eles possam ter acesso.

“O animal é como uma criança. Alguém sempre precisa estar de olho. Em um descuido do proprietário, acontecem os acidentes”, alerta a especialista.

Consultoria

Cleiser Kurashimada é veterinária da Pet Society. Site: www.petsociety.com.br

Texto de Gabrielle Nascimento/Colaboradora

Mais lidas