Almofadas como elemento da decoração

Avalie

As almofadas podem servir como travesseiro, encosto, apoio para sentar e tudo aquilo que a sua imaginação permitir. Além, claro, de serem lindos adereços na decoração. Com elas você tem a possibilidade de inovar diariamente a sua casa, mudando a disposição, as capas e trocando de ambiente sempre que quiser. Aprenda a decorar os cômodos de forma criativa e descontraída, sem gastar muito.

Projeto 1: Adriana Fontana, São Paulo – SP

Almofadas como elemento da decoração

Fotos Mirian Silva/Regina Segura/Cláudia Novaes

Coloridas

Aqui, não foi preciso pintar, colocar papel de parede, comprar móveis novos ou investir em muitos adereços. Projetado pela designer de interiores Adriana Fontana, bastou a criatividade nas almofadas para transformar o espaço no quarto dos sonhos de um menino de sete anos, em Santana, na capital paulista.

Como usar

Dependendo do tipo e tamanho das almofadas, elas podem virar um substituto para os travesseiros, desde que feitos em tecidos adequados como algodão, por exemplo. São ótimas também para as brincadeiras das crianças e, se forem um pouco mais altas, elas podem ser empilhadas e utilizadas como assentos.

Almofadas como elemento da decoração

Fotos Mirian Silva/Regina Segura/Cláudia Novaes

Acerte nas cores!

Se a ideia for mesmo colorir, Adriana explica que não há um limite, mas, para não exagerar na decoração, invista em cores complementares, como laranja e verde, por exemplo, ou cores com tonalidades mais próximas, como tons de laranja com marrom e bege.

Almofadas como elemento da decoração

Fotos Mirian Silva/Regina Segura/Cláudia Novaes

Atemporal

“A intenção das almofadas foi dar um colorido bem divertido no quarto, sem que isso ficasse muito temporal”, conta Adriana. Com isso, o projeto continua funcional para qualquer idade.  Conforme a criança cresce, basta trocar as almofadas e o tapete.

Toque de cor

Almofadas são sempre um bom truque para colorir qualquer ambiente e dar alegria, principalmente nos espaços neutros. Para decorações coloridas, opte por estampas neutras.

”Utilizamos os enchimentos já existentes e mandamos fazer apenas as capas”, explica a designer de interiores. Foi um presente da avó da criança, ao todo doze almofadas e mais dois rolinhos.

Projeto 2: Regina Segura, Rio de Janeiro – RJ

Almofadas como elemento da decoração

Fotos Mirian Silva/Regina Segura/Cláudia Novaes

O quarto da Eduarda, de 14 anos, foi mudado apenas a cor. Um bom exemplo de que a troca das almofadas muda todo o ambiente. A arquiteta Regina Segura diz que sempre prefere “usar papel de parede nas paredes principais, pois trocá-los também é mais rápido, limpo e acaba sendo mais barato do que trocar a cor da tinta”.

A dica é variar as capas das almofadas de acordo com o edredom e, com isso, o quarto vai estar sempre com carinha de novo!

As almofadas diminuem a profundidade da cama, enfeitam e colorem. Todas as almofadas têm zíper ou botões para serem trocadas e lavadas facilmente. Só é preciso seguir a orientação e o cuidado para cada tecido.

Projeto 3: Rosângela Larciprettia, São Paulo – SP

Confortáveis

Almofadas como elemento da decoração

Fotos Mirian Silva/Regina Segura/Cláudia Novaes

O home theather pertence a um casal jovem do Brooklin, em São Paulo, que queria um espaço convidativo e confortável. Decorado pela arquiteta Rosângela Larcipretti, o espaço de 12m2 ganhou aconchego e beleza com as almofadas. Fora a elegância!

Para o descanso

As almofadas, esteticamente, dão movimento à decoração, elas podem ser dispostas de diversas maneiras e ter variações de texturas, cores, estampas e tamanhos. São também bastante funcionais no quesito conforto e, neste projeto, foram fundamentais. A principal função é dar conforto para quem pretende assistir a um filme, mas também oferece ótimas condições para atividades mais introspectivas, como ler um livro e descansar.

A arquiteta alerta que é importante dosar na quantidade, para evitar que elas atrapalhem na hora de sentar.

Se já tiver as almofadas, basta modificar as capas. Elas também podem ser utilizadas no sofá junto a uma manta, use a sua imaginação.

Texto Thaís Luquesi/Colaboradora

Mais lidas